Página inicial
 
Mural de recados
21.09 | MARCONDES
SERÁ Q O CENTRAL FOSSE PEDIR PRA PREFEITA DAR UMA GERAL NO CT, ELA PELO MENOS MA ...
21.09 | VICTOR HUGO
A PREFEITA É D CARUARU, MAS NÃO FAZ NADA PELOS 2 CLUBES CENTRAL E PORTO, ELA DEV ...
21.09 | Paulo alvinegro
É muito engraçado o presidente do central pra conseguir falar com o prefeito de ...
 
[Enviar] [Listar]
Esportes
Vídeos
CENTRAL de CARUARU
Clube Atlético do Porto
Sport Club do Recife
Santa Cruz Futebol Clube
Clube Náutico Capibaribe
Salgueiro Atlético Clube
Futebol Pernambucano
Futebol Nacional
Futebol Internacional
Opinião
Giros
Enquete
Não existe enquete no momento!
 
Publicidade
 
 
08/06/2015
16h53 | esportes - NÁUTICO
Náutico tem defesa menos batida da história da Série B na era dos pontos corridos
Do Super Esportes 
 
Time que não sofre gol, não perde jogo. É um dos lugares-comuns do futebol. Mas que tem sua lógia. E não é por acaso que o Náutico segue invicto na Série B do Campeonato Brasileiro ao fim de seis rodadas - cinco vitórias e um empate. O alicerce do alvirrubro se encontra em seu bem estruturado sistema defensivo. Quase intransponível. São apenas dois gols sofridos (média de 0,33 por jogo). A defesa Timbu não é apenas a menos vazada da competição. É, também, a melhor de toda a história das última 10 edições da Série B, desde que foi adotado o sistema de pontos corridos.

A campanha alvirrubra é a melhor de sempre do clube na segunda divisão nacional, ao fim de seis rodadas, e a melhor dos clubes pernambucanos na Série B dos pontos corridos. E com exceção do Corinthians em 2008 (18 pontos), nenhum outro campeão desde 2006 havia somado, em seis jogos, mais pontos que o Náutico em 2015.

Feitos que refletem a grande fase vivida pela defesa Timbu. A zaga alvirrubra com seus dois gols sofridos e média de 0,33 por jogo é a melhor nas 10 edições da Série B nos pontos corridos, batendo Gama (2007), Vasco (2009), Paraná (2010 e 2013), Palmeiras (2013) e América-MG, que haviam sofrido três gols.

Números são apenas números. No futebol, o que importa é o que acontece nas quatro linhas. Os números, entretanto, ajudam a sustentar o momento de euforia vivido pela torcida alvirrubra. E com justiça.

NÁUTICO em 2015

2

gols sofridos

0,33 gol/jogo

média

Melhores defesas na 6ª rodada

2006

Paulista e Avaí

4
gols sofridos

0,66 gol/jogo
média

2007

Gama

3
gols sofridos

0,5 gol/jogo
média

2008

Juventude e ABC

4
gols sofridos

0,66 gol/jogo
média

2009

Vasco

3
gols sofridos

0,5 gol/jogo
média

2010

Paraná

3
gols sofridos

0,5 gol/jogo
média

2011

Paraná e Boa Esporte

4
gols sofridos

0,66 gol/jogo
média

2012

América-MG

4
gols sofridos

0,66 gol/jogo
média

2013

Palmeiras e Paraná

3
gols sofridos

0,5 gol/jogo
média

2014

América-MG

3
gols sofridos

0,5 gol/jogo
média

...
 
 
 
eXTReMe Tracker