Página inicial
 
Mural de recados
24.04 | Paulo
Parabéns ao povo de caruaru pelo reconhecimento do time do carcara que represent ...
24.04 | Beltrão
A vigilância tem que estar alerta, um certo clube da capital, adora oferecer cif ...
24.04 | Centralino
Lembrando a FPF que esse ano vai ser mais difícil roubar do Salgueiro, pois o se ...
 
[Enviar] [Listar]
Esportes
Vídeos
CENTRAL de CARUARU
Clube Atlético do Porto
Sport Club do Recife
Santa Cruz Futebol Clube
Clube Náutico Capibaribe
Salgueiro Atlético Clube
Futebol Pernambucano
Futebol Nacional
Futebol Internacional
Opinião
Giros
Enquete
Não existe enquete no momento!
 
Publicidade
 
 
02/06/2015
07h56 | esportes - SÉRIE B
SÉRIE B -> Náutico 2x0 Ceará - Timbu vence e segue invicto no Brasileiro
CLIQUE E CONFIRA.
O necessário. Isso foi o que o Náutico fez para garantir a vitória contra o Ceará nesta terça-feira na Arena Pernambuco. O placar de 2 a 0 foi construído no início das duas etapas com gols de Ronaldo Alves e Willian Magrão, mas a partida foi muito mais do que os dois gols. Foi a comprovação de que este time pode muito na Série B se fizer alguns pequenos ajustes, já que a defesa, seu ponto forte desde que Lisca assumiu o atual sistema defensivo, continua firme e forte. A equipe que brigava para não cair, agora pensa em que posição pode subir e o acesso é algo mais do que palpável para a equipe de Lisca, que dormirá no G4 por mais uma rodada e recebe o América-MG na próxima sexta-feira.

O jogo mal tinha começado e o Timbu assumiu a liderança do placar em menos de dois minutos. Após cruzamento de Guilherme, Hiltinho foi segurado por Sandro dentro da área e a arbitragem não teve dúvida. Marcou pênalti e Ronaldo Alves cobrou com maestria para abrir o placar. O que era um presságio de vitória fácil transformou-se em uma agonia desnecessária. 

Sem força ofensiva e sendo engolido pela marcação do Ceará, o Timbu sofreu até os 20 primeiros minutos de partida. A saída de bola alvirrubra praticamente não existia e quando os responsáveis pela criação, Hiltinho e Rogerinho, pegavam na bola, ela era perdida rapidamente. Outro ponto fraco do Timbu foi o apoio das laterais. Gaston e Guilherme não fizeram uma jogada na linha de fundo e o lateral direito insistia em cruzamentos feitos na quina da grande área. 

O Ceará ainda assustou em um lance de William, mas Ronaldo Alves não permitu que o camisa nove do Ceará conseguisse empatar a partida. A comissão técnica do alvinegro ainda pediu pênalti no lance, mas o árbitro Marcos Andre Gomes da Penha disse não ter visto o toque na mão do zagueiro timbu. 

O Timbu voltou ligado para o segundo tempo. Deve ter recebido algum recado de Lisca e a motivação voltou outra. Com a marcação adiantada e investindo em jogadas pelo lado direito, o segundo gol foi questão de tempo. Aos cinco minutos, Willian Magrão iniciou jogada com Guilherme e passou para Hiltinho. O meia analisou a situação e teve calma para devolver para Magrão, que de perna esquerda tirou com calma do goleiro Tiago. 2 a 0 e a calma voltou a reinar na Arena Pernambuco.

O Náutico esteve perto de fazer o terceiro gol através de Douglas e Marino pouco tempo após ampliar o marcador, mas a equipe voltou a repetir o que sempre faz quando sai na frente do placar. A equipe recuou novamente e esperou pelo menos 20 minutos para não se resumir a contra-atacar o Ceará. Levi Gomes finalmente tirou o inoperante Rogerinho e colocou Renato para tentar dar nova força ofensiva ao time. 

O Náutico ganhou em velocidade e a tática dos contra-ataques começou a dar certo. Hiltinho teve a melhor chance logo após a mudança e se não fosse Tiago, o terceiro gol timbu teria saído. Bruno Alves e Josimar ainda entraram na equipe que buscava sacramentar a vitória, mas não foi necessário mais nenhum gol. Bastou manter a tranquilidade e não dar vacilos para conquistar mais três pontos e se manter no G4 da Série B.

Ficha do Jogo

Náutico 2
Júlio César; Guilherme, Ronaldo Alves, Fabiano Eller e Gaston; João Ananias, Willian Magrão, Marino e Hiltinho (Bruno Alves); Rogerinho (Renato) e Douglas (Josimar). Técnico: Lisca

Ceará 0
Tiago Campagnaro; Roniery (Baraka), Sandro, Gilvan e Fernandinho; Sandro Manoel, Ricardinho, Uillian Correia, Wescley (Robinho) e Eloir; William (Rodrigo Silva). Técnico: Silas.

Local: Arena Pernambuco
Árbitro: Marcos André Gomes da Penha (ES)
Assistentes: Fabiano da Silva Ramires e Edson Glicerio dos Santos (ambos do ES)
Gols: Ronaldo Alves e Willian Magrão (NAU); 
Cartões amarelos: Sandro, Robinho e Eloir (CEA);
Público: 10.997
Renda: R$ 188.210,00
 
Do Super Esportes 

.
 
 
 
eXTReMe Tracker