Página inicial
 
Mural de recados
18.11 | Paulo alvinegro
Era o ano pra um time do interior chegar lá com o rebaixamento dos três da capit ...
18.11 | MARCONDES
´PELA PRIMEIRA VEZ NA HISTORIA DO FUTEBOL PE. 3 GRANDES CAIRAM, A COMEÇAR PELO M ...
17.11 | CLEO
VERDADE VICTOR HUGO O REINADO DOS TRÊS DA CAPITAL ACABOU,COMO DIZ O DITADO FIZER ...
 
[Enviar] [Listar]
Esportes
Vídeos
CENTRAL de CARUARU
Clube Atlético do Porto
Sport Club do Recife
Santa Cruz Futebol Clube
Clube Náutico Capibaribe
Salgueiro Atlético Clube
Futebol Pernambucano
Futebol Nacional
Futebol Internacional
Opinião
Giros
Enquete
Não existe enquete no momento!
 
Publicidade
 
 
09/05/2015
06h00 | esportes - SÉRIE B
SÉRIE B > Náutico estreia com vitória na competição: Náutico 1x0 Luverdense
CLIQUE E CONFIRA.
Em tarde de estreias, o Náutico deu sinais de que, finalmente, estreou em 2015. O time que se viu em campo diante da Luverdense, apesar dos cinco jogadores estreantes, em nada fazia lembrar aquela equipe claudicante que fracassou no Campeonato Pernambucano e na Copa do Nordeste. Coletivamente mais consistente, o alvirrubro - que aproveitou a rodada de abertura da Série B do Brasileiro para inaugurar seu terceiro uniforme - foi para cima dos mato-grossenses, dominando o confronto e construindo com naturalidade a vitória que terminou sendo mais apertada diante de tantas chances desperdiçadas: 1 a 0.

Ao longo da indesejada, porém, prolongada preparação alvirrubra para a segundona, o técnico Lisca traçou meta ambiciosa. Não obstante a má fase vivida pelo timbu no primeiro quarto do ano, o treinador subiu a fasquia de seu time, colocando o acesso à Série A como objetivo do Náutico. Para isso, entretanto, o comandante alvirrubro havia deixado claro que seria preciso começar bem a competição. Mais do que isso, era necessário que o Náutico recuperasse o diferencial do fator casa, perdido nos últimos tempos.

Pelo que se viu, os jogadores levaram para campo a lição bem estudada. Desde o minuto inicial, o Náutico abafou a Luverdense e foi construindo o seu jogo. Com apenas três minutos, Patrick Vieira deu o primeiro sinal, com bela falta cobrada no ângulo, forçando Edson a grande defesa. Aos 17, depois de mais três boas chegadas alvirrubras, o gol saiu. João Ananias tocou para a frente, Rogerinho lançou Hiltinho, que infiltrou na área e marcou seu primeiro gol pelo Náutico em sua estreia.

O timbu seguiu superior no gramado, acuando a Luverdense a seu campo defensivo. O time de Lucas do Rio Verde encontrava dificuldade para chegar ao ataque. O Náutico teve mais duas boas oportunidades para ampliar antes do intervalo, mas foi para o descanso com a vitória mínima no placar.

Chances desperdiçadas
Na volta para o segundo tempo, a Luverdense esboçou uma reação, ao se lançar para o ataque nos minutos iniciais. O ímpeto dos mato-grossenses, entretanto, durou pouco. Não demorou muito para o Náutico reequilibrar as ações e passar a explorar os espaços deixados pelo time visitante, que buscava chegar ao empate, mas apenas em lances de bola parada levava perigo ao gol de Júlio César.

Embora longe do domínio da etapa inicial, o timbu seguia melhor em campo e eram dos alvirrubros as melhores oportunidades do jogo, sempre em lances em profundidade, nas costas da defesa da Luverdense. Aos 21, por exemplo, Patrick Vieira avançou para a área, mas, de cara para o gol, acertou o goleiro Edson. Assim, o placar se manteve o mesmo do intervalo e o Náutico estreou com vitória na Série B.

Ficha do jogo

Náutico
Júlio César; Guilherme, Ronaldo Alves, Fabiano Eller e Gaston; João Ananias, Marino, Hiltinho e Patrick Vieira (Pedro Carmona) e Douglas (Josimar); Rogerinho (Bruno Alves). Técnico: Lisca

Luverdense
Edson; Raul Prata, Everton, Montoya e Paulinho; Júlio Terceiro, Michel (Ticão), Diego Rosa (Rafael Tavares) e Deyvid Sacconi; Osman (Da Matta) e Ciro. Técnico: Júnior Rocha

Estádio: Arena Pernambuco (São Lourenço da Mata). Árbitro: Leo Simão Holanda (CE). Assistentes: Arnaldo Rodrigues de Souza (CE) e Armando Lopes de Sousa (CE). Gols: Hiltinho (Náutico). Cartões amarelos: João Ananias, Patrick Vieira, Hiltinho e Ronaldo Alves (Náutico); Raul Prata e Júlio Terceiro (Luverdense). Público: 5.440. Renda: R$ 91.175.
 
Do Super Esportes 

...
 
 
 
eXTReMe Tracker