Página inicial
 
Mural de recados
21.09 | MARCONDES
SERÁ Q O CENTRAL FOSSE PEDIR PRA PREFEITA DAR UMA GERAL NO CT, ELA PELO MENOS MA ...
21.09 | VICTOR HUGO
A PREFEITA É D CARUARU, MAS NÃO FAZ NADA PELOS 2 CLUBES CENTRAL E PORTO, ELA DEV ...
21.09 | Paulo alvinegro
É muito engraçado o presidente do central pra conseguir falar com o prefeito de ...
 
[Enviar] [Listar]
Esportes
Vídeos
CENTRAL de CARUARU
Clube Atlético do Porto
Sport Club do Recife
Santa Cruz Futebol Clube
Clube Náutico Capibaribe
Salgueiro Atlético Clube
Futebol Pernambucano
Futebol Nacional
Futebol Internacional
Opinião
Giros
Enquete
Não existe enquete no momento!
 
Publicidade
 
 
07/05/2015
12h41 | esportes - NÁUTICO
NÁUTICO > Aos 37 anos, zagueiro Fabiano Eller vai disputar Brasileiro da Série B pela primeira vez
CLIQUE E CONFIRA.
Fabiano Eller já foi campeão Mundial, de Libertadores e jogou na Europa. Currículo mais do que respeitado no Náutico sem sequer ter vestido a camisa do Timbu. Contudo, aos 37 anos, o atleta ainda fará sua estreia. Em clube não é novidade, já que o Náutico será o 16ª clube da sua carreira, mas na Série B será sua primeira vez. 

“Nunca disputei a Série B e sei que é uma competição forte e com times de pegada. Temos que impor nossa característica. É uma competição de muita força, mas só força não adianta”, analisou Eller, sem deixar de dar uma fórmula para conseguir sucesso na competição. “Não é um fator só que faz com que o time ganhe. O treinamento está sendo bem executado, mas temos que ter a vontade do jogador também. Isso é um fator fundamental. Também tem a união do grupo e vejo que o grupo aqui é unido. Todo mundo que está aqui quer vencer. Não vim aqui apenas para ter uma passagem. Quero ter orgulho de ter vestido esta camisa.”

Com passagem vitoriosa no sul do país, Eller descartou a possibilidade de Lisca montar um time focado apenas na pegada defensiva. Saber conduzir a bola é fator primordial para estar na equipe. “No Sul tem essa característica que é um futebol mais de pegada, mas não quer dizer que só vai ter jogador brucutu e que dá porrada. Pelo estilo do Lisca, não terá apenas jogador de marcação. Sei que ele gosta de jogador que saiba sair com a bola. Não acho que ele trouxe os jogadores pela pegada, mas por outros motivos também.”

“Tio” Fabiano
 
Em poucos treinos já foi possível ver que Eller é um líder nato. Sempre se comunicando com os companheiros e orientando a defesa, o zagueiro revelou que vem conversando com todos também fora de campo. Passando tranquilidade e sendo respeitado, Eller não descartou ser chamado de “tio” pelos mais jovens, mas a cobrança será a mesma. Principalmente na comunicação. “Não me chateio de forma alguma (se for chamado de tio). Sei que existe respeito e isso é brincadeira. Aqui estamos todos abertos para cobrança. Sempre passo para os jogadores que, dentro de campo, todo mundo tem que estar falando. É importante que todo mundo fale e oriente, independente da idade.”
 
Do Super Esportes PE 

...
 
 
 
eXTReMe Tracker