Página inicial
 
Mural de recados
24.06 |
Soube que a procura de ingressos foi fraca... Que torcida fraca essa do central ...
24.06 | Gustavo
Lembro de quando anunciaram essa parceria com Granada fiz uma pesquisa e vi que ...
24.06 | Kaio SGD
Olha nos desfalque só o que poder atrapalhar é o desfalque de Agenor o resto pod ...
 
[Enviar] [Listar]
Esportes
Vídeos
CENTRAL de CARUARU
Clube Atlético do Porto
Sport Club do Recife
Santa Cruz Futebol Clube
Clube Náutico Capibaribe
Salgueiro Atlético Clube
Futebol Pernambucano
Futebol Nacional
Futebol Internacional
Opinião
Giros
Enquete
Não existe enquete no momento!
 
Publicidade
 
 
14/02/2015
18h54 | esportes - Copa do Nordeste
Copa do Nosdeste - Sem inspiração, Náutico perde para o Moto Club de virada e fica na laterna do Grupo C do Nordestão: 3x1
Do Super Esportes 
 
Nem mesmo as imporantes defesas de Júlio César foram capazes de garantir a primeira vitória do Náutico na Copa do Nordeste, na tarde deste sábado, no estádio Castelão, em São Luís/MA. O alvirrubro pernambucano perdeu por 3 a 1 para o Moto Club. O resultado deixou o timbu na lanterna do grupo C, com apenas um ponto conquistado. Na quinta-feira, a equipe volta à campo. Vai encarar o Piauí, for a de seus domínios.

Até os 15 minutos inciais, a pressão para abrir o marcador no estádio Castelão foi do Moto Club. Logo aos dois minutos de jogo, o time da casa desperdiçou a primeira chance de fazer o primeiro gol. Somente aos 15 minutos, o Náutico despertou. Em uma cobrança de falta, Josimar chutou forte e o goleiro Raniere buscou a bola quando esta já havia ultrapassada a linha de gol. Rapidamente, o arqueiro do Moto Club puxou a redonda de dentro da linha. Lance polêmico que o árbitro e o assistente preferiram ignorar.

Não demorou muito para o Náutico deixar sua marca. Aos 20 minutos, em um lançamento do meia Bruno Alves, Josimar matou a bola no peito, deixou que ela caísse e, de esquerda, tocou para dentro do gol de Raniere ( 1 a 0). Desta vez, o goleiro do Moto Club pegou a bola no fundo das redes.

Na sequencia, o Moto voltou a envolver o time Alvirrubro com um bom toque de bola. A transição entre a defesa e o ataque também surtiu efeito. Foi aí que o goleiro Júlio César assumiu o papel de protagonista da partida. Atento a todos os lances ofensivos do Moto Club, o goleirão fez defesas importantíssimas para manutenção do placar.
Aos 34 minutos, Júlio César fez duas defesas seguidas, contendo, mais uma vez, a pressão do Moto, que buscava o empate. Aos 41min, o zagueiro alvirrubro Diego fez pênalti truculento. Sobrou para Júlio César evitar a igualdade no placar. E foi justamente isso o que ele fez. Defendeu a cobrança de Gabriel. Livrou, novamente, a atuação pífia da zaga alvirrubra.

E foi assim durante o segundo tempo. A defesa do Náutico falhava e Júlio César consertava. Aos cinco minutos, Filguera fez falta no jogador Felipe, dentro da área, mas o árbitro não assinalou o pênalti. Três minutos depois, lá estava Júlio César sendo exigido de novo, em um chute forte de Wanderley. Aos 12min, o goleiro do Timbu não resistiu. Depois da bola ficar saltando na defesa do time pernambucano, Gabriel tocou para as redes (1 a 1).

O Náutico teve a oportunidade de se redimir de tantas falhas gritantes no setor defensivo. Renato sofreu pênalt e pediu para cobrar. Chutou por fora. O castigo não demorou a aparecer. Aos 20, Kleo cobrou falta e colocou a bola no canto esquerdo de Júlio César ( 2 a 1). Logo na sequencia, o goleirão alvirrubro fez outra defesa no chute de Felipe Costa. Mas não tardou a sair o terceiro gol do Moto Club. Sem marcação, Naôh ampliou a vantagem da equipe maranhense ( 3 a 1 ). E se não fosse Júlio César, a folia do Moto Club teria sido mais devastadora.

Ficha do jogo

Moto Club 3
Raniere; Dieguinho, Luís Fernando, Fagner, Rodrigo Fernandes, Felipe Dias e Kléo (Cezinha); Felipe, Wanderley, Gabriel (Railan); Naôh (Pedro Gusmão) e Eugênio Souza. Técnico Eugênio Souza

Náutico 1
Julio César; David, Diego, Flávio, Gastón Filguera; João Ananaias, Hélder Ribeiro, Bruno Alves (Jefferson Renan), Patrick Vieira (Guilherme); Renato e Josimar (Jefferosn Nem). Técnico: Moacir Júnior

Local: Estádio Castelão, em São Luís-MA Árbitro: Avelar Rodrigo da Silva Assistentes: Armando Lopes de Sousa e Anderson Moreira de Farias Gols: Josimar (N); Gabriel (M), Kléo e Naôh Cartão amarelo: Hélder Ribeiro, Bruno Alves e Gastón Filguera (N); Luís Fernando e Diego Renan (M) Renda: R$ 42.140 Público: 2.188

.
 
 
 
eXTReMe Tracker