Página inicial
 
Mural de recados
16.08 | CLEO
O TERRENO ONDE DEVEM CONSTRUIR O CT DO CENTRAL? TÁ JOGADO PRAS COBRAS, COMO SE D ...
15.08 | MARCOS LEITE
RESTA AOS SÓCIOS PROPRIETÁRIOS DO COMÉRCIO, SE UNIR, RESTAURAR E REFORMAR O CLU ...
15.08 | VICTOR HUGO
É VERDADE GUSTAVO, O CENTRALZÃO TEM Q CONSTRUIR SEU CT NINHO DA PATATIVA NO SEU ...
 
[Enviar] [Listar]
Esportes
Vídeos
CENTRAL de CARUARU
Clube Atlético do Porto
Sport Club do Recife
Santa Cruz Futebol Clube
Clube Náutico Capibaribe
Salgueiro Atlético Clube
Futebol Pernambucano
Futebol Nacional
Futebol Internacional
Opinião
Giros
Enquete
Não existe enquete no momento!
 
Publicidade
 
 
12/02/2015
14h31 | esportes - Náutico
Náutico - Destaque na goleada do time, Renato tira a zica de olho na concorrência com reforços
Do Super Esportes.
 
Ricardo Fernandes/DP/D.A.Press
Fazia mais de um ano desde a última vez em que Renato havia marcado um gol. Foi pela Copa do Nordeste de 2014, contra o Guarany de Sobral. E aconteceu de novo na noite desta quarta-feira, na goleada por 4 a 0 sobre o Serra Talhada, na Arena Pernambuco. O atacante abriu o placar logo no início da primeira etapa, com um chute rasteiro que passou à direita do goleiro Gleibson. Gol que, segundo o atacante, serviu para “tirar a zica”.

Para Renato, a partida contra o Serra Talhada foi também a consolidação de um início de temporada promissor. No primeiro jogo oficial de 2015, o atacante iniciou no banco, e foi acionado ainda na primeira etapa, com a lesão de João Paulo. Desde então, ganhou cada vez mais espaço, aproveitando a oportunidade que vem sendo dada à prata da casa no clube, e nesta quarta-feira foi coroado com o gol.

O jogador falou à imprensa na coletiva após o jogo, e revelou como foi a abordagem do técnico Moacir Júnior com os atletas da base ao chegar ao Náutico. “Quando ele chegou, reuniu alguns jogadores, conversou individualmente para saber em qual a posição a gente poderia ajudar mais. Eu falei a ele que aberto pela beirada do campo eu me sentiria melhor e poderia ajudar mais, mas também centralizado poderia ajudar. Ele me deu oportunidade e, graças a Deus, fui feliz”, declarou.

Apesar do grande jogo, que o fez sair de campo muito aplaudido pelo público presente na Arena, o jovem se mostrou consciente de que os torcedores ainda devem pegar no seu pé, pelo simples fato dele ser formado no clube. “Os da casa são sempre mais cobrados, e a gente trabalha firme para corresponder dentro de campo. Moacir está dando essa oportunidade e esperamos continuar”, afirmou.

Reforços
Além da pressão das arquibancadas, Renato sabe que tem ainda outros desafios para se manter entre os titulares do Náutico: os jogadores que ainda não estrearam. No entanto, ele prefere deixar a escolha para o comandante. “Tem muita gente pra estrear ainda, como Ronny e (Pedro) Carmona. Essa dor de cabeça vai ficar para o treinador. Ele que decide quem vai jogar. Estou disposto a ajudar como puder”, finalizou.

.
 
 
 
eXTReMe Tracker