Página inicial
 
Mural de recados
18.10 | MARCOS LEITE
É VERDADE PAULO RICARDO, DIRETORIA VAI ARRUMAR A KSA, ISSO NÃO PODE SER FEITO DA ...
18.10 | Paulo R
! Antônio, amigo a nova diretoria só faz 15 dias que assumiu o club e vc pergunt ...
17.10 | Antonio do Salgado
Sim entrou uma nova diretoria conversa bonita danada, reformaram a concentraçao ...
 
[Enviar] [Listar]
Esportes
Vídeos
CENTRAL de CARUARU
Clube Atlético do Porto
Sport Club do Recife
Santa Cruz Futebol Clube
Clube Náutico Capibaribe
Salgueiro Atlético Clube
Futebol Pernambucano
Futebol Nacional
Futebol Internacional
Opinião
Giros
Enquete
Não existe enquete no momento!
 
Publicidade
 
 
12/01/2015
21h36 | esportes - Náutico
Náutico - Zagueiro Leandro Euzébio diz que estrutura do Timbu é melhor do que a do Fluminense
CLIQUE e CONFIRA.
Leandro Euzébio Náutico (Foto: Aldo Carneiro / Pernambuco Press)Leandro Euzébio fez elogios à estrutura do Náutico (Foto: Aldo Carneiro / PE Press)

Nove anos depois de ter ajudado o Náutico a garantir o acesso à  Série A do Campeonato Brasileiro, o zagueiro Leandro Euzébio volta a conceder entrevista coletiva como atleta alvirrubro. No seu primeiro dia no clube, mostrou que está motivado para jogar. O zagueiro, de 33 anos, no entanto, se mostrou impressionado com as condições de trabalhos oferecidas pelo Timbu. E não hesitou para afirmar que  a estrutura do Náutico é melhor do que a do seu ex-clube, o Fluminense. 

- Em vários clubes do Brasil, essa estrutura não existe. O próprio Fluminense não tem. O profissional mesmo, treina nas Laranjeiras. O Náutico está de parabéns. 

No Fluminense, Leandro atuou por cinco temporadas, sendo campeão brasileiro em 2010 e 2012. Mesmo vivendo grandes momentos da sua carreira no Tricolor carioca, o zagueiro declara que tem uma identificação maior com a torcida alvirrubra. Quando jogou no Náutico, em 2006, fez amizades com atletas e funcionários, entre eles o hoje assistente técnico Kuki, com quem foi companheiro dentro de campo. 

- Eu tenho muitos amigos na diretoria e até o próprio Kuki. O clube que eu mais me identifiquei com a torcida foi o Náutico. Isso fez com que eu voltasse.

 

Mesmo de longe, Leandro Euzébio afirma ter acompanhado o Náutico. Tanto que sabe da crise que aconteceu em 2014, onde atrasos salariais culminaram em uma greve dos jogadores no final da Série B. Acreditar na palavra da diretoria foi determinante para que ele voltasse.

- Quando eu assinei com o Náutico, deixei claro para a diretoria que o trabalho tem de ser muito transparente para não se repetir o que aconteceu no ano passado. No futebol, não pode existir isso. E eles deram a palavra de que não ia acontecer nada daquilo. Eu também assumi uma responsabilidade com eles.

 

 

Os pouco mais de cinco meses sem fazer um jogo oficial não atrapalham. Isto quem garante é o próprio Leandro Eusébio que, desde que voltou do Al-Khor, do Catar, em agosto de 2014, está só mantendo a forma física. Porém, o defensor fez uma ressalva: apesar de garantir que está bem fisicamente, a sua estreia tem de ser bem planejada e não pode ser feita de qualquer maneira.

- Acredito que sim. Nesse tempo, eu vinha mantendo a forma física lá na Cabofriense. Acredito que não deva atrapalhar nada. O mais importante no atleta é a força de vontade. Isso tem que ser planejado. Espero fazer o máximo possível para estar pronto o mais rápido possível.
 
Do globoesporte.com/PE 

 


.
 
 
 
eXTReMe Tracker