Página inicial
 
Mural de recados
26.04 | MARCOS LEITE
O CENTRAL PERDEU VÁRIOS BONS JOGAGORES Q DISPUTARAM O PERNAMBUCACNO DESSE ANO, A ...
26.04 | Beltrão
A próxima contratação do Central vem do : A) veloclube B) aeroclube C) Cineclub ...
25.04 | Jose Helio Pessoa
DODEIRO NÃO ATRAPALHA....O CENTRAL SÓ NÃO É MAIOR DO QUE SUA LOUCURA...TIRAR LI ...
 
[Enviar] [Listar]
Esportes
Vídeos
CENTRAL de CARUARU
Clube Atlético do Porto
Sport Club do Recife
Santa Cruz Futebol Clube
Clube Náutico Capibaribe
Salgueiro Atlético Clube
Futebol Pernambucano
Futebol Nacional
Futebol Internacional
Opinião
Giros
Enquete
Não existe enquete no momento!
 
Publicidade
 
 
27/12/2014
13h16 | esportes - Náutico
Náutico - Meia Jefferson Renan vê o Timbu como a grande oportunidade de sua carreira
CLIQUE e CONFIRA.

 

Deixar o interior para morar na capital é o grande sonho de muitos jovens espalhados pelo Brasil. E no futebol não é diferente. Normalmente, o primeiro grande sonho dos meninos que estão começando a se aventurar na carreira de jogador é defender os grandes clubes do seu Estado. Em Pernambuco, no ano de 2015, isso acontecerá com Jefferson Renan, meia revelado pelo Porto-PE e que defenderá as cores do Náutico.

- Essa é a grande chance da minha vida. Espero agarrá-la com unhas e dentes. Vai ser uma honra vestir a camisa de um clube centenário como é o Náutico e espero que 2015 seja muito bom para a gente. Estou indo para ajudar o clube a voltar para o cenário nacional. 

O momento de mudança escolhido por Jefferson Renan coincidiu com um momento de transição que o próprio Náutico vem passando. Imerso em uma grande crise financeira, o Timbu está tentando baixar o valor de sua folha salarial para que em 2015 não enfrente os mesmos problemas quanto a atrasos salariais. E foi isso que foi prometido para Jefferson.

 

Sport x Porto-PE jogo-treino  (Foto: André Vinícius / GloboEsporte.com)Jefferson Renan deixou o Porto-PE para defender o Náutico em 2015 (Foto: André Vinícius / GloboEsporte.com)

 


- Quando eu acertei com o Náutico, me foi falado de que o ano de 2015 seria diferente. Sei das dificuldades que a diretoria está enfrentando, mas confiamos neles. Agora é só jogar.

Pouco conhecido do grande público no Recife, Jefferson mostrou personalidade ao falar sobre suas características e garantiu que pode ajudar o técnico Moacir Júnior em duas posições.

- Eu sou um meia de origem, mas também jogo como segundo atacante. Sou velocista e gosto de usar a minha habilidade.
  
 
Do globoesporte.com/pe 

 


.
 
 
 
eXTReMe Tracker