Página inicial
 
Mural de recados
16.08 | CLEO
O TERRENO ONDE DEVEM CONSTRUIR O CT DO CENTRAL? TÁ JOGADO PRAS COBRAS, COMO SE D ...
15.08 | MARCOS LEITE
RESTA AOS SÓCIOS PROPRIETÁRIOS DO COMÉRCIO, SE UNIR, RESTAURAR E REFORMAR O CLU ...
15.08 | VICTOR HUGO
É VERDADE GUSTAVO, O CENTRALZÃO TEM Q CONSTRUIR SEU CT NINHO DA PATATIVA NO SEU ...
 
[Enviar] [Listar]
Esportes
Vídeos
CENTRAL de CARUARU
Clube Atlético do Porto
Sport Club do Recife
Santa Cruz Futebol Clube
Clube Náutico Capibaribe
Salgueiro Atlético Clube
Futebol Pernambucano
Futebol Nacional
Futebol Internacional
Opinião
Giros
Enquete
Não existe enquete no momento!
 
Publicidade
 
 
06/10/2014
22h26 | esportes - SÉRIE B
SÉRIE B -> Náutico é goleado pelo América-MG em plena Arena PE: 4x1
CLIQUE E CONFIRA.

Pior do que perder para o América-MG por 4×1, em plena Arena Pernambuco, vai ser o Náutico assimilar a derrota ocorrida nesta terça-feira, pela 28ª rodada da Série B. O resultado para lá de negativo vem como um banho de água fria para as pretensões alvirrubras de se aproximar do G4 da competição. Por mais que o Timbu ainda tenha chances matemáticas, fica complicado acreditar no acesso depois de um baque tão grande como esse. Mais do que corrigir os erros desta noite, será preciso trabalhar o psicológico dos atletas do Náutico, que não poderiam perder uma partida como essa. Gilson (duas vezes), Renan Oliveira e Obina marcaram para os visitantes, enquanto Renato Chaves diminuiu.

A queda para a oitava posição foi o mínimo para o Timbu, que permanece com 41 pontos. Os alvirrubros ainda podem ver a distância para o G4 aumentar para até nove pontos a depender dos resultados do complemento da rodada. Já o Coelho vai para nono com 38. Na próxima rodada, o Náutico tenta a recuperação contra o ABC, outra vez na Arena. O América enfrenta a Portuguesa, em casa.

O JOGO - O conjunto alvirrubro como um todo foi mal nesta terça, mas a liberdade dada ao adversário foi o principal pecado do Náutico no gramado. Nem parecia a equipe que havia vencido o Avaí fora de casa usando justamente a defesa como principal arma. Os espaços foram tantos que Renan Oliveira, descartado pelo Sport neste ano justamente por participar pouco da partida, foi um dos destaques. Dos pés dele, saíram as principais jogadas dos mineiros, seja pelo meio ou lados do campo. O incrível é que mesmo dando muito trabalho, nenhum atleta vestindo vermelho e preto diminuiu um pouco mais a marcação.

Em alguns momentos, a partida lembrou a goleada da Alemanha de 7×1 sobre o Brasil na Copa do Muno. Infelizmente para o torcedor alvirrubro, o Náutico representava o time canarinho. Via o adversário tocar a bola e sentia cada golpe sofrido, que no caso eram os gols. O América-MG começou a empilhar gols ainda no primeiro tempo com Gilson duas vezes. Em ambas oportunidades teve liberdade para finalizar na grande área e fora dela. Nenhum alvirrubro chegou para apertar nos dois lances.

Os outros gols do América-MG foram ainda mais fáceis, e difíceis de acreditar por causa da facilidade encontrada. O personagem nas duas finalizações foi Renan Oliveira, que sem marcação, fez o terceiro e deu o passe para o quarto gol, anotado por Obina. O quinto poderia ter saído se não fosse o travessão. A tragédia alvirrubra, que poderia ser pior, foi estacanda muito porque os mineiros diminuíram o ritmo.

Com o adversário atrás e administrando o relógio, o Náutico obteve maior presença ofensiva. Só que sem organização, ao contrário do oponente do outro lado. Ainda assim conseguiu diminuir com Renato Chaves, mas não tinha como fazer muito mais do que isso. Foi uma noite para se esquecer na Série B.

FICHA DA PARTIDA – NÁUTICO 1X4 AMÉRICA-MG

Náutico: Júlio César; Rafael Cruz, William Alves, Renato Chaves e Raí; João Ananias, Elicarlos (Helder) e Vinícius; Crislan (Furlan), Sassá (Marcos Vinícius) e Tadeu. Técnico: Dado Cavalcanti.

América-MG: João Ricardo; Pablo, Adalberto (Renato Santos), Vitor Hugo e Raul; Leandro Guerreiro, Andrei (Thiago Santos), Gilson, Renan Oliveira (Magrão) e Willians; Obina. Técnico: Givanildo Oliveira.

Série B (28ª Rodada). Estádio: Arena Pernambuco, em São Lourenço da Mata (PE). Árbitro: Rodrigo Batista Raposo (DF). Assistentes: Marrubson Melo Freitas e José Reinaldo Nascimento Júnior (ambos do DF). Gols: Gilson (A) duas vezes aos 21 e 29 minutos do primeiro tempo; Renan Oliveira (A) aos 3, Obina (A) aos 11 e Renato Chaves (N) aos 22 do segundo. Amarelos: Andrei (A), Raul (A), João Ricardo (A), Vinícius (N), Rai (N) e Furlan (N). Público: 7.463. Renda: R$ 183.220.

Do Blog do Torcedor 


.
 
 
 
eXTReMe Tracker