Página inicial
 
Mural de recados
22.06 | Paulo alvinegro
Pois é patativa também dei a viagem perdida não tinha ingresso nenhum na sede o ...
22.06 | Patativa
O central e seu amadorismo fui até o lacerdao nesta quinta feira comprar meu ing ...
22.06 | José
Boa tarde Warley, Se caso o central empatar essa partida, ele ta classificado ? ...
 
[Enviar] [Listar]
Esportes
Vídeos
CENTRAL de CARUARU
Clube Atlético do Porto
Sport Club do Recife
Santa Cruz Futebol Clube
Clube Náutico Capibaribe
Salgueiro Atlético Clube
Futebol Pernambucano
Futebol Nacional
Futebol Internacional
Opinião
Giros
Enquete
Não existe enquete no momento!
 
Publicidade
 
 
01/10/2014
18h38 | esportes - NÁUTICO
NÁUTICO -> Alvirrubro apresentou o 48° e último reforço para a temporada: Lateral esquerdo Gaston Filgueira
CLIQUE E CONFIRA.
Restando 12 rodadas para o fim da Série B, o Náutico apresentou, nesta terça-feira, o 48o e último reforço para a temporada. O uruguaio Gaston Filgueira chega para suprir uma das principais carências do time ao longo do ano, a lateral esquerda. Além de seu país natal, o atleta teve passagens pelo futebol argentino e chileno e agora espera mostrar desempenho para abrir espaço no mercado brasileiro.

Além de Filgueira, o técnico Dado Cavalcanti conta com outros dois jogadores para a posição: Roberto e Raí. Nenhum dos dois, entretanto conseguiu se firmar na posição. E como o uruguaio garante estar em boas condições físicas, não seria de inesperado vê-lo entre os titulares no sábado, contra o Avaí. “A briga vai ser complicada. Dado tem boas opções. Jogadores com características muito diferentes. Acho que isso é bom para o treinador. Cabe a ele escolher aqueles com as caracterísitcas que melhor lhe atendem”, analisou. “Já estou pronto para atuar, mas a decisão é do técnico. Estou no nível do plantel. Agora, é esperar minha hora”, acrescentou.

Aos 28 anos, Gaston não esconde o desejo de conquistar um espaço no mercado do futebol brasileiro. “Venho com muitos sonhos, como tantos jogadores que chegam ao Brasil. Meu primeiro sonho é jogar. Depois, o de render e ajudar o Timbu a alcançar o seu objetivo de voltar à Série A”, contou, antes de falar sobre as suas primeiras impressões em relação ao novo clube. “É difícil imaginar que um time com essa estrutura está na Série B. É um time que merece e tem que estar na Série A. Me falaram que se trata de um clube que passou por problemas há um tempo, mas que agora está evoluindo. E eu quero fazer parte dessa evolução.”
 
Do Super Esportes 

...
 
 
 
eXTReMe Tracker