Página inicial
 
Mural de recados
21.06 | Zezé
Tem muita gente animado rumo ao larcedao avante central ...
21.06 | Ze ligado
Warley onde estão vendendo a rifa do carro para ajudar? ...
21.06 |
Espero que a diretoria reveja esse preço dos ingressos, pois se for esse mesmo p ...
 
[Enviar] [Listar]
Esportes
Vídeos
CENTRAL de CARUARU
Clube Atlético do Porto
Sport Club do Recife
Santa Cruz Futebol Clube
Clube Náutico Capibaribe
Salgueiro Atlético Clube
Futebol Pernambucano
Futebol Nacional
Futebol Internacional
Opinião
Giros
Enquete
Não existe enquete no momento!
 
Publicidade
 
 
06/09/2014
00h43 | esportes - SÉRIE B
SÉRIE B -> Náutico não repete boas atuações em casa e apenas empata com Bragantino na Arena Pernambuco
Clique e Confira.

 

O Náutico não conseguiu repetir a boa atuação de seu último jogo na Arena Pernambuco. Apesar de jogar com dois meias de criação - Viníciu e Cañete -, o timbu pouco criou. No primeiro tempo, a culpa foi da lentidão do próprio alvirrubro na saída para o ataque. Já na etapa complementar, o Bragantino ousou mais e equilibrou a partida. O Náutico até fez as redes adversárias balançar. Mas Sassá estava impedido e o jogo ficou mesmo empatado e sem gols.

Na última vez em que atuaram juntos, no segundo tempo de Náutico 2 a 1 América-RN, há duas semanas nesta mesma Arena Pernambuco, Vinícius e Cañete deram um dinamismo ao meio-campo alvirrubro que permitiu ao Timbu chegar à vitória sobre um adversário retrancado. Para encarar o Bragantino, o técnico Dado Cavalcanti resolveu apostar na dupla para a criação de jogo alvirrubra. Entretanto, no primeiro tempo, a opção não surtiu o efeito desejado.

 

 Diante de um Bragantino bem postado defensivamente, que só saía nos contra-ataques, o Náutico esbarrou em sua própria lentidão na tentativa de criar espaços na zaga adversária. O Timbu até que dominava a posse de bola, controlando o jogo. A transição ofensiva, contudo, pecava pela ausência de velocidade na troca de passes. Cañete aparecia pouco para o jogo, enquanto Vinícius, que procurava mais a bola, falhava ao individualizar demais.


Apesar de todas as dificuldades, o Náutico conseguiu criar três lances de relativo perigo na etapa inicial. Em todas elas, entretanto, Crislan foi incapaz de tirar o grito de gol da garganta da torcida alvirrubra. Nas duas vezes em que recebeu um passe em profundidade, o atacante bateu mal e parou no goleiro Renan. Em outra chance, em bate e rebate após escanteio, chutou para fora. Mantendo o placar inalterado ao intervalo.

Mais movimentado
No reinício do jogo, com o meia Magno em campo, Bragantino deixou de lado a postura precavida, indo mais ao ataque e trocando mais a bola na intermediária alvirrubra. Em apenas quinze minutos, a equipe paulista conseguiu criar mais oportunidades do que o Náutico em todo o primeiro tempo: quatro. Júlio César foi providencial para manter, até então, o empate, fazendo duas grandes defesas.

A mudança de atitude do time de PC Gusmão deixou a partida mais aberta, permitindo ao Náutico mais espaços. Porém, apenas aos 24, o Timbu teve sua primeira chance real no segundo tempo. E até chegou a balançar as redes. Cañete, de falta, mandou no ângulo e Renan espalmou. No rebote, Sassá empurrou para o gol. A assistente Neusa Back, bem posicionada, invalidou o lance, por impedimento.

À medida que o tempo passava, o equilíbrio prevalecia entre as duas equipes e o jogo ficou mais truncado no meio-campo.
 

Náutico 0

 

Júlio César; Neílson, Renato Chaves, Mário Risso e Roberto; João Ananias, Paulinho, Cañete e Vinícius (Guilherme, aos 37’ do 2º T); Crislan (Renato, aos 11’ do 2º T) e Sassá (Leleu, aos 39’ do 2º T). Técnico: Dado Cavalcanti.

Bragantino 0
Renan; Samuel Santos, Leonardo Moura, Guilherme e Bruno Recife; Jeandro, Marcos Paulo (Romário, aos 37’ do 2º T), Mota (Caio, aos 28’ do 2º T) e Sodré (Magno, ao intervalo); Cesinha e Lincoln. Técnico: PC Gusmão.

Local: Arena Pernambuco, em São Lourenço da Mata-PE.
Árbitro: Rodrigo Alonso Ferreira (SC)
Assistentes: Neusa Inês Back (SC) e Éder Alexandre (SC)
Cartões amarelos: Vinícius, Paulinho, João Ananias (Náutico); Geandro, Guilherme, Magno, Mota, Cesinha (Bragantino)
Público: 10.165
 
Do Super Esportes 
 

 


...
 
 
 
eXTReMe Tracker