Página inicial
 
Mural de recados
17.08 | Ronaldo fonseca
As bate chapas está aí! Qual será a mais benéfica para O glorioso????? De a s ...
16.08 | CLEO
O TERRENO ONDE DEVEM CONSTRUIR O CT DO CENTRAL? TÁ JOGADO PRAS COBRAS, COMO SE D ...
15.08 | MARCOS LEITE
RESTA AOS SÓCIOS PROPRIETÁRIOS DO COMÉRCIO, SE UNIR, RESTAURAR E REFORMAR O CLU ...
 
[Enviar] [Listar]
Esportes
Vídeos
CENTRAL de CARUARU
Clube Atlético do Porto
Sport Club do Recife
Santa Cruz Futebol Clube
Clube Náutico Capibaribe
Salgueiro Atlético Clube
Futebol Pernambucano
Futebol Nacional
Futebol Internacional
Opinião
Giros
Enquete
Não existe enquete no momento!
 
Publicidade
 
 
12/08/2014
23h26 | esportes - SÉRIE B
SÉRIE B <> Náutico perde para o Vasco e mostra como Dado Cavalcanti terá trabalho: 1x0
Clique e Confira.

Anunciado como novo técnico do Náutico, Dado Cavalcanti vai ter trabalho para arrumar o time alvirrubro. A frase dita por ele mesmo que o desafio é grande se encaixou perfeitamente para definir a situação do Timbu, que fez uma partida sofrível contra Vasco, na noite desta terça-feira, na Arena Pernambuco, e perdeu por 1 a 0, em jogo atrasado da quinta rodada da Série B. O placar ainda poderia ter sido maior se não fosse a boa atuação de Júlio César no primeiro tempo. O goleiro fez pelo menos três grandes defesas e impediu o pior.

Com a derrota, o Alvirrubro continua flertando com a zona de rebaixamento da Segundona. Fica em 15º com 18 pontos, apenas a dois do Z4. Já o clube carioca sobe para a vice-liderança da competição com 28 pontos e embala de vez. Na próxima rodada, Dado faz a estreia no Náutico contra o Luverdense, fora de casa. O Vasco recebe o Ceará.

O JOGO - Observando a partida da nova equipe das arquibancadas da Arena Pernambuco, Dado Cavalcanti se deparou com um time confuso e sem organização dentro de campo. Difícil foi ver um ataque do Náutico articulado na base do jogo coletivo. Como em outras partidas, as jogadas de perigo tiveram que nascer da individualidade dos jogadores. Nesse caso foi o atacante Sassá, estreante da noite. Ele foi um dos poucos que deu trabalho para a defesa vascaína, sempre com muita velocidade.

tadeu-770

Só que além de arrumar a parte ofensiva não será a única missão de Dado no Timbu. Aliás, é até preferível que ele priorize o outro setor frágil do time: a defesa, que deixou muitos espaços para os cariocas nesta noite. A marcação no meio de campo do Náutico praticamente não existiu e possibilitou que o adversário tocasse a bola com muita tranquilidade, principalmente no primeiro tempo.

Dentro desse cenário, não é de se surpreender que o Vasco tenha sido a equipe vitoriosa da partida. O gol de Dakson, aos seis minutos do primeiro tempo, acabou sendo pouco pelo primeiro tempo que os cariocas fizeram. Também estreante na noite no lado do Timbu, o goleiro Júlio César fechou o gol e impediu que o Náutico fosse goleado ainda nos primeiros 45 minutos. Um dos poucos pontos positivos dos donos da casa.

gugamatos-770

Mas ainda há esperança ao Náutico de Dado. Isso porque mesmo na base da vontade, o Timbu conseguiu levar perigo ao Vasco. Não chegou ao ponto de ficar perto do empate, mas assustou os vascaínos, que recuaram muito no segundo tempo. A sorte alvirrubra poderia ter sido um pouco melhor se Cañete não tivesse sido expulso depois de receber dois amarelos. Com um a menos ficou difícil para o Timbu reagir. Coube aos cariocas administrarem a vantagem, numérica e do placar, para saírem de São Lourenço com mais uma vitória. Ao Náutico, e a seu novo treinador, resta a frustração da derrota e a consciência de que há muito trabalho pela frente.

FICHA DA PARTIDA – NÁUTICO 0X1 VASCO

Náutico: Júlio César; Rafael Cruz, Mário Risso, Renato Chaves e Roberto; Gilmak (Cañete), João Ananias, Paulinho e Marcos Vinícius (Tadeu); Marinho e Sassá (Vinícius). Técnico: Levi Gomes (interino).

Vasco: Diego Silva; Carlos César (Douglas Silva), Luan, Rodrigo e Marlon; Guiñazu, Aranda, Darkson (Jhon Cley) e Douglas; Lucas Crispin (Guilherme Biteco) e Kléber. Técnico: Adílson Baptista.

Série B (jogo atrasado da 5° rodada). Local: Arena Pernambuco, São Lourenço da Mata (PE). Árbitro: Dewson Fernando Freitas da Silva (PA). Assistentes: Marcio Gleidson Correia Dias e Lucio Ipojucan Ribeiro da Silva de Mattos (ambos do PA). Gols: Dakson (V) os seis minutos do primeiro tempo. Amarelos: Douglas (V), Marinho (N), Guiñazu (V), Diego Silva (V), Mario Risso (N), Aranda (V), Tadeu (N), Sassá (N) e Klebér (V) . Vermelho: Cañete (dois amarelos). Público: 9.417. Renda: 229.155.

Do Blog do Torcedor 


.
 
 
 
eXTReMe Tracker