Página inicial
 
Mural de recados
25.06 | jonathas silva Beringuel
Lamentavel mais um ano perdido pro central. mais um ano de sofrimento pra torcid ...
25.06 | Davi
A ultima vez q fui ao Lacerdão foi na eliminação da serie D de 2009 naquele dia ...
25.06 | Ze ligado
Se espantar com o que??? Foi o central sendo o central simplesmente isso. Já per ...
 
[Enviar] [Listar]
Esportes
Vídeos
CENTRAL de CARUARU
Clube Atlético do Porto
Sport Club do Recife
Santa Cruz Futebol Clube
Clube Náutico Capibaribe
Salgueiro Atlético Clube
Futebol Pernambucano
Futebol Nacional
Futebol Internacional
Opinião
Giros
Enquete
Não existe enquete no momento!
 
Publicidade
 
 
27/07/2014
05h00 | esportes - SÉRIE B
SÉRIE B > Atlético/GO 2x0 Náutico - Mais uma derrota alvirrubra no campeonato!
Clique e Confira.
Se fora de campo o Náutico vive um momento turbulento, com salários atrasados e muitas cobranças para a diretoria de futebol, dentro dele a situação não está das melhores também. Desde que voltou da Copa do Mundo, o Timbu não apresentou um futebol convincente para o torcedor. Já são três jogos e a expectativa de melhoria, tão aguardada por conta do tempo de preparação durante o Mundial. O capítulo mais recente desta trajetória, que por enquanto é triste, ocorreu neste sábado, no Serra Dourada, em Goiás, diante do Atlético-GO, pela Série B. Falta de criatividade e de velocidade foram os principais ingredientes da derrota por 2×0 com gols de Júnior Viçosa e André Luiz.

Com a derrota, a segunda seguida na Segundona, o Náutico estaciona na tabela de classificação da competição. É o 14º com 15 pontos. Na próxima rodada, tenta a recuperação, dos pontos e do futebol, contra o Icasa, na Arena Pernambuco. Já os goianos emplacam a terceira vitória seguida e sobem para nono com 19. A equipe do técnico Hélio dos Anjos duela com o Vila Nova na rodada seguinte.

O JOGO - A proposta do Náutico para o jogo foi clara durante boa parte dos 90 minutos: se fechar atrás e esperar os espaços do adversário para tentar o bote. A primeira etapa funcionou bem durante um bom tempo. O Timbu ficou com praticamente os onze jogadores atrás da linha do meio de campo e conseguiu impedir os ataques dos goianos no gramado. Só faltou acertar a segunda parte do plano de jogo. Faltaram criatividade e velocidade ao Timbu no gramado. Assim, a partida em alguns momentos ficou sonolenta sem que tivesse uma chance de perigo para um dos lados. O confronto ficou preso a passes lentos no meio de campo.

Ainda assim, o Alvirrubro foi quem teve a melhor chance quando o jogo estava empatado em 0×0. Vinícius recebeu bola na entrada da área e chutou forte. A bola viajou e acertou a trave do goleiro Márcio, que contou com a sorte no lance. Pronto, isso foi praticamente tudo que o Náutico fez em toda a partida no que diz respeito ao aspecto ofensivo. Muito pouco para uma equipe que ficou cerca de 40 dias treinando. O time de Sidney Morais não apresenta uma jogada articulada entre os jogadores para deslocar a marcação. Pelo contrário, a aceitam. Falta imposição.

Do outro lado, uma equipe limitada, é verdade, mas que não se conformou com o 0×0, ao contrário da impressão que dava no lado alvirrubro. O Atlético-GO pode não ser a melhor equipe da Série B, porém tenta algo no gramado com alguma organização. No primeiro tempo pecou pela lentidão e pela boa postura defensiva alvirrubra. No segundo, contudo, os goianos agilizaram mais o toque de bola e aproveitaram as instabilidades defensivas do Náutico. Aos 8 minutos da segunda etapa, Júnior Viçosa – aquele mesmo ex-Sport – abriu o placar para festa da diminuta torcida goiana. Destaque para a falha defensiva dos alvirrubros na saída de bola, que acabou ficando em segundo plano por causa do belo gol de Viçosa.

Com a desvantagem, restou ao Timbu ir mais ao ataque. Mas como se a equipe não tinha um plano de ataque para sair da marcação? Os jogadores alvirrubros apenas esbarraram na defesa do Atlético-GO, sem levar perigo ao goleiro Márcio. Para piorar, deixaram espaços lá atrás. Espaços esses que foram bem aproveitados pelos donos da casa. Aos 22, André Luís marcou o segundo dos goianos depois de falha coletiva da defesa alvirrubro. Alessandro saiu mal do gol, enquanto os zagueiros ficaram olhando o ataque do rubro-negro de Goiás.

O segundo gol do Atlético-GO foi um golpe duro demais para o Náutico assimilar no restante do jogo. Os visitantes tentaram suar a camisa, correram e foram em busca do primeiro gol, mas sem organização. O ataque do Náutico não existiu em praticamente todos os 90 minutos. O preço a pagar foi uma derrota sem reação.

FICHA DA PARTIDA – ATLÉTICO-GO 2X0 NÁUTICO

Atlético-GO: Márcio; Jonas, Adriano Alves, Lino e Thiago Feltri (Victor Oliveira); Marcos Vinícius, Pedro Bambu, Luciano Sorriso e Jorginho; André Luiz (Vagner) e Júnior Viçosa (Josimar). Técnico: Hélio dos Anjos.

Náutico: Alessandro; Rafael Cruz (Neílson), Flávio, William Alves e Raí; Gilmak, Elicarlos e Paulinho; Leleu (Marinho), Vinícius (Marcos Vinícius) e Tadeu. Técnico: Sidney Moraes.

Série B (13ª rodada). Local: Serra Dourada, em Goiânia (GO). Árbitro: Wagner do Nascimento (RJ). Assistentes: Dibert Pedrosa e Wendel Gouveia (ambos do RJ). Gols: Júnior Viçosa (AGO) aos 8 e André Luiz (AGO) aos 22 minutos do segundo tempo. Amarelos: Raí (N), Tadeu (N), Lino (AGO), Jorginho (AGO), Luciano Sorriso (AGO), Marinho (N) Neílson e Paulinho (N). Público: 1.743 Renda: R$ 26.935.
 
Do Blog do Torcedor 

.
 
 
 
eXTReMe Tracker