Página inicial
 
Mural de recados
29.04 | Paulo alvinegro
Gostei muito da contratação de Marcelo bonan excelente goleiro. ...
28.04 | Antonio
Esse Danilo Costa parece ser um monstro na zaga ...
28.04 | Anderson
Esse zagueiro Danilo parece ser um bom jogador para a nossa PATATIVA!!!! ...
 
[Enviar] [Listar]
Esportes
Vídeos
CENTRAL de CARUARU
Clube Atlético do Porto
Sport Club do Recife
Santa Cruz Futebol Clube
Clube Náutico Capibaribe
Salgueiro Atlético Clube
Futebol Pernambucano
Futebol Nacional
Futebol Internacional
Opinião
Giros
Enquete
Não existe enquete no momento!
 
Publicidade
 
 
16/11/2013
19h20 | esportes - SÉRIE A
SÉRIE A > Náutico fracassa diante do Bahia, que segue vivo na luta contra degola: Timbu 0x1 Tricolor de Aço
Clique e Confira.
Ao contrário do que se viu nos últimos jogos, o Náutico até que mostrou mais disposição dentro de campo. Mas isso não foi o suficiente para que o Timbu evitasse a derrota para o Bahia, por 1x0, gol marcado pelo atacante Fernandão, aos 37 minutos do segundo tempo.

O resultado foi bastante comemorado pela equipe baiana, que chegou aos 42 pontos e saiu da zona de rebaixamento. O Coritiba, com 41, entrou na faixa da "degola". O Náutico continua com os 17 pontos, na lanterna.

Na próxima rodada, o Bahia terá um confronto direto para fugir do rebaixamento. A equipe vai jogar em casa diante da Portuguesa, que tem 41 pontos e vem de uma vitória sobre o Atlético-MG, no Canindé, por 2x0. Já o Náutico encara o Atlético-PR, fora de casa.

O jogo

De um lado, uma equipe já rebaixada e que tem como objetivo apenas sair dos 17 pontos. Do outro, um time que faz uma campanha ruim e que luta para sair da zona de rebaixamento do Brasileirão. Diante desse cenário, não foi dificil imaginar que Náutico e Bahia fariam um primeiro tempo de baixo nível técnico na Arena Pernambuco, nesta noite de domingo, pela 35ª rodada da competição. O time alvirrubro mostrou até um pouco mais de vontade em relação às últimas partidas. Mas faltou organização ofensiva e uma melhor finalização.

O Náutico entrou em campo no esquema 3-5-2 e conseguiu bloquear as jogadas do Bahia. O Tricolor da Boa Terra até que conseguiu trabalhar a bola, variar as jogadas, imprimir velocidade, mas não teve penetração na área. Assim, as melhores chances do adversário foram chutes de longa distância. Wallyson, aos 9 minutos, acertou uma bela cobrança e acertou o travessão. Aos 32 minutos, em nova cobrança, Wallynson mandou a bola perto do gol.

O time alvirrubro poderia aproveitar os espaços deixados pela defesa do Bahia para surpreender. Mas faltou lucidez para contra-atacar. O time não teve saída de bola e, quando conseguia chegar à frente, não conseguia concluir as jogadas. Foi assim com Rogério e João Paulo, que tiveram boas oportunidades, mas chutara fraco para Marcelo Lomba fazer a defesa sem dificuldades.  Assim, o placar foi inalterado no primeiro tempo.

Para a segunda etapa, apenas o time do Bahia fez uma mudança na equipe. Willian Barbio no lugar de Madson. O time visitante ganhou mais velocidade e lucidez para atacar. Nos primeiros 20 minutos,o tricolor baiano foi uma equipe mais ousada. Foi para o base do tudo ou nada e deu muito trabalho para o goleiro Ricardo Berna.

O Náutico, que já não estava conseguindo sair para o ataque no primeiro tempo, se viu "sufocado" em campo diante da ofensividade do adversário. O Bahia teve uma grande oportunidade de gols aos 13 minutos, quando Helder arriscou de longe e o goleiro alvirrubro defendeu. No minuto seguinte, Fernandão teve outra grande chance.

O Bahia passou a ser dono das ações. Em velocidade, o time do técnico Cristovão Borges conseguiu ter mais volume de jogo. O Náutico só veio chutar a gol aos 30 minutos, quando Rogério invadiu a área e chutou. A bola passou raspando.  No minuto seguinte, Tiago Real arriscou e acertou a trave. Muito pouco para quem pretendia vencer e quebrar uma sequência negativa no Brasileirão.

Mas o adversário foi uma equipe mais ousada e organizada do que o Náutico. E por isso, mereceu sair com a vitória. O gol que garantiu os três pontos para o Bahia aconteceu aos 37 minutos, quando Raul cruzou e Fernandão deu uma forte cabeçada, sem chances para o goleiro Ricardo Berna. Depois do gol, o Bahia adminisrou o placar e garantiu o triunfo.

Ficha do jogo

Náutico - Ricardo Berna, Willian Alves, Leandro Amaro e Diego (Derley); Maranhão, Elicarlos, Gustavo Henrique, Tiago Real e Bruno Collaço; Rogério (Morales) e João Paulo (Saulo). Técnico: Marcelo Martelotte.

Bahia - Marcelo Lomba, Madson (Willians Barbio), Titi, Demerson e Raul; Helder (Souza), Rafael Miranda, Feijião e Marquinhos Gabriel (Souza); Wallyson e Fernandão. Técnico: Cristovão Borges.

Local: Arena Pernambuco. Árbitro: Elmo Cunha (GO). Assistentes: Jesmar Benedito e Bruno Pires (ambos de GO). Gol: Fernandão, aos 37 minutos do segundo tempo. Público: 2.721. R$ 50.385,00.
 
Do Blog do Torcedor 

.
 
 
 
eXTReMe Tracker