Página inicial
 
Mural de recados
23.05 | Ze ligado
Mas não é com esse ataque de nervos com azul que é um dos piores jogadores que ...
23.05 | Patativa
Esta mensagem vai para o ingrato jogador Araújo,este ex jogador em atividade que ...
23.05 | MARCOS LEITE
PERDEMOS UMA BATALHA, MAS NÃO PERDEMOS A GUERRA VAMOS GANHAR O CORURIPE, CENTRAL ...
 
[Enviar] [Listar]
Esportes
Vídeos
CENTRAL de CARUARU
Clube Atlético do Porto
Sport Club do Recife
Santa Cruz Futebol Clube
Clube Náutico Capibaribe
Salgueiro Atlético Clube
Futebol Pernambucano
Futebol Nacional
Futebol Internacional
Opinião
Giros
Enquete
Não existe enquete no momento!
 
Publicidade
 
 
10/11/2013
20h33 | esportes - SÉRIE A
SÉRIE A > Náutico perde a oitava seguida e confirma lanterna do Brasileirão - 1x0 para o Criciúma
Clique e Confira.
Das arquibancadas, vaias, xingamentos. Do campo, passividade, desdém. A combinação foi o espelho da oitava derrota consecutiva do Náutico na Série A. Do time que foi rebaixado com seis rodadas de antecedência e que, agora, faltando ainda cinco jogos até o fim da competição também já confirmou: terminará o Brasileirão na última colocação pela terceira vez na centenária história alvirrubra (antes, havia terminado em último em 1968 e 1994). Em um jogo de dar sono, entre o lanterna e o então vice-lanterna Criciúma, melhor para quem foi menos pior. Em um lance isolado, Wellington Paulista acertou um lindo chute de longa distância e deu a vitória pelo placar mínimo para o Tigre: 1 a 0.

Sem mais qualquer objetivo, nem muito menos motivação para terminar a Série A com o mínimo de dignidade possível, o Náutico vai ao Rio de Janeiro enfrentar o Fluminense, na próxima quinta-feira, no Maracanã.

jogo Sem gols, sem o barulho da torcida, sem impedimentos, sem cartões amarelos, sem emoção. O primeiro tempo foi digno da campanha de Náutico e Criciúma na competição. Com o nível técnico rasteiro, ambas as equipes realizaram uma etapa sonolente. A exceção ficou por conta dos 12 minutos iniciais. Nesse período, o Timbu teve três chances claras de abrir o placar. Aos 7, Maikon Leite recebeu passe e ficou na cara do gol. Mandou para fora.

No minuto seguinte, João Paulo, debaixo da barra, escorou passe de Derley por cima. Pouco depois, foi a vez de Tiago Real subir sozinho na pequena área e cabecear por cima. Depois dessa pressão inicial timbu, a partida caiu em um marasmo incrível. O jogo ficou feio, truncado. Dos poucos torcedores alvirrubros na arquibancada, somente vaias e xingamentos. No fim da etapa, quase o castigo. Aos 44, a defesa falhou e Lins ficou cara a cara com Berna, mas mandou para fora.

Quem não dormiu no primeiro, certamente cochilou no segundo tempo. A partida que já não era das melhores, esfriou ainda mais. Passes errados, jogo de intermediária em intermediária. O Criciúma, porém, conseguia ser menos ruim que o Timbu. Chegava mais ao ataque. Já havia perdido duas chances de abrir o placar, quando aos 25 minutos Wellington Paulista soltou o pé do meio da rua e marcou um golaço. Era o que o Tigre precisava para se fechar ainda mais e garantir a vitória fora de casa.

Ficha do jogo

Náutico 0 
Ricardo Berna; Alison, Leandro Amaro e Diego (Morales); Derley, Elicarlos, Gustavo Henrique,Tiago Real e Bruno Collaço; Maikon Leite e João Paulo (Hugo). Técnico: Marcelo Martelotte.

Criciúma 1
Galatto; Sueliton (Bruno Renan), Matheus Ferraz, Fábio Ferreira e Diego Hoffmann (André Gava); Henik, João Vitor (Helder), Ricardinho, Ivo; Lins e Wellington Paulista. Técnico: Argel Fucks.

Local: Arena Pernambuco, em São Lourenço da Mata. Árbitro: Francisco Carlos do Nascimento (AL). Assistentes: Bruno Boschilia (PR) e João Patrício de Araújo (GO). Gols: Welington Paulista (aos 25 min do 2ºT). Público: 2.797 Renda: R$ 50.335.
 
Do Super Esportes 

.
 
 
 
eXTReMe Tracker