Página inicial
 
Mural de recados
21.07 | jose arruda
Warley, obrigado pela informação atualizada sobre o Sub 20-2017. A FPF divulgou ...
21.07 | Adalgisio
Warley relembra aquela campanha do central na serie D que o time era comandado p ...
20.07 | Carlos
É verdade patativa é muita decepção, era melhor fechar as portas do que tanta hu ...
 
[Enviar] [Listar]
Esportes
Vídeos
CENTRAL de CARUARU
Clube Atlético do Porto
Sport Club do Recife
Santa Cruz Futebol Clube
Clube Náutico Capibaribe
Salgueiro Atlético Clube
Futebol Pernambucano
Futebol Nacional
Futebol Internacional
Opinião
Giros
Enquete
Não existe enquete no momento!
 
Publicidade
 
 
09/10/2013
23h58 | esportes - SÉRIE A
SÉRIE A > Náutico perde para o Botafogo em casa e Série B está cada vez mais perto - 3x1
Clique e Confira.
Faltam 11 jogos para o Náutico se despedir oficialmente da Série A. Até lá, há quem possa acreditar. Os céticos, não. Na noite desta quarta-feira, esses apenas tiveram mais uma prova do que se torna mais iminente a cada rodada: o Timbu voltou a jogar mal, voltou a perder em plena Arena Pernambuco, dessa vez para o Botafogo, de virada, por 3 a 1. A derrota não muda muito o panorâma para o clube. O Náutico segue imerso na lanterna da competição e as próximas duas rodadas, contra Internacional e São Paulo, fora de casa, poderão concluir o que esperam os realistas e destruir o sonhos dos que ainda acreditam no improvável.

Gol de Maikon Leite só fez alimentar os alvirrubros de falsas esperanças (Ricardo Fernandes/DP/D.A Press)
Gol de Maikon Leite só fez alimentar os alvirrubros de falsas esperanças
O primeiro tempo começou bom para o Náutico e terminou melhor ainda para o Botafogo, que não vencia uma no Brasileirão há cinco jogos. Imprimindo uma marcação sob pressão e buscando sufocar o adversário, o Timbu não demorou para abrir o placar. Aos 8 minutos, Morales encontrou Maikon Leite no meio da defesa adversária. O atacante alvirrubro bateu forte e o goleiro aceitou. O Náutico ainda perderia pelo menos duas outras boas chances de ampliar.

Foi o tempo necessário para o Botafogo equilibrar as ações. Com as duas equipes abertas em busca do gols, os cariocas aproveitaram melhor as oportunidades. Aos 25, após bate-rebate, Rafael Marques mandou para as redes. O empate, àquela altura, era o mais justo pelo que os dois times estavam apresentando. Com o gol, porém, o Fogão cresceu. E aos 37, virou o jogo com um belo gol de Seedorf.
Meia holandês Seedorf comandou a vitória e ainda marcou um gol na partida (Ricardo Fernandes/DP/D.A Press)
Meia holandês Seedorf comandou a vitória e ainda marcou um gol na partida

Na segunda etapa, o Botafogo começou buscando ampliar o marcador. Bolívar e depois Rafael Marques por muito pouco não marcaram o terceiro. O Timbu cresceria na partida. Chegou a perder um gol incrível com Marales, após ele próprio deixar para trás ”meio time” adversário. Maranhão, Maikon Leite e Olivera ainda tiveram chances. O Náutico lutou até o fim. Em vão. Gegê, que acabara de entrar, ainda teve tempo de dar números finais ao jogo: 3 a 1.

Náutico 1 
Ricardo Berna; Maranhão, João Filipe, William Alves e Bruno Collaço; Elicarlos, Martinez, Derley (Marcos Vinícius) e Morales (Jones Carioca); Maikon Leite e Hugo (Oliveira). Técnico: Marcelo Martelotte. 

Botafogo 3
Renan; Edílson, Bolívar, Dória e Júlio Cesar; Marcelo Mattos, Renato, Octávio (Hyuri) e Seedorf; Elias (Henrique) e Rafael Marques (Gegê). Técnico: Luiz Alberto (interino).

Local: Arena Pernambuco, em São Lourenço da Mata. Árbitro: Marcos Andre Gomes da Penha (ES).Assistentes: Luis Carlos Camera Bezerra (RN) e Broney Machado (PB). Gols: Maikon Leite (N); Rafael Marques, Seedorf e Gegê (B). Cartões amarelos: - Público: 6.658. Renda: R$ 148.740
 
Do Super Esportes 

.
 
 
 
eXTReMe Tracker