Página inicial
 
Mural de recados
21.08 | Israelito Almeida
Maravilhosa Graça! De longe fica difícil avaliar, somente com as informações ...
21.08 | MARCOS LEITE
FALAR EM TABELA DA SEGUNDONA VICTOR HUGO, PELA LEI TEM Q DIVULGAR 60 DIAS ANTES ...
21.08 | júnior
já pensou se não tivesse vaidade,e todos se unir-se como seria maravilhoso para ...
 
[Enviar] [Listar]
Esportes
Vídeos
CENTRAL de CARUARU
Clube Atlético do Porto
Sport Club do Recife
Santa Cruz Futebol Clube
Clube Náutico Capibaribe
Salgueiro Atlético Clube
Futebol Pernambucano
Futebol Nacional
Futebol Internacional
Opinião
Giros
Enquete
Não existe enquete no momento!
 
Publicidade
 
 
22/09/2013
20h35 | esportes - SÉRIE A
SÉRIE A > Em jogo feio nivelado por baixo, Náutico fica no empate com o Flamengo: 0 a 0
Clique e Confira.
O Náutico não perdeu! Mas também não ganhou. Em um jogo movimentado, mas nivelado tecnicamente por baixo, o Timbu ficou no 0 a 0 com o Flamengo, na tarde deste domingo, na Arena Pernambuco. Ambas as equipes tiveram inúmeras chances de gols, sobretudo no primeiro tempo. A partida foi assistida de perto pelo novo técnico alvirrubro, Marcelo Martelotte, que assumiu o time oficialmente após o jogo. O empate não muda nada para o Náutico: o time segue imerso na lanterna da Série A com mínimas chances de se salvar do rebaixamento.

 

Com o empate, o Timbu igualou mais um recorde negativo: 13 jogos sem vitórias na Série A - fato que havia acontecido com o Náutico em 2009. O recorde geral pertence ao América-RN e ao São Caetano: 15 jogos sem vitórias em 2007 e 2006, respectivamente. O próximo duelo alvirrubro será contra o Santos, na próxima quarta-feira, na Vila Belmiro.

O jogo

Nem parecia que o Náutico era o pior time do campeonato. O primeiro tempo não foi fantástico para o Timbu nem para o Flamengo, mas foi digno. Equilibrado ao nível das equipes, com inúmeras chances de gols para os dois lados desperdiçados. O 0 a 0 não refletiu o que foi a primeira metade do jogo. Aos 18, André Santos teve a primeira chance para os cariocas. Gideão salvou em cima da linha.

 Seria apenas a primeira grande defesa do jogo. No minuto seguinte, a resposta timbu. Tiago Real passou pelo goleiro, chutou e Samir salvou de cabeça também perto da linha. O jogo seguiu em bom ritmo e, aos 28, Paulinho obrigou Gideão a fazer outra grande defesa.

 Por ora, o Flamengo imprimiu uma pressão na partida, mas logo o Timbu voltou a equilibrar o jogo. E só não abriu o plcar graças a um milagre do goleiro Paulo Victor. Após escanteio, o goleiro dividiu a bola e ficou no chão. Martinez pegou o rebote e mandou forte. Paulo Victor conseguiu se recuperar e fez uma linda defesa. Na volta para o segundo tempo, o ritmo não mudou. Chance de um lado e do outro. Aos 4 minutos, Elicarlos errou na saída de bola e Elias bateu. Foi a vez de Leandro Amaro salvor sobre a linha. Dez minutos depois, a resposta. Hugo cruzou e a bola, por muito pouco, não entrou. De repente, o nível da partida despencou. O jogo ficou feio. A torcida sentiu e, cada uma do seu lado, passou a vaiar o seu time. A partida estava fadada a terminar sem gols.

Ficha do jogo

Náutico: Gideão; Derley, João Filipe, Leandro Amaro e Bruno Collaço; Elicarlos, Martinez (Helder), Morales (Peña) e Tiago Real; Rogério (Maikon Leite) e Hugo. Técnico: Levi Gomes

Flamengo: Paulo Victor; Luiz Antônio, Samir, Wallace e João Paulo; Amaral, Elias, André Santos (Fernando) e Carlos Eduardo (Gabriel); Paulinho (Marcelo Moreno) e Hernane. Técnico: Jayme de Almeida (interino).

Local: Arena Pernambuco, em São Lourenço da Mata.

Árbitro: Wilson Luiz Seneme (SP)

Assistentes: Rogério Pablos Zanardo (SP); Neuza Ines Back (SC).

Gols: -

Cartões amarelos: Martinez, Derley, Leandro Amaro e Bruno Collaço (N); Wallace e Hernane (F).


.
 
 
 
eXTReMe Tracker