Página inicial
 
Mural de recados
21.09 | MARCONDES
SERÁ Q O CENTRAL FOSSE PEDIR PRA PREFEITA DAR UMA GERAL NO CT, ELA PELO MENOS MA ...
21.09 | VICTOR HUGO
A PREFEITA É D CARUARU, MAS NÃO FAZ NADA PELOS 2 CLUBES CENTRAL E PORTO, ELA DEV ...
21.09 | Paulo alvinegro
É muito engraçado o presidente do central pra conseguir falar com o prefeito de ...
 
[Enviar] [Listar]
Esportes
Vídeos
CENTRAL de CARUARU
Clube Atlético do Porto
Sport Club do Recife
Santa Cruz Futebol Clube
Clube Náutico Capibaribe
Salgueiro Atlético Clube
Futebol Pernambucano
Futebol Nacional
Futebol Internacional
Opinião
Giros
Enquete
Não existe enquete no momento!
 
Publicidade
 
 
03/09/2013
23h04 | esportes - SÉRIE A
SÉRIE A > Náutico perde para o São Paulo por 1 a 0 e se afunda na lanterna da competição
Oferecimento: Rádio Liberdade AM (910)
Incompetência, falta de pontaria, azar… Chame como quiser. O Náutico voltou a perder. Pela 12ª vez nesta Série A. Novamente na Arena Pernambuco. Pior: novamente com aquele gosto de que poderia ter sido melhor. Muito melhor, até. Foram quase 30 minutos do segundo tempo com o São Paulo com um atleta a menos em campo. Inúmeras e incríveis chances de gols desperdiçadas. No jogo dos desesperados, ganhou aquele que teve maior frieza. Em um contra-ataque isolado, Aloísio deu a vitória aos paulista e aliviou a pressão do time que ainda segue na zona de rebaixamento. Ao Timbu, o que vem se tornando hábito: a lanterna. Mas nem tempo para chorar há. Nesta quinta, o time já volta a campo contra o Vasco, também em casa. 

O início da partida pouco refletiu em campo a posição das duas equipes que ocupavam os dois úlimos lugares na classificação da Série A. O jogo começou movimentado, com as duas equipes buscando o gol de maneira incisiva. O Timbu era mais ousado - ainda que a escalação com apenas um atacante apontasse o contrário. Com cinco homens no meio de campo, porém, o time conseguiu tocar mais a bola. E defender melhor também. 

Aos 7 minutos, William Alves subiu sozinho, livre, e testou fraco. Os espaços foram se abrindo e o Timbu perdendo gols. Aos 12, Tiago Real invadiu a área do São Paulo e, de frente com Rogério Ceni, soltou uma bomba para para grande defesa do goleiro tricolor. Na sequência do lance, William Alves arriscou de fora da área e Ceni fez mais uma boa intervenção. Os paulistas era mais ariscos nos contra-ataques, sempre perigosos, mas sempre interceptados pelo sistema defensivo timbu. Ainda assim, Luís Fabiano chegou a balançar as redes aos 36, mas a arbitragem assinalou impedimento. O “gol” animou os tricolores, que terminaram melhor o primeiro tempo. 

Na volta para o segundo tempo, o jogo retomou o equilíbrio. O Timbu, porém, voltou mais disposto, mais agressivo. Aos 14, Martinez fez lançamento perfeito para Rogério, que entrou sozinho na área e perdeu um gol incrível. No lance seguinte, o mesmo atacante sofreu falta de Antônio Carlos, que como último homem acabou expulso. 

Surpreendido A partir daí, o jogo se tornou de um time desesperado para vencer contra outro para não perder. Ataque contra defesa. E o Náutico brincando de perder gols, com Derley, Rogério… E quando tudo apontava para uma vitória alvirrubra, eis que a defesa, numa falha de marcação, viu Reinaldo cruzar e Aloísio marcar para o São Paulo. O Timbu seguiu a pressão em busca do empate, mas em vão. 

Ficha do jogo 
Náutico 0 
Ricardo Berna; Auremir, William Alves, Leandro Amaro e Bruno Collaço; Elicarlos, Martinez, Helder (Derley), Tiago Real (Jones Carioca) e Diego Morales (Rogério); Olivera. Técnico: Jorginho 

São Paulo 1 
Rogério Ceni; Douglas; Paulo Miranda, Antônio Carlos e Reinaldo; Rodrigo Caio, Wellington, Paulo Henrique Ganso (Maicon) e Lucas Evangelista (Aloísio); Osvaldo (Negueba) e Luis Fabiano. Técnico: Paulo Autuori 

Local: Arena Pernambuco. Árbitro: Leandro Pedro Vuaden (RS). Assistentes: Marcelo Bertanha Barison (RS) e Ivan Carlos Bohn (PR). Gol: Aloísio (SP) (aos 27, do 2º tempo). Cartão vermelho: Antônio Carlos (SP) (aos 15 do 2º tempo). Cartões amarelos: William Alves (N); Reinaldo, Maicon (SP). Público: 12.227 pessoas. Renda: R$ 357.085,00.
 
Do Super Esportes 

.
 
 
 
eXTReMe Tracker