Página inicial
 
Mural de recados
22.09 | Aldery
É nítido ver como é desastroso ao Central há tanto tempo estar fora de uma série ...
22.09 | Israelito Almeida
Maravilhosa Graça! Bela iniciativa da diretoria. Aproveitar a oportunidade par ...
22.09 | MARCOS LEITE
TAVA VENDO SITE D RECIFE, O SANTA TÁ VENDENDO BOLO D ROLO PRA AJUDAR NO CT NINHO ...
 
[Enviar] [Listar]
Esportes
Vídeos
CENTRAL de CARUARU
Clube Atlético do Porto
Sport Club do Recife
Santa Cruz Futebol Clube
Clube Náutico Capibaribe
Salgueiro Atlético Clube
Futebol Pernambucano
Futebol Nacional
Futebol Internacional
Opinião
Giros
Enquete
Não existe enquete no momento!
 
Publicidade
 
 
06/07/2013
20h34 | esportes - SÉRIE A
SÉRIE A > Na sua estreia oficial na Arena PE, Náutico mostra deficiências e perde da Ponte Preta - 3x1
Oferecimento: Rádio Liberdade AM (910)
Pelo menos no primeiro jogo na Arena, Timbu não conseguiu se dar bem
Em seu primeiro jogo oficial na nova casa, o Náutico saiu de campo com mais uma derrota nesta Série A do Campeonato Brasileiro. Na noite deste sábado, na Arena Pernambuco, o Timbu mostrou várias deficiências defensivas e ofensivas. Erros de saída de bola, falhas na marcação e lentidão na subida ao ataque foram só alguns dos pontos negativos da equipe alvirrubra na partida. Os comandados de Zé Teodoro cairam diante de uma nem tão amedrontadora Ponte Preta, por 3 a 1. Despencaram para a lanterna da competição. 

Nos primeiros momentos da partida, o Náutico tomava conta das ações do jogo. Mas foi o time de Campinas quem abriu o placar, aos 10 minutos. Em cobrança de falta, Artur mandou a bola e o zagueiro Diego Sacoman subiu sozinho no segundo pau para cabecear. A bola pegou na trave direita e correu por baixo de Gideão. Aos 20 minutos, Rogério teve a chance do empate em seus pés, mas ao invés de colocar a bola para dentro, acabou sendo protagonista de um lance horroroso. Após tabelar com Jonatas Belusso, o atacante saiu na cara do gol. Mas, na hora de chutar, pegou muito mal na bola e mandou para a linha de fundo.
Ricardo Fernandes/DP/D.A Press
Estreante Magrão não foi o mesmo dos tempos de Palmeiras e pouco ajudou o Náutico

O castigo pelo gol perdido veio no final do primeiro tempo e, de novo, em uma jogada aérea. Chiquinho arrancou pela esquerda e cruzou. William subiu mais do que todo mundo na zaga alvirrubra e ampliou para 2 a 0. Para a segunda etapa, Zé Teodoro abriu mão dos quatro volantes. O treinador sacou Rodrigo Souto e colocou Marcos Vinicius, que ficou como o único homem de criação do meio campo. Mas quem quase marca foi a Ponte Preta de novo. Rildo arrancou pela direita, entrou sozinho na área e bateu no canto. Gideão tirou de ponta de dedo.

Ricardo Fernandes/DP/D.A Press
Também estreante, Belusso saiu vaiado
O terceiro gol, que já estava maduro, saiu aos 11 minutos. Willian recebeu lançamento de Chiquinho, fez o que quis dentro da área, e bateu. Gideão fez uma defesa milagrosa, mas a bola caiu para Rildo que fuzilou para as redes. Zé Teodoro ainda sacou mais um volante e colocou outro atacante. Saiu Magrão para a entrada de Caion, mas já era tarde demais para uma reação alvirrubra. A lanterna, que antes dessa rodada, era da Ponte Preta, ficou com o Náutico.

Náutico
Gideão; Maranhão, Luiz Eduardo, Willam Alves e Eltinho; Auremir, Rodrigo Souto (Marcos Vinicius), Magrão (Caion) e Derley; Rogério e Jonatas Belusso. Técnico: Zé Teodoro

Ponte Preta
Roberto Volpato; Artur, Ferron, Diego Sacoman e Uendel; Baraka, Magal, Ramirez e Chiquinho; William (Roger) e Rildo. Técnico: Paulo César Carpegiani.

Árbitro: Heber Roberto Lopes (SC)
Assistentes: Thiago Gomes Brígido (CE) e Carolina Romanholi Melo (CE)
Gols: Diego Sacoman, William e Rildo (P); Caion (Náutico)
Cartões amarelos: Ramirez (P)
Público: 19.414
Renda: R$ 469.420
 
Do Super Esportes 

.
 
 
 
eXTReMe Tracker