Página inicial
 
Mural de recados
22.06 | Paulo alvinegro
Pois é patativa também dei a viagem perdida não tinha ingresso nenhum na sede o ...
22.06 | Patativa
O central e seu amadorismo fui até o lacerdao nesta quinta feira comprar meu ing ...
22.06 | José
Boa tarde Warley, Se caso o central empatar essa partida, ele ta classificado ? ...
 
[Enviar] [Listar]
Esportes
Vídeos
CENTRAL de CARUARU
Clube Atlético do Porto
Sport Club do Recife
Santa Cruz Futebol Clube
Clube Náutico Capibaribe
Salgueiro Atlético Clube
Futebol Pernambucano
Futebol Nacional
Futebol Internacional
Opinião
Giros
Enquete
Não existe enquete no momento!
 
Publicidade
 
 
06/06/2013
00h10 | esportes - SÉRIE A
SÉRIE A: Flamengo 0x1 Náutico - Primeira vitória timbu na primeira divisão!
Clique e Confira >>>

O Flamengo não tem um grande elenco. Definitavamente, não. Mas, como detinha o mando de campo e o peso que sua camisa naturalmente carrega, era apontado como favorito para o jogo. O Náutico não vir em bom momento contribuía para a análise positiva aos cariocas. Mas o Timbu surpreendeu o adversário, nesta quarta-feira, no Orlando Scarpelli. Aplicado taticamente e oportunista, o Alvirrubro fez um gol com Rogério, aos 36 do segundo tempo, e chegou à sua primeira vitória na Série A.

O primeiro tempo teve equipes com estratégias bem definidas dentro de campo. O Flamengo se arriscou mais. O Alvirrubro, pelo momento instável, decidiu adotar um esquema mais cauteloso. Levi - interino no cargo que antes era ocupada por Silas- abandonou os três atacantes que o antigo técnico gostava e adicionou um homem a mais no meio-campo.

Mudanças de posicionamento também foram promovidas. A principal delas na marcação. O Náutico marcou quase todo o tempo com todos os jogadores atrás da linha da bola. A estratégia defensiva mostrou-se correta. Ao contrário dos outros jogos, o Timbu mostrou relativa segurança na zaga. Isso não significa que o Flamengo não chegou. Teve algumas oportunidades, sobretudo no início do jogo. Aos 7 minutos, a equipe carioca conseguiu uma boa trama ofensiva. Após boa troca de passes, a bola sobrou, dentro da área, para Hernane. O atacante estava sozinho, mas bateu mal. Nas mãos de Gideão. Cinco minutos depois, duas oportunidades consecutivas. Em dois levantamentos de Luiz Antônio. Na primeira, Hernane cabeceou, mas Gideão fez uma defesa parecida com uma manchete de vôlei.

O Alvirrubro chegou em duas oportunidades. Seguiu à risca a estratégia de atrair o Flamengo para seu campo e tentar o contra-golpe. Só não conseguiu finalizar com perfeição as naturais poucas oportunidades que surgiriam desse esquema. Na primeira - e melhor- delas, Jones Carioca recebeu de Maranhão e, frentre a frente com Felipe, bateu em cima do goleiro. AOs 39, Rogério ganhou jogada na direita, entrou na área, mas chutou na rede pelo lado de fora.

A volta para a segunda etapa teve uma mudança. No Náutico. Martinez sentiu uma fisgada na coxa e preferiu não voltar a campo. Dadá entrou em seu lugar. E o jogo, que já não era um primor, caiu tecnicamente. O Náutico aprofundou ainda mais a estratégia defensiva. O Flamengo tentava chegar, mas lhe faltava qualidade técnica. Os treinadores mexeram. Jorginho tirou os três atacantes e colocou Val, Gabriel e Adryan.

Levi também mudou. Sacou Marcos Vinícius e colocou o zagueiro Luiz Félix. Tirou Jones Carioca e colocou Hugo. Esta mudança foi determinante para o resultado do jogo. Porque Hugo entrou com personalidade num segundo tempo que foi um deserto de bons lances. Aos 36, ele fez boa jogada pela esquerda e cruzou para Rogério bater de primeira. A bola passou por Felipe e morreu no fundo das redes do Flamengo.

O time carioca tentou abafar. Não podia perder pontos preciosos como mandante. No desespero de alçar bolas à area, Renato Abreu cometeu um erro bobo. Tentou completar um cruzamento com a mão - como tinha um amarelo, foi expulso de jogo. E inviabilizou uma já improvável reviravolta. Que acabou, mesmo, não vindo. Bom para o Náutico, que consegue sua primeira vitória nesta Série A.

Ficha do jogo

Flamengo: Felipe; Léo Moura, Renato Santos, Wallace e João Paulo; Luiz Antônio, Elias e Renato Abreu; Rafinha (Val), Paulinho (Gabriel) e Hernane (Adryan). Técnico: Jorginho

Náutico: Gideão; Maranhão,João Filipe,William Alves e Josa; Auremir, Martinez (Dadá), Rodrigo Souto,Marcos Vinicius (Luiz Félix) ; Rogério e Jones Carioca (Hugo). Técnico: Levi Gomes.
Série A. Local: Orlando Scarpelli, Santa Catarina. Horário: 22h. Árbitro: André Luiz de Freitas (GO). Auxiliares: João Patríco e Marcos A. Mello (ambos de Goiás). Cartão amarelo: Josa e Luiz Félix (Náutico); Renato Abreu (Flamengo); Gols: Rogério (36 do 2T).


.
 
 
 
eXTReMe Tracker