Página inicial
 
Mural de recados
16.01 | Anderson
Davi, Fernandinho saiu do Central e foi para o Ferroviário-CE. ...
16.01 | Ronaldo Fonseca
O Central só tem estes 8 jogadores regularizados? Preocupante. ...
16.01 | Torcedor
Esse time do Salgueiro vai brigar pra não ser rebaixado, o time é muito fraco. ...
 
[Enviar] [Listar]
Esportes
Vídeos
CENTRAL de CARUARU
Clube Atlético do Porto
Sport Club do Recife
Santa Cruz Futebol Clube
Clube Náutico Capibaribe
Salgueiro Atlético Clube
Futebol Pernambucano
Futebol Nacional
Futebol Internacional
Opinião
Giros
Enquete
Não existe enquete no momento!
 
Publicidade
 
 
21/12/2017
15h40 | esportes - SANTA CRUZ
SANTA CRUZ --- Com pouca verba nos cofres, avançar de fase em competições pode ser decisivo para o Tricolor
Em 2018 o Santa Cruz não terá muitas fontes de renda. Por estar em uma divisão que os clubes não recebem cotas pelas transmissões dos jogos, o Tricolor deixará de ganhar R$ 6,2 milhões por não ter ficado na Série B. Some a isso o fato de algumas cotas do próximo ano já terem sido adiantadas e a fonte de renda do clube fica resumida aos sócios e vendas com a marca Cobra Coral. Um cenário difícil para quem tem como principal objetivo o retorno à Série B e que justifica a folha de apenas R$ 200 mil para o departamento de futebol. Para sair desse buraco financeiro existe uma saída. Avançar de fase na Copa do Brasil e na Copa do Nordeste pode ser a solução para dar o fôlego financeiro que o clube tanto precisa. 

O Santa Cruz já teria recebido as cotas da Copa do Nordeste (R$ 1 milhão) e Copa do Brasil (R$ 500 mil pela primeira fase) e o foco seria avançar nas duas competições para arrecadar novas cotas por participação. Caso avance às quartas de final da Copa do Nordeste, mais R$ 450 mil seriam adicionados aos cofres do clube. Já na Copa do Brasil o valor ainda é incerto, mas passar pelo Fluminense-BA na primeira fase já garantiria nova premiação que com certeza será maior que os R$ 500 mil da primeira e chegar até a terceira fase, que deve render outro valor ainda maior, não é algo fora de cogitação. Na segunda fase o Santa Cruz enfrentará o vencedor de Cordino e Náutico e um possível Clássico das Emoções pode significar uma largada mais tranquila para o vencedor na Série C, competição que se encontrarão a partir de maio. Somando as premiações, Ao menos R$ 1,5 milhão entraria nas contas corais. 

Na sua apresentação, o técnico Júnior Rocha foi questionado se a preocupação financeira poderia fazer com que alguma competição fosse priorizada. A resposta foi direta e ele acredita que neste momento não é possível pensar nisso. “É fundamental passar de fase, mas não tem como priorizar. É difícil. Não teremos um elenco para priorizar. O que estamos tentando fazer é ter mais ou menos 12 atletas (contratados) para iniciar a pré-temporada e não contando esses da base. Vamos com tudo para todas a competições. Vamos jogo a jogo”, avisou.

O diretor de futebol do Santa Cruz Allan Araújo entendeu a afirmativa do técnico e concordou com ela. Faz parte da estratégia do técnico em campo e isso não será influenciado pela direção do clube. Contudo, ele afirmou que todos estão cientes que os avanços podem ajudar o Tricolor. “O que Júnior afirmou está certo e queremos passar, sim, de fase nessas competições. Queremos fazer jus às novas cotas de premiação que podem nos ajudar muito”, afirmou.

As “decisões” não serão daqui a muito tempo. A primeira partida da Copa do Brasil, que é jogo único como a segunda fase, será no dia 31 de janeiro ou no dia 7 de fevereiro. Já no dia 25 de março, o Tricolor joga a última partida na fase de grupos na Copa do Nordeste. Datas que o torcedor coral tem que anotar no calendário. Elas dirão como será o resto do ano do Santa Cruz. 
 
DO SUPER ESPORTES PE 

.
 
 
 
eXTReMe Tracker