Página inicial
 
Mural de recados
12.12 | Pierre Santos
Marcos Leite, é bom pela renda no momento, agora quando lota é de 90% de caruaru ...
12.12 | CLEO
Vdd Marcos Leite se o Centralzão começar com o pé direito a torcida vai comparec ...
12.12 | CLEO
VAMOS PRA FESTA GALERA NESSA TERÇA LANÇAMENTO DA NOVA MARCA E AS MUSAS DO CENTRA ...
 
[Enviar] [Listar]
Esportes
Vídeos
CENTRAL de CARUARU
Clube Atlético do Porto
Sport Club do Recife
Santa Cruz Futebol Clube
Clube Náutico Capibaribe
Salgueiro Atlético Clube
Futebol Pernambucano
Futebol Nacional
Futebol Internacional
Opinião
Giros
Enquete
Não existe enquete no momento!
 
Publicidade
 
 
07/12/2017
08h04 | esportes - SANTA CRUZ
SANTA CRUZ --- Meia João Paulo e zagueiro Guilherme Mattis devem continuar no clube para 2018
Eleito presidente do Santa Cruz na última noite, Constantino Júnior confirmou o interesse em alguns atletas que não estão mais no clube logo no seu primeiro dia de trabalho. Dois deles têm um caso diferente em relação aos outros. O meia João Paulo e o zagueiro Guilherme Mattis agradaram mesmo com o rebaixamento à Série C e interessam. O grande empecilho nesta situação é que ambos ainda estão sob contrato com outras agremiações.

João Paulo, que chegou ao clube como opção para o banco de reservas e se firmou como titular, pertence ao Tombense e afirmou que esperaria uma definição para decidir o seu futuro. O zagueiro Guilherme Mattis, que chegou para a reta final da Série B, também tem contrato com o Bragantino e ficou feliz com o interesse. Só não garantiu nada porque não depende apenas dele. 

“Fico feliz de saber disso e ele (Constantino) já tinha conversado comigo. Tenho contrato com o Bragantino de um ano e que deveria jogar o Paulista. Não posso garantir nada porque não conversei com ninguém. Só tive uma conversa rápida. Jogar aí no Santa foi especial. Depois de um 2016 que eu quase não atuei e tendo me pego no fim do ano foi especial. Mas como falei. É conversa.”, explicou. 

Além de ambos terem contrato com seus clubes, os dois jogadores estão em equipes que também estão disputando a Série C e isso deve dificultar qualquer tipo de negociação. Um problema que o mandatário coral reconhece, mas que não seria o único. 

“Vamos aguardar e vamos tentar conversar com os clube que detêm os direitos deles. Também temos interesse nesses dois jogadores, mas existem outros fatores como adequação salarial. Nossa realidade será diferente em 2018 e também temos que conversar isso”, explicou Constantino. 
 
DO SUPER ESPORTES PE 

.
 
 
 
eXTReMe Tracker