Página inicial
 
Mural de recados
21.11 | MARCOS LEITE
AOS POUCOS O CENTRAL TÁ ARRUMANDO A CASA, MONTANDO O TIME, VAMOS APOIAR ESSA FES ...
21.11 | VICTOR HUGO
GALERA VAMOS NO EVENTO DO CENTRAL, FIÉIS CENTRALINOS VÃO LÁ NA FEIJOADA, VAMOS N ...
21.11 | Patativa
Esse Pierre poderia ir morar em salgueiro,só fala desse time do sertão, então ca ...
 
[Enviar] [Listar]
Esportes
Vídeos
CENTRAL de CARUARU
Clube Atlético do Porto
Sport Club do Recife
Santa Cruz Futebol Clube
Clube Náutico Capibaribe
Salgueiro Atlético Clube
Futebol Pernambucano
Futebol Nacional
Futebol Internacional
Opinião
Giros
Enquete
Não existe enquete no momento!
 
Publicidade
 
 
03/11/2017
02h16 | esportes - SANTA CRUZ
SANTA CRUZ - Tricolor alcança marca negativa de 2017 e luta para não repetir mesmo recorde de 2007
Há dez anos, o Santa Cruz vivia situação parecida com a atual na Série B. Atravessava uma crise semelhante e vivia em uma seca de vitórias. A queda para a Série C foi decretada numa derrota para o Criciúma por 2 a 0 que completou uma sequência de dez partidas sem vencer. Roteiro que ameaça se repetir em 2017. Pela segunda vez nesta Série B, o Tricolor chegou aos oito jogos sem vitória. Agora, está perto de igualar a marca emblemática de 2007 e reencontrar o melancólico caminho rumo à Série C. 

A primeira sequência sem vitórias em 2017 começou no comando de Givanildo Oliveira. Com o Rei do Acesso, foram sete jogos sem vencer, sendo seis derrotas seguidas. A última, em casa para o CRB, que marcou o retorno de Grafite ao Arruda, causou a demissão do treinador. Marcelo Martelotte assumiu o comando.

O atual treinador teve duas semanas para treinar a equipe e estreou contra o ABC. Situação que aumentou a confiança numa reação. Os três pontos em Natal, que eram dados como certos por se tratar do lanterna da Série B, escorregaram pelas mãos, no entanto. Para o azar coral, a vitória não veio e aumentou o jejum para oito jogos. Apenas contra o Goiás, numa partida de equipes que já se enrolavam com o Z4, o Santa Cruz voltou a vencer. Dava sinais de que sairia da zona de rebaixamento sem tantas dificuldades e que o pior havia passado.

Engano. No jogo seguinte, o Santa Cruz deu início a um novo jejum de vitórias, que chegou a mesma quantidade de partidas: oito. Razão suficiente para entender a razão de o Tricolor morar na zona de rebaixamento e ver a meta de escapar da queda como um milagre. Joga as suas últimas fichas contra o Náutico. Porque se passar mais uma partida sem vencer, estará a um duelo de igualar a negativa marca de 2007 que selou o rebaixamento. A poucos de ter o seu retorno à Terceirona sacramentado.

As sequências de oito jogos sem vencer em 2017. 

16ª a 23ª rodada

Santa Cruz 1 x 1 Boa Esporte
Paraná 4 x 0 Santa Cruz
Santa Cruz 1 x 2 Paysandu
Juventude 2 x 1 Santa Cruz
Santa Cruz 1 x 2 Criciúma
Guarani 2 x 0 Santa Cruz
Santa Cruz 1 x 2 CRB
ABC 0 x 0 Santa Cruz

25ª a 32ª rodada

Londrina 1 x 1 Santa Cruz
Santa Cruz 0 x 0 Ceará
Internacional 2 x 0 Santa Cruz
Santa Cruz 0 x 1 América-MG
Figueirense 2 x 1 Santa Cruz
Santa Cruz 2 x 2 Oeste
Brasil-RS 1 x 1 Santa Cruz
Santa Cruz 0 x 0 Luverdense

A sequência de 2007

Santa Cruz 1 x 0 Santo André
Portuguesa 2 x 2 Santa Cruz
Santa Cruz 1 x 3 Vitória
Santa Cruz 1 x 1 Gama
Remo 2 x 1 Santa Cruz
Ceará 3 x 0 Santa Cruz
Santa Cruz 2 x 2 Avaí
Santa Cruz 1 x 1 Ponte Preta
Brasiliense 3 x 0 Santa Cruz
Criciúma 2 x 0 Santa Cruz

DO SUPER ESPORTES PE
 
 
 
eXTReMe Tracker