Página inicial
 
Mural de recados
24.09 | VICTOR HUGO
FOI LINDO V AS IMAGENS DO LACERDÃO QUASE LOTADO, O GRAMADO UM VERDADEIRO TAPETE ...
22.09 | Aldery
É nítido ver como é desastroso ao Central há tanto tempo estar fora de uma série ...
22.09 | Israelito Almeida
Maravilhosa Graça! Bela iniciativa da diretoria. Aproveitar a oportunidade par ...
 
[Enviar] [Listar]
Esportes
Vídeos
CENTRAL de CARUARU
Clube Atlético do Porto
Sport Club do Recife
Santa Cruz Futebol Clube
Clube Náutico Capibaribe
Salgueiro Atlético Clube
Futebol Pernambucano
Futebol Nacional
Futebol Internacional
Opinião
Giros
Enquete
Não existe enquete no momento!
 
Publicidade
 
 
29/07/2017
19h15 | esportes - SÉRIE B
SÉRIE B - Paraná 4x0 Santa Cruz - Paraná soube aproveitar os erros da defesa coral e foi letal ao matar o jogo no início do 2° tempo

Um jogo que começou com esperança de um bom resultado para o Santa Cruz culminou no fim da invencibilidade do técnico Givanildo Oliveira nesta Série B. Pior: com goleada. Com três mudanças no time e uma uma nova configuração no meio de campo, o Tricolor começou o jogo impondo o seu ritmo, mesmo atuando fora de casa. Mas a quantidade absurda de erros apresentados pela defesa jogou os planos corais por água abaixo. O Paraná soube aproveitar no primeiro tempo e foi letal ao matar a partida logo no início da etapa final. Um 4 a 0 com vaga para mais que deixou o Santa mais longe do G4.

O jogo

Mesmo na condição de visitante, o Santa Cruz começou o jogo apresentando maior posse de bola e propondo as jogadas. Teve as primeiras chances com André Luís e Jaime, mas sem muito perigo. Passados 10 minutos, o ritmo mudou aos poucos, com o Paraná se soltando mais e encontrando as brechas da defesa coral. Aos 19 minutos, Leandro Vilela roubou uma bola e tocou para Robson na ala, nas costas de Tiago Costa. O ponta entrou na área com muita liberdade e fez o passe para Alemão, também sem marcação, apenas escorar. Gol marcado em ritmo de treinamento.


O Santa Cruz tentou reimprimir o seu ritmo, mas não conseguiu o mesmo domínio do início da partida. Ainda teve uma boa chance com Ricardo Bueno, após boa jogada de Léo Lima, que o atacante desperdiçou. Na sequência, aos 27, o castigo. Em mais um erro de marcação, Minho aproveitou sobra, limpou Primão no bico da grande área e bateu no ângulo, sem chances para Julio Cesar. 2 a 0.

Segundo 

 tempo

Mesmo com os nítidos problemas na defesa, Givanildo optou por não mexer no time durante o intervalo. E o panorama do jogo também não mudou. O Paraná voltou a campo para decidir a partida. Em cinco minutos, conseguiu mais dois gols, aos 4 e 9 minutos, com Maidana e Renatinho, este último de pênalti. O Santa ainda teve Jaime expulso por uma entrada dura, aos 6 minutos, e o técnico foi obrigado a sacrificar o ponta André Luís para recompor a defesa com Anderson Salles.

Com a vitória nas mãos e um jogador a mais em campo, o Paraná não abdicou do ataque e seguiu pressionando. Poderia até construir uma goleada ainda maior, mas não aproveitou. Ao Santa, com a formação completamente comprometida, coube as tentativas em contra-ataques e lançamentos de longa distância, pelo menos para tentar reduzir um pouco o placar. O zagueiro Anderson Salles até acertou a trave em boa cobrança de falta, mas não houve maior reação na primeira derrota de Givanildo Oliveira nessa atual passagem pelo Santa Cruz.

Ficha do jogo

Paraná 4
Richard; Cristovam, Maidana, Eduardo Brock e Igor; Leandro Vilela, Gabriel Dias(Jhony) e João Pedro (Renatinho); Robson, Minho e Alemão(Nathan). Técnico: Lisca. 

Santa Cruz 0
Julio Cesar; Alex Travassos, Jaime, Bruno Silva e Tiago Costa; Derley, Thiago Primão (Wellington Cézar) e Léo Lima; Andre Luis(Anderson Salles), João Paulo e Ricardo Bueno (João Ananias). Técnico: Givanildo Oliveira.

Local: Durival Britto (Curitiba-PR). Árbitro:Francisco Carlos do Nascimento (AL). Assistentes: Pedro Jorge Santos de Araújo (AL) e Rondinelle dos Santos Tavares (AL). Gols:Alemão (19' do 1ºT), Minho (27’ do 1°T), Maidana (4’ do 2°T), Renatinho (9’ do 2°T). Cartões amarelos: Cristovam (P); Derley (S). Cartões vermelhos: Jaime (6’ do 2°T) (S)

DO SUPER ESPORTES PE
 
 
 
eXTReMe Tracker