Página inicial
 
Mural de recados
22.11 | MARCONDES
TODOS UNIDOS PELO CENTRAL, IMPRENSA, DIRETORIA E TORCIDA SÓ ASSIM O CENTRAL VAI ...
22.11 | paulo
ESSE BABACA DA PATATIVA DEVE SER TORCEDOR DO SPORTE RECIFE ...
22.11 | CLEO
VERDADE MARCOS LEITE ESSA É A HORA DO VERDADEIRO ALVINEGRO AJUDAR O CENTRALZAO. ...
 
[Enviar] [Listar]
Esportes
Vídeos
CENTRAL de CARUARU
Clube Atlético do Porto
Sport Club do Recife
Santa Cruz Futebol Clube
Clube Náutico Capibaribe
Salgueiro Atlético Clube
Futebol Pernambucano
Futebol Nacional
Futebol Internacional
Opinião
Giros
Enquete
Não existe enquete no momento!
 
Publicidade
 
 
24/07/2017
09h37 | esportes - SANTA CRUZ
SANTA CRUZ - Técnico Givanildo Oliveira finalmente terá tempo para treinar e sinaliza mudanças no time
O técnico Givanildo Oliveira completará 21 dias no comando do Santa Cruz nesta segunda-feira. São três semanas com cinco jogos, sendo duas vitórias e três empates. Um aproveitamento razoável e que atende às expectativas quando lembramos que o treinador só comandou um coletivo até o momento. Agora, o Rei do Acesso terá a chance de realmente dar a sua cara ao time e encontrar soluções para alguns problemas identificados. Ele terá, pela primeira vez, uma semana livre para treinos até o jogo contra o Paraná, no próximo sábado.

“Esse tempo vai ajudar porque vamos ter quatro dias e iremos viajar na quinta-feira. Teremos apenas a recreação na véspera e vamos ver nos quatro dias o que podemos fazer”, comentou o treinador.

Apesar de ter melhorado a defesa coral, que sofreu apenas três gols em cinco partidas sobre o seu comando, o técnico quer corrigir falhas nas bolas paradas. O gol sofrido contra  Boa Esporte, na última rodada, lhe incomodou. O treinador ainda sinalizou que deve treinar mais este quesito.

 

Outro fator que Givanildo observará de perto é a produção do ataque. Foram sete gols marcados desde que assumiu o clube, mas o técnico afirmou que o time pode balançar as redes adversárias mais vezes.

Porém, o grande problema que Givanildo deve buscar uma resposta é na criação das jogadas. Nos dois últimos jogos da Cobra Coral, contra Vila Nova e Boa Esporte, ficou visível que a equipe ainda precisa de uma melhor produção no meio de campo.

Com João Paulo de titular, o Santa Cruz ganha em velocidade e perigo ao gol adversário, mas sofre por não ter um armador nato entre os titulares. Na última partida, foi possível ver o zagueiro Bruno Silva carregar a bola até o meio de campo para passá-la para o centroavante Ricardo Bueno.

Mais opções para o jogo

 

Com quatro sessões de treino no Recife e com o provável retorno de peças como Elicarlos e Augusto, além da volta de Bruno Paulo após suspensão e João Ananias ganhando condição de jogo, Givanildo pode mudar a equipe. “Sempre tem brecha (para mudanças) ainda mais quando se faz um jogo desse. Só não pode estar mudando muito. Mas não descarto mudanças. Com essas voltas tentaremos colocar um time que seja melhor contra o Paraná."

Givanildo poderia finalmente utilizar algo parecido com o 4-4-2 que ele já fez uso várias vezes em outros clubes ou até promover a entrada de Léo Lima na equipe. Mas pelo visto ele acredita que o desenho tático pode seguir sendo o que vem sendo utilizado. Ele acredita que vem seguindo um padrão de jogo bem parecido que utilizou no Náutico em 2016, mas esquece da principal diferença. Naquela equipe ele tinha um Marco Antônio e um Vinícius, atletas em um nível bem acima das atuais peças do Santa Cruz.
 
DO SUPER ESPORTES PE 

 


.
 
 
 
eXTReMe Tracker