Página inicial
 
Mural de recados
23.06 | Danilo
http://sportv.globo.com/site/programas/ta-na-area/noticia/2017/06/empresario-ilu ...
23.06 | Duda
Eu acredito!!! Vamos meu Central, vamos sair dessa série D. Lícius tem feito o p ...
23.06 | MARCOS LEITE
CENTRALZÃO EM BUSCA DA CLASSIFICAÇÃO E A TORCIDA CHEGANDO DE MONTÃO NO LACERDÃO, ...
 
[Enviar] [Listar]
Esportes
Vídeos
CENTRAL de CARUARU
Clube Atlético do Porto
Sport Club do Recife
Santa Cruz Futebol Clube
Clube Náutico Capibaribe
Salgueiro Atlético Clube
Futebol Pernambucano
Futebol Nacional
Futebol Internacional
Opinião
Giros
Enquete
Não existe enquete no momento!
 
Publicidade
 
 
31/05/2017
11h06 | esportes - Copa do Brasil
COPA DO BRASIL - Atlético/PR 2x0 Santa Cruz - Tricolor está eliminado da competição
O Santa Cruz está eliminado de mais uma competição em 2017. A terceira no ano. Resta agora à equipe apenas a Série B do Brasileiro na temporada. Na noite desta quarta-feira, o Tricolor foi desclassificado da Copa do Brasil pelo Atlético-PR. Após o empate sem gols no duelo de ida, no Arruda, a Cobra Coral perdeu por 2 a 0, na Arena da Baixada, e mantém o carma de nunca ter passado das oitavas de final do torneio.

A ideia do técnico Vinícius Eutrópio era segurar o Atlético-PR ao máximo e fazer um gol que poderia deixar os adversários pressionados na partida. Os planos do treinador foram por água abaixo muito cedo. Diferentemente da postura cautelosa imaginada pelo comandante coral, o Furacão logo tomou a iniciativa no jogo. Partiu para cima e abriu o placar com Nikão, aos cinco minutos. Ajudado por uma marcação espaçada do Tricolor, o meia acertou o canto direito de Julio Cesar.  

Depois do gol, sim, o Atlético-PR adotou um comportamento mais prudente. Passou a adminstrar a partida. Embora sob a necessidasde do empate, o time pernambucano não dispunha de força ofensiva suficiente para incomodar os paranaenses. Raras vezes, encontrava espaço, mas falhava no último passe. William Barbio, por exemplo, poderia ter deixado Halef Pitbull na cara do gol. Errou a assistência.  

Uma falta sem força cobrada por Anderson Salles - defendida com tranquilidade por Weverton - foi a principal jogada do pouco ousado Santa Cruz no primeiro tempo. Ainda que em vantagem, o Furacão foi quem teve mais chances de ampliar. Salles chegou a tirar uma bola na linha após chute de Nikão. 

Segundo tempo
O Santa foi diferente no segundo tempo. Jogou muito mais solto. Já com dois minutos, André Luís tramou contra-ataque promissor, porém Pitbull finalizou para fora. O Atlético-PR acordou e teve também novas oportunidades. Grafite perdeu chance clara e continuou com seu "jejum". Julio Cesar evitou o gol com o pé. O goleiro voltaria a salvar o Tricolor mais vezes. Depois, a Cobra Coral respondeu outra vez com André Luís. O atacante acertou a trave de Weverton. Poderia ter sido o gol da classificação.

A equipe do Recife se equivalia ao Furacão. Mas veio o golpe final. Lucho González aumentou, aos 23 do segundo tempo. Gol fruto de mais um erro de posicionamento da retaguarda coral. A partir de então, o Atlético-PR esfriou o Santa Cruz e conduziu a partida até o fim praticamente sem ser molestado.        

Atlético-PR
Weverton; Cascardo, Wanderson, Thiago Heleno e Sidcley (Nicolás); Otávio, Rossetto, Lucho González, Nikão e Pablo (Douglas Coutinho); Grafite (Eduardo da Silva). Técnico: Eduardo Baptista.

Santa Cruz
Julio Cesar; Nininho, Anderson Salles, Bruno Silva e Tiago Costa (Roberto); Elicarlos, David, William Barbio (Léo Costa), Everton Santos e André Luís; Halef Pitbull (Facundo Parra). Técnico: Vinícius Eutrópio.

Estádio: Arena da Baixada (Curitiba-PR). Árbitro: Elmo Alves Resende Cunha (GO). Assistentes: Cristhian Passos Sorence (GO) e Leone de Carvalho Rocha (GO). Gols: Nikão (5' do 1T, Atlético-PR), Lucho González (23' do 2T, Atlético-PR). Cartões amarelos: Eduardo da Silva, Douglas Coutinho (Atlético-PR); Nininho (Santa Cruz). Público: 16.673.

Do Super Esportes
 
 
 
eXTReMe Tracker