Página inicial
 
Mural de recados
26.04 | MARCOS LEITE
O CENTRAL PERDEU VÁRIOS BONS JOGAGORES Q DISPUTARAM O PERNAMBUCACNO DESSE ANO, A ...
26.04 | Beltrão
A próxima contratação do Central vem do : A) veloclube B) aeroclube C) Cineclub ...
25.04 | Jose Helio Pessoa
DODEIRO NÃO ATRAPALHA....O CENTRAL SÓ NÃO É MAIOR DO QUE SUA LOUCURA...TIRAR LI ...
 
[Enviar] [Listar]
Esportes
Vídeos
CENTRAL de CARUARU
Clube Atlético do Porto
Sport Club do Recife
Santa Cruz Futebol Clube
Clube Náutico Capibaribe
Salgueiro Atlético Clube
Futebol Pernambucano
Futebol Nacional
Futebol Internacional
Opinião
Giros
Enquete
Não existe enquete no momento!
 
Publicidade
 
 
14/11/2016
21h07 | esportes - SANTA CRUZ
Grafite aceitaria reduzir salário e quer virar diretor do Santa Cruz após aposentadoria
A diretoria do Santa Cruz avisou que os jogadores mais caros do elenco precisariam reduzir os seus salários para seguirem no clube em 2017. Afinal, o Tricolor vai sofrer um brusco corte no orçamento. Só o repasse anual das cotas de televisão, principal fonte de receita, deve passar de R$ 23 milhões para R$ 7 milhões. Com custo alto para esta nova realidade, Grafite, no entanto, se mostra aberto para diminuir a sua remuneração. Tendo contrato vigente até dezembro da próxima temporada, não assegura a sua permanência no Arruda devido a propostas de fora do país que possam lhe seduzir. Certo é que veterano vai se aposentar em 2017. E num futuro um pouco mais distante, reforça que pretende ajudar o Mais Querido nos bastidores. Como dirigente.

A visão administrativa do futuro diretor já está presente hoje em Grafite. Desapegado de um salário que atualmente gira em torno de R$ 200 mil, entende que a diminuição de despesas no elenco é importante. "Concordo (com a redução) até pela situação do clube. Não adianta o clube tentar manter a maioria dos jogadores com folha de Primeira Divisão. É normal uma readequação para o próximo ano. A gente sabe que os valores recebidos vão sofrer uma queda drástica", declarou.

O contrato prolongado de Grafite poderia até ser cancelado, já que o clube chegou a dever três meses a ele. Porém, com uma boa relação com o presidente Alírio Moraes, já expôs ao mandatário o seu desejo de seguir no Santa Cruz. "Tive uma conversa com Alírio dias atrás e ele me falou que estava na espera do planejamento do clube para o ano que vem, ver quem interessa e quem não interessa. Até li uma matéria sobre isso. Disseram que eu e Tiago Cardoso temos os maiores salários e temos de nos enquadrar. Acho válido (reduzir os salários), sim. O que for para o clube se reestruturar tem que ser feito. Cabe a nós, jogadores, tentarmos nos readequar à realidade do clube", disse. “Quero permanecer, mas não sei o que vai acontecer no ano que vem. Não quero ficar tirando dinheiro do clube. Quero jogar em alto nível e onde me queiram também”, emendou.

Apesar ainda desta incerteza, aposentar-se no Santa Cruz, em 2017, é algo que já está certo na cabeça de Grafite. “Eu pretendo terminar a carreira aqui. Quero jogar mais um ano, quero jogar bem, estar bem fisicamente e ficar por aqui.” E quando pendurar ele as chuteiras? Novamente, o Tricolor nos seus planos. Quando foi repatriado pelo clube, no ano passado, já havia sido cogitada uma atuação dele nos bastidores após a aposentadoria. O centroavante de 37 anos amadureceu a ideia e reforçou-a.

“Vou continuar no futebol. Alguns falam que eu tenho o perfil de treinador, mas não tenho. Não iria conseguir lidar com vestiários. Não sei o dia de amanhã, mas vou continuar no futebol. Quem sabe, ajudando o Santa na administração, como gerente, pela experiência que tive na Europa, no Oriente Médio. Primeiro, preciso me capacitar”, ponderou.
 
DO SUPER ESPORTES PE

.
 
 
 
eXTReMe Tracker