Página inicial
 
Mural de recados
16.08 | CLEO
O TERRENO ONDE DEVEM CONSTRUIR O CT DO CENTRAL? TÁ JOGADO PRAS COBRAS, COMO SE D ...
15.08 | MARCOS LEITE
RESTA AOS SÓCIOS PROPRIETÁRIOS DO COMÉRCIO, SE UNIR, RESTAURAR E REFORMAR O CLU ...
15.08 | VICTOR HUGO
É VERDADE GUSTAVO, O CENTRALZÃO TEM Q CONSTRUIR SEU CT NINHO DA PATATIVA NO SEU ...
 
[Enviar] [Listar]
Esportes
Vídeos
CENTRAL de CARUARU
Clube Atlético do Porto
Sport Club do Recife
Santa Cruz Futebol Clube
Clube Náutico Capibaribe
Salgueiro Atlético Clube
Futebol Pernambucano
Futebol Nacional
Futebol Internacional
Opinião
Giros
Enquete
Não existe enquete no momento!
 
Publicidade
 
 
08/10/2016
21h07 | esportes - SÉRIE A 2016
SÉRIE A - Flamengo 3x0 Santa Cruz - Tricolor voltou a repetir erros e foi presa fácil para o vice-líder no estádio Pacaembu
Mais uma pá de terra foi  jogada na cova do Santa Cruz. No Pacaembu, em São Paulo, deu a lógica: derrota coral por 3 a 0 para o vice-líder Flamengo. Persistindo em antigos erros e sem conseguir medir forças com o adversário, o Tricolor segue estacionado na penúltima colocação do Brasileirão. A depender dos resultados na duas próximas rodadas da competição (contra Corinthians, na Arena Pantanal e Ponte Preta, no Moisés Lucarelli), os comandados do técnico Doriva já podem retornar ao Recife matematicamente rebaixados. 

O Santa entrou em campo sem a sua zaga considerada ideal, formada por Neris e Danny Morais, suspensos. Contava ainda com a baixa de um volante titular, Derley, machucado, e ainda do meia Pisano. O Fla tinha os seus desfalques também. Não menos importantes, como o goleiro Muralha, o lateral esquerdo Jorge e os atacantes Paolo Guerrero e Leandro Damião. Mas aí é onde entra um dos fatores que distanciam o Tricolor da maioria dos seus adversários da Série A e o deixa ainda mais sem condições de se manter na Primeira Divisão: a falta de “lastro” no elenco - assim como o próprio Doriva já apontou.

O adversário, por sua vez, tem elenco suficiente para disputar um campeonato de elite nacional e deu provas disso nos minutos iniciais da partida. Primeiro, o reserva do gol rubro-negro, Paulo Victor, evitou um gol certo do time coral ao tirar a bola do pé de Keno. Logo na sequência, Felipe Vizeu, substituto de Guerrero no comando de ataque, abriu o placar, aos seis minutos. A jogada, aliás, começou com Chiquinho - suplente de Jorge na lateral. A zaga reserva do Santa apenas ficou olhando tudo, praticamente estática.
 
 A torcida rubro-negra presente no Pacaembu, para onde o clube carioca vendeu o mando do jogo, viu um Flamengo melhor que o Santa, sem muitas chances reais de gols e que só foi ajustar minimamente a sua marcação perto dos 30 minutos do primeiro tempo. Com o Fla na luta pelo título, embora enfrentasse um oponente praticamente rebaixado, a partida ganhou contornos de decisão. Ainda que sem atacar como deveriam, não era descartada a possibilidade de o time pernambucano “achar” um empate. 

O duelo ficou ainda mais quente por causa de Léo Moura. A cada toque dele na bola, os torcedores flamenguistas não perdiam a chance de hostilizar o lateral direito do Santa Cruz - ídolo na Gávea por dez anos, porém, atacado por vaias por causa de um processo na Justiça que recentemente moveu contra a ex-equipe. As esperanças de o Santa para empatar ou ganhar o jogo, entretanto, foram minimizadas novamente no começo de um tempo. 

Aos 11 do segundo, depois de escanteio, o goleiro Edson Kölln voltou a falhar na saída da barra. Ele ainda tocou na bola, que esbarrou no travessão, mas o rebote ficou com William Arão: 2 a 0. Apesar de haver, em teoria, tempo para reação, o time coral não esboçou uma conduta mais agressiva na partida. Sequer atacou. Aos 40, os cariocas sacramentaram a derrota pernambucana (a quarta seguida) com Marcelo Cirino. Para completar o roteiro melancólico do Mais Querido, Allan Viera ainda terminou expulso.

Ficha do jogo

Flamengo 3
Paulo Victor; Pará, Réver, Rafael Vaz e Chiquinho (Marcelo Cirino); Márcio Araújo, William Arão, Alan Patrick (Fernandinho) e Diego; Everton e Felipe Vizeu (Emerson Sheik). Técnico: Zé Ricardo.  

Santa Cruz 0
Edson Kölln; Léo Moura, Luan Peres, Wellington e Allan Vieira; Uillian Correia (Mazinho), Jadson, João Paulo, Keno e Arthur (Bruno Moraes); Grafite (Marion). Técnico: Doriva.

Estádio: Pacaembu (São Paulo-SP). Árbitro: Ricardo Marques Ribeiro (Fifa-MG).  Assistentes: Guilherme Dias Camilo (Fifa-MG) e Alessandro Rocha de Matos (Fifa-BA). Gols: Vizeu (6’ do 1T, Flamengo); William Arão (11’ do 2T, Flamengo). Cartões amarelos: Allan Patrick (Flamengo); Allan Vieira (Santa Cruz). Cartão vermelho: Allan Vieira (Santa Cruz). Público presente: 23.427. Renda: R$ 1.003.380,00.
 
DO SUPER ESPORTES PE 

...
 
 
 
eXTReMe Tracker