Página inicial
 
Mural de recados
27.04 | Givaldo
Esse tal de Patativa devia mudar o nome para Urubu, esse desgraçado só faz corta ...
27.04 | Patativa
Meu Deus isso foi mostrado e um gramado ou um chiqueiro ...
26.04 | MARCOS LEITE
O CENTRAL PERDEU VÁRIOS BONS JOGAGORES Q DISPUTARAM O PERNAMBUCACNO DESSE ANO, A ...
 
[Enviar] [Listar]
Esportes
Vídeos
CENTRAL de CARUARU
Clube Atlético do Porto
Sport Club do Recife
Santa Cruz Futebol Clube
Clube Náutico Capibaribe
Salgueiro Atlético Clube
Futebol Pernambucano
Futebol Nacional
Futebol Internacional
Opinião
Giros
Enquete
Não existe enquete no momento!
 
Publicidade
 
 
03/10/2016
09h59 | esportes - SÉRIE A 2016
SÉRIE A - Santa Cruz 2x3 Palmeiras - Tricolor voltou a levar gol perto do fim do jogo e sai de campo com o rebaixamento à Série B ainda mais próximo
Sem contrariar as previsões e a lógica, o Santa Cruz não conseguiu superar o líder Palmeiras. Na noite desta segunda-feira, no Arruda, o Tricolor chegou a ter bons momentos no jogo, correu duas vezes atrás do empate, mas voltou a levar gol perto do fim do duelo e acabou perdendo por 3 a 2. Faltando agora dez rodadas para o término da Série A do Brasileiro, a fuga do rebaixamento se tornou ainda mais inviável.

Diante do líder da competição, era quase inconcebível imaginar que o Santa fosse capaz de reeditar um bom futebol. Realmente, se mostrou taticamente desorganizado nos primeiros 90 minutos. Dependia muito do individualismo e da vontade de Keno para fazer as suas investidas, que praticamente não saíram no primeiro tempo. Sorte dos corais que o Palmeiras, de início, não se propôs muito a atacar. Ainda assim, manteve bem mais posse de bola e criou as melhores chances. A maioria, por sinal, advinda de bolas aéreas. Edson Kölln, que pouco antes tinha voltado a falhar na saída da barra, salvou um gol certo de Róger Guedes após escanteio.

A superioridade técnica do Palmeiras ficou evidenciada no primeiro gol. Saída errada do Tricolor ao ataque, roubada de bola providencial da equipe de Cuca e construção de jogada que começou com Gabriel Jesus, passou pelos pés de Erik e terminou no experiente Zé Roberto. Com um toque irreprovável, o veterano encobriu o goleiro coral: 1 a 0, aos 32. Alegria dos primeiros colocados contrastada com o abatimento dos atletas do Santa. O maior empenho do time de Doriva até o intervalo foi apenas mesmo para cobrar a marcação de um pênalti em cima de Grafite.

O Santa, no entanto, voltou mais disposto a fazer um gol no começo do segundo tempo. Mais bem posicionado que na etapa inicial. O técnico Doriva acionou o atacante Arthur no lugar do volante Derley, e o Tricolor quase empate com Grafite, já aos cinco minutos. Tentou marcar de calcanhar, porém foi impedido pelo goleiro Jaílson. Foi mesmo Arthur quem deixou o jogo em pé de igualdade. Aos 10, fez um golaço, colocando a bola no canto esquerdo da meta alviverde.

Ciente das suas limitações, os corais baixaram a guarda e resolveram investir em contra-ataques para virar o placar. Não deu certo. Em mais uma saída precipitada de Kölln da sua meta, um rebote caiu nos pés de Leandro Pereira, que pegou o camisa 1 do Santa Cruz mal posicionado: 2 a 1, aos 20. Participativo, Arthur sofreria um pênalti quatro minutos depois. Depois de ter afugentado a má fase, Grafite converteu a penalidade. Mas os roteiros do rebaixamento do time coral parecem já pré-estabelecidos. De novo, mais um gol na reta final do jogo foi sofrido. Wágner perdeu a bola e permitiu investida dos visitantes. Róger Guedes decretou a vitória paulista, aos 34.

Santa Cruz
Edson Kölln; Danilo Pires, Neris, Danny Morais e Allan Vieira (Jadson); Derley (Arthur), Uillian Correia e João Paulo; Pisano (Wágner), Keno e Grafite.Técnico: Doriva.

Palmeiras
Jailson; Jean, Edu Dracena, Vitor Hugo e Egídio (Cleiton Xavier); Tchê Tchê, Moisés, Zé Roberto; Erik (Leandro Pereira); Róger Guedes (Thiago Santos) e Gabriel Jesus. Técnico: Cuca.

Local: Arruda (Recife-PE). Árbitro: Dewson Fernando Freitas da Silva (PR). Assistentes: Marcio Gleidson Correia Dias (PR) e Hélcio Araújo Neve (PR). Cartões amarelos: Derley, Neris, Danny Morais, Allan Vieira e Pisano (Santa Cruz); Erik e Gabriel Jesus (Palmeiras). Gols: Zé Roberto (32’ do 1T, Palmeiras), Arthur (10’ do 2T, Santa), Leandro Pereira (20’ do 2T, Palmeiras), Grafite (24’ do 2T, Santa) e Róger Guedes (34’ do 1T, Santa). Público: 7.189. Renda: R$ 102.040,00.
 
DO SUPER ESPORTES PE 
 
 
santa cruz x palmeiras (Foto: Aldo Carneiro / Pernambuco Press)Zé Roberto abriu o placar para o Palmeiras com um golaço no primeiro tempo (Foto: Aldo Carneiro / Pernambuco Press)
...
 
 
 
eXTReMe Tracker