Página inicial
 
Mural de recados
21.08 | Israelito Almeida
Maravilhosa Graça! De longe fica difícil avaliar, somente com as informações ...
21.08 | MARCOS LEITE
FALAR EM TABELA DA SEGUNDONA VICTOR HUGO, PELA LEI TEM Q DIVULGAR 60 DIAS ANTES ...
21.08 | júnior
já pensou se não tivesse vaidade,e todos se unir-se como seria maravilhoso para ...
 
[Enviar] [Listar]
Esportes
Vídeos
CENTRAL de CARUARU
Clube Atlético do Porto
Sport Club do Recife
Santa Cruz Futebol Clube
Clube Náutico Capibaribe
Salgueiro Atlético Clube
Futebol Pernambucano
Futebol Nacional
Futebol Internacional
Opinião
Giros
Enquete
Não existe enquete no momento!
 
Publicidade
 
 
14/09/2016
07h00 | esportes - SÉRIE A
SÉRIE A - Santa Cruz 1x0 Atlético PR - Tricolor ganhou e encerrou sequência se nove jogos sem vitórias

 

Uma vitória heróica. Aos 45 minutos do segundo tempo. Nesta quarta-feira, diante de uma torcida desmotivada e que registrou o menor público no estádio na Série A 2016, o Santa Cruz venceu o Atlético-PR por 1 a 0, com gol de Bruno Moraes. O resultado, que veio quando o jogo se encaminhava para um empate melancólico, terminou uma sequência de nove jogos seguidos sem vitória do Tricolor no Brasileirão   

Foi um primeiro tempo morno. Com poucas chances para ambos os lados. O Tricolor foi quem teve mais volume de jogo, finalizações a oportunidade mais clara da etapa. Quase na pequena área, Bruno Moraes chutou mal e permitiu o goleiro Weverton realizar a defesa, aos 22 minutos. Pouco. Nem a notícia de um tropeço em casa do Figueirense, que empatou de forma improvável, em 2 a 2, com o lanterna América-MG e viu a zona de rebaixamento se aproximar, foi capaz de servir como injeção de ânimo para os corais na partida desta noite.

Apesar de ter uma maior manutenção da posse de bola, o Santa tinha uma transição deficiente. Errava bastante no último passe. Na maioria das vezes, a construção das suas jogadas era feita pelas beiradas do campo, principalmente pela lateral esquerda. A insistência fez com que o jogo do Tricolor ficasse visado pelo adversário. Dono da melhor defesa do campeonato em números absolutos, o Furacão não demorou para anular as investidas da equipe do técnico Doriva. Ainda assim, talvez na esperança de uma reação na partida e na competição, os poucos torcedores que foram ao estádio aplaudiram a atuação do time no primeiro tempo.

 

A toada do duelo na etapa final foi bem parecida com a da primeira. Antes de o cronômetro chegar a dez minutos, o Santa Cruz já tinha assustado os paranaenses duas vezes: primeiro com Keno em um chute de Keno dado dentro da área e depois por um dado fora dele por Jadson, espalmado a escanteio por Weverton. Para os comandados do treinador Paulo Autuori, o empate parecia de bom tamanho. Morosidade e certo desleixo com o jogo que não eram aproveitados pelos mandantes, visivelmente nervosos com uma pressão que já começava a surgir nas arquibancadas do Arruda.

 


Comemoração mesmo só houve quando o aniversariante Renatinho foi acionado por Doriva. Se o ataque tricolor não funcionava no confronto, a defesa, pelo menos, esteve longe de sofrer a enxurrada de gols que sofreu nas duas últimas rodadas - sete ao todo. Não que sirva de alento. Até porque o sistema ofensivo do Atlético-PR é o terceiro pior do Brasileirão. O ataque não funcionou até os momentos finais. Aos 45, após cobrança de escanteio, Bruno Moraes decretou a vitória. Quarto gols nos últimos quatro jogos que participou. O “General” deu a sobrevida necessária para a torcida deixar o Arruda aos cânticos de “eu acredito”.

Santa Cruz
Tiago Cardoso, Léo Moura, Neris, Danny Morais e Allan Vieira (Wallyson); Uillian Correia, Jadson (Renatinho), João Paulo, Pisano (Arthur) e Keno; Bruno Moraes. Técnico: Doriva.

Atlético-PR
Weverton; Léo, Paulo André, Thiago Heleno e Nicolas; Otávio, Hernani (Renan Paulino), Pablo, Matheus Rossetto e Giovanny (Marcos Guilherme); Luan (André Lima); Técnico: Paulo Autuori.  

Local: Arruda (Recife-PE). Árbitro: Dewson Fernando Freitas da Silva (Fifa-PA). Assistentes: Hélcio Araújo Neves (PA) e Heronildo Freitas da Silva (PA). Gol: Bruno Moraes (45' do 2T). Cartões amarelos: Uillian Correia, João Paulo e Bruno Moraes (Santa Cruz); Léo, Luan, Pablo e André Lima (Atlético-PR). Público: 2.471. Renda: R$ 25.035,00.
 
DO SUPER ESPORTES PE 

 


.
 
 
 
eXTReMe Tracker