Página inicial
 
Mural de recados
24.05 | Antonio
Araújo pedindo 400,000 R$ pro Central !!! Isso é um absurdo, o cara jurou amor a ...
23.05 | Central de coraçao
Eu nao tou entendendo mais nada dessa direçao , a parceria com o las vegas foi d ...
23.05 | Ze ligado
Mas não é com esse ataque de nervos com azul que é um dos piores jogadores que ...
 
[Enviar] [Listar]
Esportes
Vídeos
CENTRAL de CARUARU
Clube Atlético do Porto
Sport Club do Recife
Santa Cruz Futebol Clube
Clube Náutico Capibaribe
Salgueiro Atlético Clube
Futebol Pernambucano
Futebol Nacional
Futebol Internacional
Opinião
Giros
Enquete
Não existe enquete no momento!
 
Publicidade
 
 
04/08/2016
08h59 | esportes - SÉRIE A 2016
SÉRIE A - Grêmio 0x0 Santa Cruz - Tricolor soma ponto precioso com empate
O Santa Cruz teve uma atuação alentadora após derrotas nas duas últimas rodadas da Série A. Na noite desta quinta-feira, em Porto Alegre, não se intimidou com o Grêmio, enfrentou o adversário de de igual para igual e teve chances de sair vitorioso em uma partida equilibrada. Mas o 0 a 0 persistiu no placar até o apito final. A uma rodada do término do primeiro turno do Brasileirão, apesar de ainda incrustado na zona de rebaixamento, o desempenho do Tricolor Pernambucano diante do time gaúcho lhe abre um horizonte mais promissor para sequência do campeonato.

Ao contrário do jogo contra o Atlético-MG, na rodada passada, o esquema 4-4-2 funcionou defensivamente no início da partida. Com um meio-campo mais povoado em relação à antiga formação no 4-2-3-1, o Santa Cruz mostrou consistência na marcação. Conforme pediu o técnico Milton Mendes durante a semana, o time foi menos retraído no ataque. Bem postado, até os primeiros 15 minutos, manteve até maior posse de bola e trocava passes no ataque mais do que o Grêmio. Tinha, no entanto, dificuldades para chutar em gol.
 
 A equipe gaúcha logo achou espaços e começou a envolver o Santa. Muitas brechas eram deixadas na entrada da área e os comandados do técnico Roger Machado resolveram arriscar chutes à longa distância. Sem êxito. Mas um sinal que o combate dos pernambucanos precisavam melhorar. Se baixou a guarda na defesa, a equipe visitante acabou sendo efetiva ofensivamente no fim do primeiro tempo ao encaixar contra-ataques. Grafite e Jadson poderiam ter inaugurado a contagem. Antes, a única finalização recifense havia sido de uma falta cobrada perto da meia-lua por Tiago Costa, ainda aos quatro minutos.

O Grêmio poderia ter feito 1 a 0 já aos oito do segundo tempo, quando Bolaños acertou uma bola na trave do Santa. No rebote, Negueba cabeceou, de peixinho, para fora e com a barra aberta. Milton Mendes mexeu no time. Mudou o esquema. Arthur entrou e devolvia, por vezes, o Santa ao 4-2-3-1. Os corais seguiram taticamente aplicados. A partir daí, foi uma bola na trave para cada lado. Douglas cabeceou na Tiago Cardoso. De falta, João Paulo acertou o travessão de Marcelo Grohe.

Marcado pelo equilíbrio, o confronto seguiu em aberto até o fim. Keno e Grafite, que estiveram em sintonia durante a partida, tiveram chances claras de fazer o gol da vitória coral. O zagueiro gremista Wallace Reis também teve logo na sequência. Prevaleceu a justiça e o empate, que era o mínimo que o Tricolor Pernambucano buscava na Arena do Grêmio, soou quase como uma vitória. 

Grêmio
Marcelo Grohe; Wallace Oliveira, Pedro Geromel, Wallace Reis e Marcelo Oliveira; Jaílson, Maicon, Negueba (Henrique Almeida), Douglas (Lincoln) e Pedro Rocha (Guilherme); Miller Bolaños. Técnico: Roger Machado.

Santa Cruz
Tiago Cardoso; Léo Moura, Neris, Danny Morais e Tiago Costa (Roberto); Derley, Jadson (Arthur), Danilo Pires e João Paulo; Keno e Grafite (Fernando Gabriel). Técnico: Milton Mendes.

Estádio: Arena do Grêmio (Porto Alegre-RS). Árbitro: Luiz Flávio de Oliveira (Fifa-SP). Assistentes: Tatiane Sacilotti dos Santos Camargo (Fifa-SP) e Alex Ang Ribeiro (SP). Cartões amarelos: Geromel (Grêmio); Danilo Pires, Jadson e Roberto (Santa Cruz). Público: 17.883. Renda: R$ 464.475,00.
 
DO SUPER ESPORTES PE 

.
 
 
 
eXTReMe Tracker