Página inicial
 
Mural de recados
22.06 | Paulo alvinegro
Pois é patativa também dei a viagem perdida não tinha ingresso nenhum na sede o ...
22.06 | Patativa
O central e seu amadorismo fui até o lacerdao nesta quinta feira comprar meu ing ...
22.06 | José
Boa tarde Warley, Se caso o central empatar essa partida, ele ta classificado ? ...
 
[Enviar] [Listar]
Esportes
Vídeos
CENTRAL de CARUARU
Clube Atlético do Porto
Sport Club do Recife
Santa Cruz Futebol Clube
Clube Náutico Capibaribe
Salgueiro Atlético Clube
Futebol Pernambucano
Futebol Nacional
Futebol Internacional
Opinião
Giros
Enquete
Não existe enquete no momento!
 
Publicidade
 
 
30/07/2016
13h14 | esportes - SÉRIE A 2016
SÉRIE A - Atlético/MG 3x0 Santa Cruz - Tricolor sofre derrota e volta à zona de rebaixamento
 
Fred; Luan; Robinho; Atlético-MG (Foto: Bruno Cantini/CAM)Atlético-MG se aproxima dos líderes do Brasileirão (Foto: Bruno Cantini/CAM)
 
O Santa Cruz precisava resistir, mas não foi páreo para a força do Atlético-MG. Neste sábado, no estádio Independência, o Tricolor foi derrotado por 3 a 0 e voltou à zona do rebaixamento, após duas rodadas fora dela. Um resultado que, tratado isoladamente, não seria motivo de alarde. Mas a situação coral, vindo de uma derrota em casa, faz com que o sinal de alerta volte a soar no Arruda.

O técnico Milton Mendes tinha a exata noção da importância da partida com o Atlético-MG. Vindo de uma derrota em casa para um adversário direto na briga contra o rebaixamento, o Santa Cruz precisava, pelo menos, segurar o adversário. E foi para isso que o treinador montou o seu time. Com quatro volantes, ficou claro que o primeiro objetivo do Tricolor era marcar e só depois sair para o jogo.

A estratégia se mostrou acertada. O Santa Cruz conseguiu segurar o ímpeto de um Atlético-MG montado bastante ofensivo. Marcava bem e não deixava o perigoso trio formado por Robinho, Lucas Pratto e Fred agir com liberdade. Mas um erro individual acabou mudando os rumos da partida. Uillian Correia foi pressionado e perdeu a bola no campo de defesa, pegando a zaga coral desprevenida. Fred recebeu e finalizou para a defesa de Tiago Cardoso. No rebote, Robinho não errou.

O gol destruiu a estratégia do Santa Cruz, que tentou sair um pouco mais para o jogo. Keno, como já está ficando previsível, era a principal arma, descendo pela esquerda. Os homens do meio, porém, não ajudavam. Danilo Pires e Jadson, jogadores de mais mobilidade, deveriam ajudar na criação, mas não conseguiam. Levemente superior, o Atlético-MG chegou a pressionar em busca do segundo gol, mas não deu muito trabalho para Tiago Cardoso.

Sem uma mudança de panorama no segundo tempo, Milton Mendes abriu um pouco mais o time, colocando Arthur na vaga de Danilo Pires. O Tricolor ensaiou uma melhora, mas não foi páreo para a qualidade dos jogadores do Altético-MG. Numa jogada muito bem trabalhada, Patric deixou de calcanhar para Fred, que finalizou para o gol. Desnorteado, o Santa Cruz estava envolvido pelo adversário. E não demorou para, em nova trama ofensiva, o Galo ampliar, com Luan, após drible desconcertante de Robinho em Luan.

Com o placar de 3 a 0, ficou impossível para o Santa Cruz reagir. O Tricolor tentava ir ao ataque, mas estava mais perto de sofrer mais um gol do que de fazer o seu. Com a entrada de Luan, o Atlético-MG ganhou em velocidade no setor ofensivo. Assim, quando tinha bola, acelerava e colocava a zaga coral em apuros. Uma justa vitória para o Galo, que contou com o erro de Uillian Correia, no primeiro tempo, para abrir o placar e passar a jogar mais tranquilo. Com a vantagem no placar, a qualidade do time mineiro falou mais alto.

Ficha do jogo

Atlético-MG
Victor; Carlos César (Patric), Leonardo Silva, Erazo e Fábio Santos; Rafael Carioca e Leandro Donizete; Maicosuel (Júnior Urso), Robinho e Lucas Pratto (Luan); Fred. Técnico: Marcelo Oliveira

Santa Cruz
Tiago Cardoso; Léo Moura, Luan Peres, Danny Morais e Tiago Costa; Uillian Correia, Danilo Pires (Arhur), Derley, Jadson (Lelê) e Keno; Grafite (Fernando Gabriel). Técnico: Milton Mendes.

Estádio: Independência (Belo Horizonte-MG). Árbitro: Dewson Fernando de Freitas da Sila (Fifa-PA). Assistentes: Márcio Gleidson Correia Dias (PA) e Hélcio Araújo Neves (PA). Gols: Robinho (aos 21 minutos do 1ºT), Fred (aos 21 minutos do 2ºT), Luan (aos 25 minutos do 2ºT). Cartões amarelos: Derley, Grafite, Uilliam Correia (SC) e Leandro Donizete (A). Público: 16.804. Renda:R$ 686.660.
 
DO SUPER ESPORTES PE 

.
 
 
 
eXTReMe Tracker