Página inicial
 
Mural de recados
23.06 | Antonio
Olha a quantidade de possíveis desfalques que o Central pode ter no jogo, é muit ...
23.06 | Danilo
http://sportv.globo.com/site/programas/ta-na-area/noticia/2017/06/empresario-ilu ...
23.06 | Duda
Eu acredito!!! Vamos meu Central, vamos sair dessa série D. Lícius tem feito o p ...
 
[Enviar] [Listar]
Esportes
Vídeos
CENTRAL de CARUARU
Clube Atlético do Porto
Sport Club do Recife
Santa Cruz Futebol Clube
Clube Náutico Capibaribe
Salgueiro Atlético Clube
Futebol Pernambucano
Futebol Nacional
Futebol Internacional
Opinião
Giros
Enquete
Não existe enquete no momento!
 
Publicidade
 
 
26/05/2016
10h19 | esportes - SANTA CRUZ
Maior investimento da história do Santa Cruz, Grafite mostra vitalidade e vira destaque da Série A
SANTA CRUZ
Quem achou que Grafite chegaria ao Santa Cruz em ritmo de fim de carreira se enganou. E muito. O fôlego, a técnica e a frieza aos 37 anos surpreendem. Após marcar dois gols em três partidas seguidas, totalizando seis nesta Série A, o camisa 23 é a cara de um Tricolor arrebatador. De um time que se transformou em vencedor desde a chegada do técnico Milton Mendes. Abocanhou dois títulos e tem sede de fazer mais história. Não quer, após dez anos, ser apenas um figurante na Série A. Nem o centroavante quer ser apenas mais um atleta nos seus últimos capítulos.

Quando Grafite aterrissou no Arruda sob os olhares de sete mil tricolores saudosos, no dia 1º de julho do ano passado, a magia se instalou no Arruda. Desde então, o atacante voltou a ser um gigante. Ajudou o time no acesso à Série A. Foi destaque nas conquistas do Campeonato Pernambucano e da Copa do Nordeste deste ano. Agora, é o melhor jogador da Série A nas três primeiras rodadas disputadas. São seis gols marcados. Dois em cada partida que esteve em campo.

Desde que voltou ao Santa Cruz, Grafite disputou 39 jogos e marcou 21 gols. No recorte desta temporada, em que chegou até ficar um mês sem marcar, são 24 partidas e 14 vezes em que foi às redes. Desempenho que justifica toda a mobilização inicial do clube para repatriar o atacante. Algo que começou com um encontro casual em um restaurante no Recife e virou o maior investimento da história do Tricolor em um atleta. Apesar de não ser revelado oficialmente, o clube gastou cerca de R$ 166 mil para o acordo que vence no próximo mês de junho. 

Grafite, agora, está muito perto de renovar com o Santa Cruz até o fim de 2017, onde deve se aposentar. Apesar de ter recebido uma proposta do Vasco e de sondagens de fora do país, o atacante escolheu o Recife, terra da sua esposa, para também viver com seus quatro filhos - todos tricolores. Escolheu também o Santa Cruz como seu time de coração. "Corre esse perigo quando a gente vive um momento como esse, é normal o assédio de outros clubes. Estamos bem encaminhados na conversa. O martelo está batido, mas ainda não assinamos. Temos a confiança do clube e do presidente, agora é seguir trabalhando para continuar nessa fase", disse.

Certa vez, quando ainda disputava a Série B, Grafite chegou a cravar que teria melhor desempenho na elite do Brasileirão. Fato que se consuma neste início na Primeira Divisão. "Independentemente do momento que esteja vivendo, já passei fases muito difíceis até mesmo aqui no Santa Cruz, mas sempre tive consciência do meu trabalho e da minha capacidade. Hoje estou bem fisicamente, tecnicamente e mentalmente. Acho que estou fazendo um bom trabalho."
 
DO SUPER ESPORTES PE 

.
 
 
 
eXTReMe Tracker