Página inicial
 
Mural de recados
21.08 | Israelito Almeida
Maravilhosa Graça! De longe fica difícil avaliar, somente com as informações ...
21.08 | MARCOS LEITE
FALAR EM TABELA DA SEGUNDONA VICTOR HUGO, PELA LEI TEM Q DIVULGAR 60 DIAS ANTES ...
21.08 | júnior
já pensou se não tivesse vaidade,e todos se unir-se como seria maravilhoso para ...
 
[Enviar] [Listar]
Esportes
Vídeos
CENTRAL de CARUARU
Clube Atlético do Porto
Sport Club do Recife
Santa Cruz Futebol Clube
Clube Náutico Capibaribe
Salgueiro Atlético Clube
Futebol Pernambucano
Futebol Nacional
Futebol Internacional
Opinião
Giros
Enquete
Não existe enquete no momento!
 
Publicidade
 
 
26/05/2016
00h42 | esportes - SÉRIE A 2016
SÉRIE A - Santa Cruz goleia Cruzeiro e segue líder da Série A: 4x1
Foi um jogo duro. Nele, em boa parte, o Santa Cruz acabou encurralado. Pressionado pelo Cruzeiro em boa parte do primeiro tempo. Mas existe uma estrela que carrega a camisa 23 nas costas. Existe um centroavante com lastro de Seleção Brasileira. Existe um artilheiro mais do que decisivo. Não é exagero afirmar que Grafite garante a liderança do Santa Cruz na Série A do Campeonato Brasileiro. Foi ele quem fez a defesa da Raposa se desfazer. Com um pênalti sofrido e convertido além de um golaço na etapa final, o atleta de incrível fôlego aos 37 anos marcou dois gols na vitória de 4 a 1, no Arruda, e chegou a seis tentos na competição. Com o atleta no topo da artilharia, o Tricolor agora soma sete pontos e acumula 17 jogos de invencibilidade na temporada.

Mas o começo de jogo apresentou uma dificuldade incomum para o Santa Cruz no Arruda. Atuando pela primeira vez no 4-3-3 e com as linhas muito próximas além de adiantadas, o Cruzeiro espremeu o time coral no campo de defesa. A pressão deixou a torcida apreensiva na medida em que a equipe também não conseguia trocar passes em velocidade para sair ao ataque. Uma importante característica sob o comando de Milton Mendes, portanto, estava desfeita. 

Assim, só aos 13 minutos, foi que o Santa Cruz arriscou o primeiro chute. Mas ele passou por cima da meta após a tentativa de Keno. O jogo continuava muito perigoso. A torcida estava em silêncio. Mas, em um lance de sorte e talento, o artilheiro Grafite comprovou a sua grande fase. Aos 18 minutos, aproveitou uma falha do zagueiro Bruno Viana e invadiu área com uma incrível velocidade até que foi derrubado por Fábio. Na cobrança do pênalti, foi preciso com um chute no canto esquerdo para abrir o placar.
 
O tempo mostrou, contudo, que o gol foi fruto de um golpe isolado. Afinal, o Cruzeiro continuou a pressionar o Santa Cruz. Visivelmente incomodado na área técnica, então, Milton Mendes resolveu sacar Fernando Gabriel logo aos 25 minutos. Apostou na volta de João Paulo para uma dupla função. Marcar as subidas de Ariel Cabral e melhorar a saída de jogo. Mas, de cara, os sustos foram se multiplicando. O primeiro tempo terminou com a Raposa perdendo quatro oportunidades e Tiago Cardoso, mais uma vez, salvando.

Segundo tempo 
Com a intenção de estancar as subidas do rival, Milton Mendes voltou para a etapa final com uma mudança tática. João Paulo voltou a ser volante e Alex Bolaño acabou mais adiantado para a armação. Nos primeiros minutos, contudo, o Cruzeiro voltou a se impor. Após Willians parar em Tiago Cardoso, a equipe celeste teve uma falta cobrada com maestria por De Arrascaeta. Era o justo empate da Raposa, aos sete minutos.

De cara, o treinador decidiu desfazer a proposta inicial e apostou em Wallyson na vaga de Bolaño. O time coral, enfim, passou a igualar a partida. Até que, mais uma vez, Grafite brilhou. Novamente aos 19 minutos, ele girou em cima da marcação de Bruno Rodrigo e tocou por cima de Fábio. Um golaço. Com o adversário abatido, o Tricolor começou a funcionar com mais perigo no ataque. Aos 31, foi a vez de Keno coloca bola na cabeça de Arthur para ampliar o marcador. No fim, aos 44 e com o Cruzeiro já entregue, Keno aproveitou contra-ataque e chutou na saída de Fábio para garantir a segunda goleada por 4 a 1 no Arruda nesta Série A. 

Ficha do jogo

Santa Cruz 4
Tiago Cardoso; Léo Moura (Leandrinho, aos 37min do 2T), Danny Morais, Neris e Tiago Costa; Alex Bolaño (Wallyson, aos 10min do 2T) e Uillian Correia; Arthur, Fernando Gabriel (João Paulo, aos 25min do 1T) e Keno; Grafite. Técnico: Milton Mendes

Cruzeiro 1
Fábio; Lucas (Pisano), Bruno Viana, Bruno Rodrigo e Sánchez Miño; Henrique, Bruno Ramires e Ariel Cabral (Alex); De Arrascaeta (Douglas Coutinho), Elber e Willian. Técnico: Paulo Bento

Local: estádio do Arruda (Recife). Árbitro: Marielson Alves Silva (BA). Assistentes: Cristhian Passos Sorence (GO) e Leone Carvalho Rocha (GO). Gols: Grafite (aos 19min do 1T e aos 19min do 2T); De Arrascaeta (aos 7min do 2T); Arthur (aos 31min do 2T), Keno (aos 44min do 2T). Cartões amarelos: Fábio, Bruno Ramires, Bruno Rodrigo (C); Tiago Costa, Léo Moura (S). Público: 16.331 pessoas. Renda: R$ 257.225,00.
 
DO SUPER ESPORTES PE 
 
 Treinador parabenizou atletas pela vitória. Foto: Diego Nigro/JC Imagem

Foto: Diego Nigro/JC Imagem


.
 
 
 
eXTReMe Tracker