Página inicial
 
Mural de recados
26.06 | Gustavo
Muita gente acha que a soluçao pra o central é subir pra serie C,so que nao adia ...
26.06 | A verdade nua e crua!
Vi aqui alguns comentários sobre se gastar R$ 500 mil em uma atração do São João ...
26.06 | beto
CENTRAL DEVIA ERA ACABAR DEMOLIR E NIGUEM NUNCA MAIS LEMBRA QUE EXISTIU ESSE LIX ...
 
[Enviar] [Listar]
Esportes
Vídeos
CENTRAL de CARUARU
Clube Atlético do Porto
Sport Club do Recife
Santa Cruz Futebol Clube
Clube Náutico Capibaribe
Salgueiro Atlético Clube
Futebol Pernambucano
Futebol Nacional
Futebol Internacional
Opinião
Giros
Enquete
Não existe enquete no momento!
 
Publicidade
 
 
12/04/2016
15h38 | esportes - SANTA CRUZ
SANTA CRUZ > Grafite vive jejum de 47 dias sem marcar gol
A importância de Grafite ao Santa Cruz é incontestável. Seja taticamente, dentro de campo, e também fora dele, como uma das mais fortes lideranças do grupo coral. O atacante, porém, vive um “jejum” que, notadamente, o incomoda. Há mais de um mês não encontra o caminho das redes. São exatamente 47 dias sem marcar, passando em branco nos seus sete últimos jogos. Nesta sua terceira passagem pelo clube, nunca passou tanto tempo em abstinência de gols. Às vésperas das semifinais da Copa do Nordeste e do Campeonato Pernambucano, o Tricolor precisa que o camisa 23 volte também a colocar a a bola para dentro das metas adversárias.

Apesar do “jejum”, Grafite é o vice-artilheiro do Santa Cruz na temporada 2016, com quatro gols - dois atrás de Keno. O último deles foi ainda no empate, por 1 a 1, com a Juazeirense-BA, no dia 24 de fevereiro, no Arruda - pelo Nordestão. Antes mesmo do clássico contra o Sport pelo Estadual, quando voltava a ser acionado após veto dos dois jogos anteriores por causa de lesão na coxa esquerda, o atacante já havia relatado o desconforto com a sua falta de acerto nas finalizações. “Espero voltar a marcar. Até porque faz um tempo que não marco, faz mais de um mês. Seria importante para ganhar confiança.”

Embora não goste de fazer análises individuais dos seus jogadores e prefira sempre ater-se ao jogo coletivo, o técnico Milton Mendes não se apegou à falta de gols do centroavante. Em poucas palavras, preferiu exaltá-lo. Não à toa. No clássico contra o Sport, o experiente atleta deu assistência para o único gol coral no empate em 1 a 1, no Arruda, no último domingo. “O Grafite, na sua forma de trabalhar, abrindo espaços, deu o passe para gol do Keno”, lembrou o treinador.

No Clássico das Emoções, Grafite, contudo, também desperdiçou chances claras de gols. “Tem dias que a finalização não sai do jeito que você quer. Tenho que finalizar melhor e eu sei que posso fazer isso”, reconheceu ainda no gramado ao término do jogo, sem esconder o incômodo. Afinal, neste seu retorno ao Santa não passou tanto tempo em “jejum”. Na campanha da Série B de 2015, chegou a ficar 18 dias sem gols, três jogos - mas precisando cumprir uma suspensão na segunda partida desta sequência. Depois, passou 38 dias sem balançar as redes, mas porque permaneceu cinco jogos machucado na panturrilha esquerda.

Gol contra
A participação de Grafite no confronto com o Sport ainda contou com um gol contra do centroavante. “Infelicidade”, segundo definição do próprio Milton Mendes. Para o jogador, uma jogada casuística. “Eu nunca tinha marcado um gol contra. Era meu maior medo. Agora é ter paciência. São coisas do futebol. E tenho que voltar a marcar gols”, pontuou o atacante.

Grafite em 2016
12 Jogos/ 12 Como titular/4 Gols/990 Minutos em campo

Os "jejuns" de Grafite em 2015

3 jogos (18 dias)
Paraná 3 x 2 Santa Cruz
Santa Cruz 2 x 1 América-MG - suspenso
ABC 1 x 1 Santa Cruz 

5 jogos (38 dias)
Santa Cruz 1 x 3 Náutico - lesão
Atletico-GO 0 x 0 Santa Cruz - lesão
Santa Cruz 2 x 0 Criciúma - lesão
Bahia 1 x 2 Santa Cruz - lesão
Santa Cruz 3 x 1 Oeste - lesão
 
DO SUPER ESPORTES PE 

.
 
 
 
eXTReMe Tracker