Página inicial
 
Mural de recados
21.08 | Israelito Almeida
Maravilhosa Graça! De longe fica difícil avaliar, somente com as informações ...
21.08 | MARCOS LEITE
FALAR EM TABELA DA SEGUNDONA VICTOR HUGO, PELA LEI TEM Q DIVULGAR 60 DIAS ANTES ...
21.08 | júnior
já pensou se não tivesse vaidade,e todos se unir-se como seria maravilhoso para ...
 
[Enviar] [Listar]
Esportes
Vídeos
CENTRAL de CARUARU
Clube Atlético do Porto
Sport Club do Recife
Santa Cruz Futebol Clube
Clube Náutico Capibaribe
Salgueiro Atlético Clube
Futebol Pernambucano
Futebol Nacional
Futebol Internacional
Opinião
Giros
Enquete
Não existe enquete no momento!
 
Publicidade
 
 
13/02/2016
23h05 | esportes - COPA DO NORDESTE
COPA DO NORDESTE - Santa Cruz 0x1 Bahia - Tricolor estreia com derrota na competição
No futebol, por vezes, discute-se a justiça de um resultado. É justo o time que domina a partida, controla a posse de bola e cria mais oportunidades ficar atrás no marcador? Para a torcida do Santa Cruz, pelo que sua equipe criou, principalmente, na primeira etapa contra o Bahia, a resposta é não. Embora longe de uma grande exibição, a derrota para o tricolor baiano deu ao torcedor coral a sensação de injustiça. Entretanto, futebol é um jogo de eficácia, que nem sempre premia quem tem mais a bola, mas sim aquele que consegue balançar as redes. O Bahia encontrou o seu gol por intermédio de Juninho e deixa o Arruda com a vitória no clássico de tricolores na abertura do grupo C da Copa do Nordeste.

Com a bola nos pés, os corais controlavam as ações do confronto e chegavam com frequência à área baiana. João Paulo com seus passes precisos e Grafite, enquanto esteve em campo - já que saiu aos 34 minutos com um corte na cabeça -, fazendo bem o pivô e com sua movimentação para criar linhas de passes nas alas, municiavam o ataque dos donos da casa. Ofensivas que esbarravam, entretanto, em um atuação segura do goleiro Marcelo Lomba. Com, pelo menos, três grandes intervenções, o guardião do Tricolor de Aço conseguiu manter a sua meta intacta. Fazendo, portanto, justiça ao que ele apresentou em campo.
 
 Justo, também, foi Juninho ter sido recompensado pela jogada que ele mesmo iniciou e concluiu aos 20 minutos. O meia do Bahia aproveitou as brechas deixadas pela marcação individual coral, tabelou com Brocador, progrediu em campo e bateu, de fora da área e com categoria, no canto direito de Tiago Cardoso, que nada pôde fazer. Lance que marcou a vantagem do Bahia ao intervalo. Que poderia até ter sido maior, caso Brocador não tivesse tremido ao ver o arqueiro coral se agigantar à sua frente no último lance da etapa inicial.

Lá e cá
Atrás no marcador, o Santa Cruz se lançou ainda mais ao ataque na segunda etapa. A equipe baiana se resguardava em seu setor defensivo, à espera do erro coral para explorar os contragolpes em velocidade, especialmente nas costas dos defensores do tricolor pernambucano. Foi assim que Brocador quase ampliou aos oito minutos, mandando a bola no travessão.

O confronto ganhou em emoção, com oportunidades dos dois lados. Como aos 15 minutos, em um lance que o Santa Cruz foi prejudicado. Hayner cometeu pênalti sobre Allan Vieira, mas o árbitro assinalou apenas a falta. Os corais ainda marcaram o empate na sequência, mas foi assinalado impedimento de Alemão. 

Enquanto o Bahia seguia assustando esporadicamente nos contra-ataques, o Santa Cruz mantinha a bola no chão e atacava em progressão. Mas, foi novamente de bola parada que voltaria a criar perigo: Alemão, de cabeça, após escanteio, mandou no travessão. E o placar ficou Santa Cruz 0 a 1 Bahia.

Ficha do jogo

Santa Cruz 0
Tiago Cardoso; Vitor, Alemão, Danny Morais e Allan Vieira; Wellington Cézar, Dedé (Raniel) e João Paulo; Wallyson, Grafite (Bruno Moraes) e Lelê (Keno). Técnico: Marcelo Martelotte.

Bahia 1
Marcelo Lomba; Hayner, Éder, Gustavo (Robson) e João Paulo (Yuri); Feijão, Danilo Pires e Juninho; Luisinho, Hernane Brocador e Edgar Junio (Zé Roberto). Técnico: Doriva.

Local: estádio do Arruda (Recife). Árbitro: Charles Hebert Cavalcante Ferreria (AL). Assistentes: Esdras Mariano de Lima Albuquerque e Maxwell Rocha da Silva (ambos de AL). Gols: Juninho (Bahia). Cartões amarelos: Gustavo, Hernane Brocador, Hayner, João Paulo, Zé Roberto (Bahia); Wellington Cézar, Vitor (Santa). Público e Renda: não divulgados.
 
DO SUPER ESPORTES PE 

.
 
 
 
eXTReMe Tracker