Página inicial
 
Mural de recados
19.08 | MARCOS LEITE
EU SÓ ESPERO Q O CANDIDATO VENCEDOR, TEM UM GRUPO DO PATRIMONIO, CENTRAL TÁ PRA ...
18.08 | Patativa
Com certeza essa chapa de Clóvis Lucena irá vencer,a outra só tem liso sem futur ...
18.08 | MARCOS LEITE
NA ELEIÇÃO DO CENTRAL, TEM QUANTOS CANDIDATOS A PRESIDENTE? EIS A QUESTÃO PROCUR ...
 
[Enviar] [Listar]
Esportes
Vídeos
CENTRAL de CARUARU
Clube Atlético do Porto
Sport Club do Recife
Santa Cruz Futebol Clube
Clube Náutico Capibaribe
Salgueiro Atlético Clube
Futebol Pernambucano
Futebol Nacional
Futebol Internacional
Opinião
Giros
Enquete
Não existe enquete no momento!
 
Publicidade
 
 
27/11/2015
23h31 | esportes - SÉRIE B
SÉRIE B: Santa Cruz 3x1 Vitória/BA - Tricolor é vice-campeão
Mantendo a seriedade durante grande parte do jogo o Santa Cruz foi superior e venceu o Vitória por 3×1 na tarde deste sábado (28), numa tarde festiva no Arruda. O resultado deixou os corais com o vice-campeonato da Série B com 67 pontos. Com isso, aumenta a chance de herdar uma das vagas para a Copa Sul-Americana 2016.

O primeiro tempo desenrolou-se como um jogo típico de dois times que não têm grandes responsabilidades. Claro que ninguém estava em campo para brincar, mas se matar para evitar que o adversário jogasse, também não. E não pensem que isso foi ruim. Houve mais espaço dos dois lados. O lado ruim dessa moeda é que a concentração foge um pouco e em lances cruciais fez falta.

Um prova disso foram os quatro impedimentos seguidos do atacante Lelê e uma chance incrível perdida por Grafite. O camisa 23 passou pelo goleiro mas na hora de empurrar para o gol mandou fraquinho, dando condição a Ramon que entrasse de carrinho para afastar a bola a poucos centímetros da linha fatal.

Depois desses 25 minutos fora do ar, o Santa Cruz entrou no jogo. A linha defensiva diminuiu o espaço nas costas do meio de campo e o Vitória perdeu a posse de bola. O bombardeio começou e se antes o problema era o próprio Santa, agora passou a ser o goleiro Fernando Miguel, crucial em duas jogadas com Vítor e uma com Grafite. Tiago Cardoso apareceu bem num chute de pé trocado de Diego Renan no começo do jogo.

De tanto insistir, o Tricolro foi premiado aos 39 minutos. Daniel Costa bateu escanteio da direita e Allan Vieira cabeceou para o chão. Fernando Miguel cometeu o primeiro erro. E foi fatal: deu um tapa para cima e ajudou a bola a entrar.

O segundo tempo começou como o primeiro terminou: com gol do Santa. E novamente com Daniel Costa batendo escanteio. Desta vez ele mandou bem fechado e na tentativa de cortar, Ramon tirou do alcance de seu próprio goleiro para marcar contra. Mesmo assim, a arbitragem deu o gol para o camisa 8 do Santa Cruz.

Apesar da vantagem de dois gols tão cedo, o Tricolor não abriu mão de buscar mais gols, sempre usando a velocidade pelos lados do campo. Mais pelo lado direito, onde Luisinho conseguia se posicionar atrás da linha de defesa baiana sem antecipar o lançamento. Faltou apenas fazer a bola chegar em Grafite. Os zagueiros do Vitória levaram vantagem na maioria das jogadas.

As entradas de Rafaelson e Gabriel deixaram o Vitória com mais qualidade na hora de sair para o ataque. Essa frequência com que rondou a área pernambucana terminou rendendo gol aos 36 minutos. Vander livrou-se de Alemão e acertou um belo chute no ângulo esquerdo.

Ainda houve tempo para o último do Santa. Raniel, recém-ingresso na partida, avançou pela direita e foi derrubado por Guilherme Mattis. Pênalti. Bruno Moraes foi para a cobrança e assinou o 3×1.

Ficha do jogo:

Santa Cruz: Tiago Cardoso; Vítor, Danny Morais, Alemão e Allan Vieira; Wellington Cézar, João Paulo e Daniel Costa (Renatinho); Luisinho, Grafite (Bruno Moraes) e Lelê. Técnico: Marcelo Martelotte.

Vitória: Fernando Miguel, Diogo Mateus, Guilherme Mattis, Ramon e Diego Renan; Amaral, Marcelo (José Uelison), Flávio (Gabriel) e Yan (Rafaelson); Vander e Nickson. Técnico: Vagner Mancini.

Local: Arruda. Árbitro: Jose Claudio Rocha Filho (SP). Assistentes: Marcelo Carvalho Van Gasse (SP) e Ubiratan Bruno Viana (RN). Gols: Allan Vieira, aos 39 do primeiro tempo. Daniel Costa, aos quatro; Vander, aos 36 do segundo. Cartões amarelos: Amaral.
 
Do Blog do Torcedor 

.
 
 
 
eXTReMe Tracker