Página inicial
 
Mural de recados
19.10 | Antonio do Salgado
Respondento a Paulo. Meu chefe a diretoria é nova no clube, mais os funcionár ...
18.10 | MARCOS LEITE
É VERDADE PAULO RICARDO, DIRETORIA VAI ARRUMAR A KSA, ISSO NÃO PODE SER FEITO DA ...
18.10 | Paulo R
! Antônio, amigo a nova diretoria só faz 15 dias que assumiu o club e vc pergunt ...
 
[Enviar] [Listar]
Esportes
Vídeos
CENTRAL de CARUARU
Clube Atlético do Porto
Sport Club do Recife
Santa Cruz Futebol Clube
Clube Náutico Capibaribe
Salgueiro Atlético Clube
Futebol Pernambucano
Futebol Nacional
Futebol Internacional
Opinião
Giros
Enquete
Não existe enquete no momento!
 
Publicidade
 
 
07/11/2015
10h24 | esportes - SÉRIE B
SÉRIE B: Na raça, Santa Cruz vence o Bahia de virada por 2x1 e segue vivo em busca do acesso à Série A
Um jogo com todos os ingredientes de uma grande decisão. Nervosismo, pressão, catimba e gols. Ninguém podia perder. E, por isso mesmo, Bahia e Santa Cruz fizeram uma partida eletrizante na Arena Fonte Nova. Os pernambucanos mostraram uma força de superação enorme. Mesmo saindo em desvantagem no placar foram buscar a virada. Kieza abriu o placar para os baianos. Danny Moraes deixou tudo igual para os pernambucanos. E Bruno Moraes fez o gol da virada. Na próxima rodada, o Bahia volta a jogar na Fonte Nova. Vai enfrentar o ABC. Já o Santa Cruz enfrenta o Oeste, no Arruda.

Com uma postura bem definida, marcando na saída de bola do adversário, a equipe coral Cruz surpreendeu ao não esperar o Bahia em seu campo de defesa. O time pernambucano utilizava os lados do campo para criar as principais jogadas ofensivas com Lelê e Luisinho. Referência na área, Grafite, que voltou de lesão, se esforçava ao máximo, mas era nítida a falta de ritmo de jogo.

Mesmo assim, o Santa construiu as melhores chances da etapa inicial. E, em todas, Luisinho foi o grande protagonista. Negativamente. O atacante não acertava absolutamente nada. A exceção foi, aos 12 minutos, quando deu um passe para João Paulo finalizar fraco e nos braços do goleiro Douglas. Aos 20, Luisinho perdeu o gol mais feito da etapa inicial. Lelê achou Grafite na área. O atacante dominou, mas chutou prensado com o zagueiro adversário. A bola sobrou limpa para Luisinho. Ele, com a barra escancarada, acabou chutando forte, de primeira, para fora.

O Santa Cruz ainda iria pagar muito caro pelo gol perdido. O Bahia cresceu no jogo e passou a dominar o meio-campo. Porém, não achava espaço para finalizar. As principais chances criadas eram em bolas aéreas ou chutes de longa distância. Chegou até a marcar um gol, mas Kieza estava em posição irregular. Aos 27 minutos, Tiago Cardoso fez um milagre ao defender uma cobrança de falta de Souza.

Pênalti
Na etapa final, o esperado aconteceu. O Tricolor baiano voltou pressionando os pernambucanos. E, logo de cara, aos 4 minutos, o árbitro goiano André Luiz de Freitas marcou pênalti, depois que a bola tocou no braço de Vitor, que estava caído na área. Souza foi para a cobrança. O chute foi na trave. No rebote, a zaga coral colocou para escanteio. Em seguida, na cobrança, Gabriel cabeceou, Tiago Cardoso deu rebote e Kieza estufou a rede do Santa Cruz.

Em desvantagem, Marcelo Martelotte colocou Raniel no lugar de Lelê, que saiu irritado. O resultado não ajudava em nada a equipe coral. E o Santa Cruz foi para o ataque. Aos 21 minutos, depois de cobrança de escanteio de João Paulo, Danny Moraes cabeceou certeiro para deixar o placar igual. 1 a 1.

Virada
O jogo ficou completamente aberto e as duas equipes revezavam as chances de virar o jogo. Porém, o Santa Cruz foi mais competente. Aos 38 minutos, em jogada pelo lado esquerdo, João Paulo cruzou na área, Luisinho errou o chute, mas a bola sobrou para Bruno Moraes. O atacante, que tinha acabado de entrar na vaga de Grafite, dominou e chutou alto para fazer o gol da vitória pernambucana.

Ficha do Jogo

 

Bahia 1

Douglas Pires; Cicinho, Gabriel, Gustavo e Juninho; Paulinho Dias, Souza (Gustavo Blanco), Eduardo e Rômulo; Maxi (Zé Roberto) e Kieza. Técnico: Charles Fabian

Santa Cruz 2
Tiago Cardoso; Vitor (Neris), Alemão, Danny Moraes e Allan Vieira; Wellington Cézar, Bileu e João Paulo; Lelê (Raniel), Luisinho e Grafite (Bruno Moraes). Técnico: Marcelo Martelotte.

Estádio: Arena Fonte Nova (Salvador-BA). Árbitro: André Luiz de Freitas Castro (GO). Assistentes: Cristhian Sorence (GO) e Jesmar Benedito (GO). Gols: Kieza (6' do 2T) (BAH); Danny Moraes (21' do 2T) e Bruno Moraes (38' do 2T) (SCZ). Cartões Amarelos: Rômulo, Juninho (BAH); Bileu, João Paulo, vitor e Lelê (SCZ). Público: 29.965. Renda: R$ 913.825,00

 

Do Super Esportes 
 
 (Foto: Antônio Carneiro / Pernambuco Press)

.
 
 
 
eXTReMe Tracker