Página inicial
 
Mural de recados
27.04 | Givaldo
Esse tal de Patativa devia mudar o nome para Urubu, esse desgraçado só faz corta ...
27.04 | Patativa
Meu Deus isso foi mostrado e um gramado ou um chiqueiro ...
26.04 | MARCOS LEITE
O CENTRAL PERDEU VÁRIOS BONS JOGAGORES Q DISPUTARAM O PERNAMBUCACNO DESSE ANO, A ...
 
[Enviar] [Listar]
Esportes
Vídeos
CENTRAL de CARUARU
Clube Atlético do Porto
Sport Club do Recife
Santa Cruz Futebol Clube
Clube Náutico Capibaribe
Salgueiro Atlético Clube
Futebol Pernambucano
Futebol Nacional
Futebol Internacional
Opinião
Giros
Enquete
Não existe enquete no momento!
 
Publicidade
 
 
24/10/2015
08h00 | esportes - SÉRIE B
SÉRIE B -> Santa Cruz empata com Atlético-GO e termina a rodada a cinco pontos do G4 da Série B
Na 30ª rodada, o Santa Cruz estava no G4. Na 31ª, saiu e ficou a três pontos. Na 32ª, viu a o sonho do acesso ficar mais distante. Contra o Atlético-GO, no Serra Dourada, a missão tricolor era vencer para recuperar-se da derrota no Clássico das Emoções. Manter em três pontos a distância para o G4. Não conseguiu. O empate em 0 a 0 complicou as pretensões corais. O G4 está fora do alcance imediato.

Contra o Atlético-GO, o Santa Cruz fez um jogo aberto, dando prioridade aos lances pelas alas. As investidas, porém, não resultaram em perigo. Faltou a conclusão. Nas raras vezes em que ocorreu, faltou qualidade, como aos 10 minutos, quando Anderson Aquino finalizou um cruzamento da direita muito longe do gol.

O principal articulador do ataque coral no primeiro tempo foi Lelê. Acionado especialmente nos contra-ataques, ele tentou dar velocidade ao time. Fez ainda boas inversões para tentar surpreender o Atlético-GO. Por duas vezes, levantou a bola para Vitor, que passava por trás da marcação. Na primeira, aos 28, o lateral não conseguiu alcançar a bola. Na segunda, a defesa conseguiu afastar.

Segundo tempo
O jogo que era aberto ganhou em velocidade no segundo tempo. E as chances de gol ficaram mais claras. Logo aos cinco minutos, o Atlético-GO quase abriu o placar. Após uma bola levantada em sua área, cobrança de falta tricolor, armou um contra-ataque. Júnior Viçosa foi lançado. Em velocidade, foi até a linha de fundo, sem marcação, e cruzou para Anderson Leite. Livre de marcação, cara a cara com Tiago Cardoso, ele cabeceou para fora.

A resposta tricolor veio aos nove minutos. Como não poderia deixar de ser, um cruzamento na área, desta vez do lateral esquerdo Marlon. Rasante. Luisinho ainda se atirou na bola, mas não alcançou. O lance aconteceu aos 9 minutos. Naturalmente, com o passar do tempo, a partida voltou ao ritmo do primeiro tempo. Mais cadenciada, mas ainda com as equipes buscando as laterais para construir as jogadas.

Sem repetir o bom desempenho de Lelê na esquerda, Luisinho teve uma boa chance de colocar o Santa Cruz à frente no placar aos 21 minutos do segundo tempo. Recebeu um excelente lançamento de Raniel na direita. Livre de marcação, avançou. Preferiu não partir para a finalização, mas cruzar para Anderson Aquino, que fechava no meio. Opção certa, toque errado, ataque desperdiçado.

Último lance
O empate teve gosto de derrota para o Santa Cruz. Mas poderia ter sido pior. No último lance do jogo, o Atlético-GO teve a sua segunda melhor oportunidade na partida. Aos 47, William arriscou de fora da área. Tiago Cardoso desviou a bola o suficiente para ela não entrar. 

FICHA DO JOGO

ATLÉTICO-GO
Márcio; Éder Sciola (Bruno Moura - 31 do 2ºT), Marcus Winícius, Samuel e Eron; Pedro Bambu, Anderson Leite, Jorginho (Jeancarlo - 36' do 2ºT) e Willie; Arthur e Júnior Viçosa (Juninho - 22' do 2ºT). Técnico: Gilberto Pereira.

SANTA CRUZ
Tiago Cardoso; Vitor, Alemão, Danny Morais e Marlon; Wellington, João Paulo, Daniel Costa (Raniel - 17' do 2ºT), Lelê (Bruninho - 38' do 2ºT) e Luisinho; Anderson Aquino (Bruno Moraes - 22' do 2ºT). Técnico: Marcelo Martelotte.

Estádio: Serra Dourada (Goiânia-GO). Árbitro: Daniel Nobre Bins (RS). Assistentes: Jorge Eduardo Bernardi (RS) Elio Nepomuceno de Andrade Júnior (RS).
 
Do Super Esportes 


.
 
 
 
eXTReMe Tracker