Página inicial
 
Mural de recados
27.04 | Givaldo
Esse tal de Patativa devia mudar o nome para Urubu, esse desgraçado só faz corta ...
27.04 | Patativa
Meu Deus isso foi mostrado e um gramado ou um chiqueiro ...
26.04 | MARCOS LEITE
O CENTRAL PERDEU VÁRIOS BONS JOGAGORES Q DISPUTARAM O PERNAMBUCACNO DESSE ANO, A ...
 
[Enviar] [Listar]
Esportes
Vídeos
CENTRAL de CARUARU
Clube Atlético do Porto
Sport Club do Recife
Santa Cruz Futebol Clube
Clube Náutico Capibaribe
Salgueiro Atlético Clube
Futebol Pernambucano
Futebol Nacional
Futebol Internacional
Opinião
Giros
Enquete
Não existe enquete no momento!
 
Publicidade
 
 
01/09/2015
06h15 | esportes - SÉRIE B
SÉRIE B: Santa Cruz vence o América-MG por 2x1 e encosta no G-4
Oferecimento: Caruaru Factoring
Jogo no Arruda é cada vez mais sinônimo de vitória do Santa Cruz. Na noite desta terça-feira, não foi diferente. O Tricolor derrotou o América-MG por 2 a 1, manteve o 100% de aproveitamento em casa sob o comando do técnico Marcelo Martelotte e voltou a encostar no G4 da Série B do Brasileiro. O resultado foi construído, justamente, pela dupla reserva que precisou substituir os titulares Grafite e Anderson Aquino - suspensos. Luisinho fez o primeiro. O adversário mineiro ainda empatou a partida, mas Bruno Moraes decretou a vitória coral.  

O Santa Cruz entrou em campo com mudança em todos os setores. Alemão relegou Danny Morais à reserva. A zaga, diga-se, melhorou sensivelmente. De volta da automática, o volante Wellington voltou ao time e ocupou o posto de Marcílio. Se o meio-campo perdeu mobilidade, ganhou no combate. Ainda assim, o América-MG conseguiu criar e ameaçou abrir o placar por duas vezes no primeiro tempo. As mudanças do ataque, porém, eram as mais temidas. Sem Aquino e Grafite, Martelotte escolheu iniciar o jogo com Lusinho e Bruno Moraes. O primeiro mostrou-se sempre oscilante quando acionado. O segundo foi titular pela primeira vez depois de ter atuado parte do jogo contra o Oeste - há seis rodadas. Incógnitas.

À princípio, parecia que nada daria certo para a dupla. As investidas de Luisinho pela ponta direita eram vãs. Nenhuma jogada individual do meia-atacante dava certo. Chegou a escorregar em tentativas de dribles. Era facilmente anulado pela marcação. Bruno, por sua vez, se mantinha isolado. Nas raras vezes que participava dos lances, também terminava desarmado. Aos 23 minutos, a história deles começaria a mudar. Depois de cruzamento na área de Lelê, Bruno Moraes cabeceou na trave, mas a bola sobrou limpa para Luisinho, que fez 1 a 0. Os dois, ressalte-se, estavam em posição irregular. Pouco importava para quem precisava de todo jeito quebrar o gelo da desconfiança.

Ambos não jogaram um primor de futebol. Longe disso. Luisinho e Bruno Moraes seguiram com atuações medianas. Burocráticos para construir algo produtivo. Numa brecha dada pela defesa coral aos 20 da etapa final, o Coelho se aproveitou. Mancini cruzou para Tony, que empatou para a equipe de Givanildo Oliveira. Era por mais uma bola que o Santa jogava. Após outro cruzamento, agora de Marlon, Bruno Moraes foi decisivo de novo. Cabeceou para redes e selou o triunfo coral.

Ficha do jogo
 
Santa Cruz 2
Tiago Cardoso; Vitor, Alemão, Neris e Marlon (Diego Sacomam); Wellington, Moradei, João Paulo (Daniel Costa), Lelê (Renatinho) e Luisinho; Bruno Moraes. Técnico: Marcelo Martelotte.

América-MG 1
João Ricardo; Robertinho, Wesley Matos, Anderson Conceição e Raul; Rodrigo Souza, Leandro Guerreiro, Tony, Mancini (Cristiano) e Marcelo Toscano; Richarlison (Felipe Amorim). Técnico: Givanildo Oliveira.

Estádio: Arruda (Recife-PE). Árbitro: Vinícius Furlan (SP). Assistentes: Daniel Paulo Ziolli (Fifa-SP) e Fábio Rogério Baesteiro (SP). Gols: Luisinho (23' do 1T, Santa); Tony (20' do 2T, América-MG) e Bruno Moraes (28' do 2T, Santa). Cartões amarelos: Alemão (Santa Cruz); Raul e Mancini (América-MG). Público: 8.532. Renda: R$ 106.155,00.
 
Do Super Esportes 


.
 
 
 
eXTReMe Tracker