Página inicial
 
Mural de recados
20.08 | Jose Helio Pessoa
Bom dia centralinos, surge uma esperança na história do nosso querido Central de ...
19.08 | Gustavo
O Atletico do Acre conseguio o acesso pra serie C com uma folha salarial de 60 m ...
19.08 | Antonio do Salgado
Com certeza ja deram um ninha em Airton Junior, e sobre a outra chapa kd o Alexa ...
 
[Enviar] [Listar]
Esportes
Vídeos
CENTRAL de CARUARU
Clube Atlético do Porto
Sport Club do Recife
Santa Cruz Futebol Clube
Clube Náutico Capibaribe
Salgueiro Atlético Clube
Futebol Pernambucano
Futebol Nacional
Futebol Internacional
Opinião
Giros
Enquete
Não existe enquete no momento!
 
Publicidade
 
 
02/06/2015
07h59 | esportes - SÉRIE B
SÉRIE B -> Santa Cruz perde para o Paysandu em Belém por 2x1
CLIQUE E CONFIRA.
Não adiantou trocar peças. Não adiantou mudar a formação do time. Não adiantou Ricardinho promover mais um treino fechado antes de jogo. O Santa Cruz seguiu o mesmo de sempre nesta Série B. Saiu da Curuzu com uma derrota para o Paysandu-PA, em partida que começou com 55 minutos de atraso por causa de explosão do gerador do estádio. O resultado de 2 a 1, amargado na noite desta terça feira, mantém o Tricolor na zona de rebaixamento, agrava a crise interna e deixa o treinador coral pressionado no cargo.

Insatisfeito com o desempenho do Santa, Ricardinho iniciou num esquema 4-3-2-1 e montou uma escalação repaginada em relação à rodada passada. Foram cinco mudanças. Além da volta de Edson Sitta, que estava suspenso, o treinador "queimou" João  Carlos na lateral direita. Nininho retornou à posição após ter amargado o banco, mas seguiu tão falho como o antecessor. Wellington também entrou. Ocupou o posto de Bruninho e não melhorou a cabeça de área. Daniel Costa estreou na vaga de Pedro Castro, na meia. Foi pouco criativo. No ataque, Bruno Mineiro acabou perdendo a vaga para Nathan, que limitou as suas ações a corridas improdutivas. As trocas, portanto, não surtiram efeito algum.

O Paysandu começou a partida sufocando os corais. Após pressão inicial dos mandantes, o Santa até equilibrou as ações. Ainda assim, era o Papão que seguia tendo as melhores oportunidades. Aos 33, enfim, o Bicolor foi premiado. Abriu o placar depois de falha do goleiro Fred, com Thiago Martins. O Santa encontrou um pênalti nos acréscimos. Aquino converteu.

Segundo tempo
O repertório de jogadas dos pernambucanos seguiu limitado, assim como no primeiro tempo. Assim como desde o começo do Brasileiro. Durante a etapa final, Ricardinho sacou Daniel Costa e colocou Bruninho. Passou a atuar com três volantes e o time perdeu o pouco que tinha de capacidade ofensiva. Fechou-se ainda mais em seguida ao tirar o atacante Nathan. Chamou o Papão para o seu campo. Carlinhos decretou a vitória paraense, aos 30. 

Paysandu-PA 2
Emerson; Yago Pikachu, Thiago Martins, Gualberto e João Lucas; Ricardo Capanema, Fahel,  Jhonnatan (Edinho) e Carlos Alberto (Carlinhos); Aylon (Misael) e Leandro Cearense. Técnico: Dado Cavalcanti.

Santa Cruz 1
Fred; Nininho, Diego Sacoman, Danny Morais e Lúcio; Edson Sitta, Wellington (Bruno Mineiro), João Paulo e  Daniel Costa (Bruninho); Nathan (Marlon) e Anderson Aquino. Técnico: Ricardinho.

Local: Estádio da Curuzu (Belém-PA)
Árbitro: Glauco Nunes Feitosa (CE)
Assistentes: Nailton Júnior de Sousa Oliveira (CE) e Anderson Moreira de Farias (CE)
Gols: Thiago Martins (33’ do 1T, Paysandu); Anderson Aquino (46’ do 1T, Santa) e Carlinhos (30’ do 2T, Paysandu)
Cartões amarelos: Ricardo Capanema, Gualberto, Thiago Martins, Emerson e Misael (Paysandu); Nathan, Fred e Edson Sitta (Santa Cruz)
Público: 9.165
Renda: R$ 130.220,00
 
Do Super Esportes 

.
 
 
 
eXTReMe Tracker