Página inicial
 
Mural de recados
28.04 | Antonio
Esse Danilo Costa parece ser um monstro na zaga ...
28.04 | Anderson
Esse zagueiro Danilo parece ser um bom jogador para a nossa PATATIVA!!!! ...
28.04 | Gabriel
O Central precisa de um bom plano de marketing, filmar bastidores, como é a roti ...
 
[Enviar] [Listar]
Esportes
Vídeos
CENTRAL de CARUARU
Clube Atlético do Porto
Sport Club do Recife
Santa Cruz Futebol Clube
Clube Náutico Capibaribe
Salgueiro Atlético Clube
Futebol Pernambucano
Futebol Nacional
Futebol Internacional
Opinião
Giros
Enquete
Não existe enquete no momento!
 
Publicidade
 
 
14/05/2015
16h09 | esportes - SANTA CRUZ
SANTA CRUZ > Punido pelo STJD, meia Raniel ficará quatro meses afastado
CLIQUE E CONFIRA.
Raniel Santa Cruz (Foto: Aldo Carneiro / Pernambuco Press)Raniel já cumpriu dois meses de pena 
(Foto: Aldo Carneiro / Pernambuco Press)

O Santa Cruz não conseguiu livrar Raniel da punição por uso de cocaína. Nesta quinta-feira, o pleno do Superior Tribunal de Justiça (STJD) manteve a punição imposta pelo Tribunal de Justiça Desportiva de Pernambuco, e suspendeu o atleta - que vinha atuando sob efeito de liminar - por um ano. No entanto, o jurídico tricolor conseguiu o relaxamento da pena para seis meses, com a condição de apresentar exames de sangue durante o período da suspensão.

 

Como já cumpriu dois meses, o atleta deve voltar a atuar em setembro. O armador, que atualmente se recupera de uma lesão no joelho, só terá condições de jogo na 26ª rodada da Série B, quando o Santa Cruz enfrentará o Boa Esporte.

Presente ao julgamento, Raniel confirmou o uso de cocaína, mas justificou que o ato foi em decorrência de um impulso momentâneo, durante uma festa. Justificativa que não convenceu os juristas. Responsável pela defesa do atleta, o advogado Oswaldo Sestário tentou sensibilizar o pleno afirmando que vários amigos do atleta estavam presos e que uma punição poderia levar o jogador à ruína. Argumentação ineficiente. O procurador Paulo Schimitt fez questão de destacar a responsabilidade do jogador diante do ocorrido e pediu o aumento da pena para dois anos.

- O caso de cocaína não caberia redução de pena. O STJD já fixou uma certa jurisprudência que seja aplicada pena de 2 anos e que realize monitoramento. Um atleta jovem, mas que é sabedor de suas responsabilidades deve cumprir a pena que lhe foi submetida e deve ainda se submeter a exames periódicos. A Procuradoria pugna pela manutenção da pena pela sua readequação, que se cumpra um ano e haja mais um ano de monitoramento – solicitação negada pelo relator Miguel Cançado.
 
Do globoesporte.com/pe 

 


...
 
 
 
eXTReMe Tracker