Página inicial
 
Mural de recados
26.04 | MARCOS LEITE
O CENTRAL PERDEU VÁRIOS BONS JOGAGORES Q DISPUTARAM O PERNAMBUCACNO DESSE ANO, A ...
26.04 | Beltrão
A próxima contratação do Central vem do : A) veloclube B) aeroclube C) Cineclub ...
25.04 | Jose Helio Pessoa
DODEIRO NÃO ATRAPALHA....O CENTRAL SÓ NÃO É MAIOR DO QUE SUA LOUCURA...TIRAR LI ...
 
[Enviar] [Listar]
Esportes
Vídeos
CENTRAL de CARUARU
Clube Atlético do Porto
Sport Club do Recife
Santa Cruz Futebol Clube
Clube Náutico Capibaribe
Salgueiro Atlético Clube
Futebol Pernambucano
Futebol Nacional
Futebol Internacional
Opinião
Giros
Enquete
Não existe enquete no momento!
 
Publicidade
 
 
03/03/2015
20h50 | esportes - Santa Cruz
Santa Cruz - Bruno Mineiro vai precisar de mais três semanas ou um mês para voltar a jogar
Oferecimento: Caruaru Factoring
Ainda em 11 de de fevereiro, Bruno Mineiro havia sido diagnosticado com uma lesão na coxa direita. Voltou de Serra Talhada, depois de jogo pela segunda rodada do estadual, com dores no local. A previsão para que fosse liberado pelo departamento médico era de duas semanas. Mas esse era o tempo mínimo para a sua recuperação. Já se passaram 21 dias e o departamento médico estipula agora, por baixo, mais outras três semanas para que ele volte a atuar. 

Teoricamente, Bruno Mineiro estaria à disposição do técnico Ricardinho para a última rodada do hexagonal do título estadual. Em 5 de abril, poderia até enfrentar o Sport, na Ilha do Retiro. Poderia. Contudo, essa chance se tornou quase hipotética. Isso porque  o centroavante passa por um longo  tempo parado e irá precisar de mais cinco a sete dias para se recondicionar fisicamente. O seu retorno, assim, aconteceria somente nas semifinais ou finais do Pernambucano. Num cenário pessimista, apenas na Série B do Campeonato Brasileiro.

"A lesão na coxa de Bruno Mineiro foi grande, extensa. Aconteceu o rompimento de uma fibra muscular, em grau 3. Não pode ser tratada em tão pouco tempo. Digamos que, agora, estamos na metade do seu tratamento. Ele precisa de mais três semanas no departamento médico. Liberá-lo antes disso é um grande risco", disse o médico José Carlos Cordeiro Júnior. 

Por enquanto, o técnico tricolor segue com Betinho e Waldison no comando de ataque do time. O primeiro fez apenas um gol no Campeonato Pernambucano. O outro, ainda não conseguiu balançar as redes nos cinco jogos que participou na competição. 
 
Do Super Esportes PE 


...
 
 
 
eXTReMe Tracker