Página inicial
 
Mural de recados
24.06 |
Soube que a procura de ingressos foi fraca... Que torcida fraca essa do central ...
24.06 | Gustavo
Lembro de quando anunciaram essa parceria com Granada fiz uma pesquisa e vi que ...
24.06 | Kaio SGD
Olha nos desfalque só o que poder atrapalhar é o desfalque de Agenor o resto pod ...
 
[Enviar] [Listar]
Esportes
Vídeos
CENTRAL de CARUARU
Clube Atlético do Porto
Sport Club do Recife
Santa Cruz Futebol Clube
Clube Náutico Capibaribe
Salgueiro Atlético Clube
Futebol Pernambucano
Futebol Nacional
Futebol Internacional
Opinião
Giros
Enquete
Não existe enquete no momento!
 
Publicidade
 
 
30/12/2014
14h58 | esportes - SANTA CRUZ
Santa Cruz - Após Dênis Marques e Léo Gamalho, Santa busca novo camisa 9 para 2015
CLIQUE e CONFIRA

 Do Globo Esporte PE.

Dênis Marques e Gamalho foram os últimos donos da camisa 9 (Foto: Aldo Carneiro / PE Press)

Nos últimos anos, o ataque não foi um tema preocupante para o torcedor do Santa Cruz. Se outros setores deram dor de cabeça, as redes sempre balançaram. Nos últimos quatro anos, o Tricolor teve artilheiros que, de certa forma, cumpriram as expectativas e caíram nas graças das arquibancadas. Em 2011, Gilberto virou ídolo coral, o biênio 2012/13 teve em Dênis Marques o “dono” da camisa 9. Em 2014, Léo Gamalho foi a principal referência no setor.   

O presidente do clube, Alírio Moraes, afirma que encontrar um “matador” é parte fundamental para o sucesso do clube em 2015.   

- Um dos fatores que contribuíram para o sucesso na gestão de Antônio Luiz Neto foi justamente o acerto na contratação deste homem de frente. Iremos buscar a continuidade disso em 2015.   

Alírio Moraes explica ainda que o bom rendimento do ataque do Santa Cruz nas últimas temporadas ocorre também por conta de uma “cultura” fincada no modo de jogar do clube.   

- Se observarmos Léo Gamalho, ele nunca tinha tido uma performance tão boa em outro clube. Nosso sistema de jogo ajuda. Temos uma cultura de que nossos times jogam, geralmente, em função de um único jogador, de um atacante que faça os gols. Isso ocorria com Ramon [atacante Coral do início da década de 1970], Nunes [final da década de 1970] entre outros - relembra.   

Por conta do bom rendimento do setor nos últimos anos, Alírio Moraes entende a ansiedade da torcida em relação a reforços para o setor. Entre os pedidos da torcida, segundo ele, um nome ainda ecoa: Dênis Marques.   

- Este “matador” fica no imaginário da torcida, claro. Seja um atacante consagrado ou não, o torcedor que um jogador para exercer esse papel decisivo. O torcedor nos pede, entre outros, o retorno de Dênis Marques. Claro que isso vai apenas da torcida, porque qualquer nome terá de passar pelo crivo do nosso técnico Ricardinho - encerra. 


.
 
 
 
eXTReMe Tracker