Página inicial
 
Mural de recados
18.11 | Paulo alvinegro
Era o ano pra um time do interior chegar lá com o rebaixamento dos três da capit ...
18.11 | MARCONDES
´PELA PRIMEIRA VEZ NA HISTORIA DO FUTEBOL PE. 3 GRANDES CAIRAM, A COMEÇAR PELO M ...
17.11 | CLEO
VERDADE VICTOR HUGO O REINADO DOS TRÊS DA CAPITAL ACABOU,COMO DIZ O DITADO FIZER ...
 
[Enviar] [Listar]
Esportes
Vídeos
CENTRAL de CARUARU
Clube Atlético do Porto
Sport Club do Recife
Santa Cruz Futebol Clube
Clube Náutico Capibaribe
Salgueiro Atlético Clube
Futebol Pernambucano
Futebol Nacional
Futebol Internacional
Opinião
Giros
Enquete
Não existe enquete no momento!
 
Publicidade
 
 
11/11/2014
10h13 | esportes - SANTA CRUZ
SANTA CRUZ > Os sete erros que deixaram o tricolor fora do G-4 da Série B nas últimas duas rodadas
CLIQUE E CONFIRA.
Eram sete jogos sem perder na Série B. Em seguida, justamente nas duas únicas chances que o Tricolor teve para entrar no G-4 da Série B, tropeçou. Duro golpe que começa aos poucos a ser assimilado no clube. Os corais pensam em reagir logo. Precisam avaliar o que erraram na derrota por 1 a 0 para América-RN e no empate sem gols contra o Náutico, na Arena Pernambuco. A quatro jogos para o fim, não dá mais para vacilar. O próprio técnico Oliveira Canindé falou que o seu time, na iminência de entrar no grupo dos quatro melhores, sentiu a pressão e a ansiedade. Atletas dizem que, depois da guinada no campeonato, foram os adversários que começaram a ser mais eficazes contra eles. O Superesportes destrincha os erros que não podem voltar a ser cometidos ou que sejam, pelo menos, abrandados.

Contra o América-RN

Atletas no sacrifício
Depois de uma virose que o afligiu durante a semana antes do jogo, Bileu foi a campo no sacrifício. Tony também, apesar de sofrer com incômodos no tornozelo esquerdo. Canindé foi obrigado a “queimar” duas substituições no 2º tempo e ficou de mãos atadas para maiores mudanças táticas.

Cansaço
Parte dos jogadores do Santa Cruz cansaram na etapa final.. Natural para fim de temporada. Mas numa situação diferente do América-RN,  que teve mais de uma semana para descansar. O Tricolor havia jogado quatro dias antes uma partida adiada contra o Vila Nova-GO.

Erros de finalização
O Santa Cruz finalizou nove vezes. Cinco delas dentro da grande área. Danilo Pires e Léo Gamalho perderam dois gols claríssimos ainda no primeiro tempo. Os tricolores ocupam só a 11º posição na lista de finalizações certas da Série B.

Ansiedade para entrar no G4
A medida que perdia gols e via o tempo passar, os corais aumentavam a ansiedade para abrir o placar. Jogadores do sistema defensivo iam constantemente para o ataque. Quando não conseguiram recompor, o América-RN contra-atacou fez o gol da vitória por 1 a 0.

Contra o Náutico

A ausência de Tony
Ainda dúvida para enfrentar o Bragantino por conta de dores no tornozelo esquerdo e de uma expulsão que será julgada nesta terça-feira, a ausência de Tony foi sentida. O lateral direito é a principal válvula de escape quando o terreno no meio-campo está muito preenchido, como no clássico. Bileu não foi capaz de ter a propensão ofensiva do titular da posição. Não houve sequer um cruzamento no área.

Sem saída de bola
Para ajudar Bileu nas ações ofensivas, Danilo Pires não se aproximou de Sandro Manoel para distribuir o jogo. Wescley ficou sobrecarregado e as ligações diretas entre defesa e ataque foram constantes.

Faz tudo certo, mas...
Com o meio-campo truncado e sem Tony, Keno foi quem tentava levar a bola ao ataque pela esquerda. Apenas tentou. Fazia toda a jogada certa, mas no final era anulado por Neílson ou algum volante. Esse cenário tem sido recorrente com o atleta no campeonato.
 
Do Super Esportes 
 
Foto: Paulo Paiva/DP 

...
 
 
 
eXTReMe Tracker