Página inicial
 
Mural de recados
21.09 | MARCONDES
SERÁ Q O CENTRAL FOSSE PEDIR PRA PREFEITA DAR UMA GERAL NO CT, ELA PELO MENOS MA ...
21.09 | VICTOR HUGO
A PREFEITA É D CARUARU, MAS NÃO FAZ NADA PELOS 2 CLUBES CENTRAL E PORTO, ELA DEV ...
21.09 | Paulo alvinegro
É muito engraçado o presidente do central pra conseguir falar com o prefeito de ...
 
[Enviar] [Listar]
Esportes
Vídeos
CENTRAL de CARUARU
Clube Atlético do Porto
Sport Club do Recife
Santa Cruz Futebol Clube
Clube Náutico Capibaribe
Salgueiro Atlético Clube
Futebol Pernambucano
Futebol Nacional
Futebol Internacional
Opinião
Giros
Enquete
Não existe enquete no momento!
 
Publicidade
 
 
23/09/2014
05h00 | esportes - SÉRIE B
SÉRIE B -> Na estreia de Oliveira Canindé, Léo Gamalho faz dois e Santa Cruz volta a vencer: 3 a 0 no Oeste
CLIQUE E CONFIRA.
Se faltou qualidade e organização tática, sobrou disposição e força de vontade. Na partida que marcou a estreia do técnico Oliveira Canindé à frente do time, o Santa Cruz voltou a vencer após três rodadas na Série B. Com dois gols de Léo Gamalho e um de Keno, o Tricolor bateu o Oeste-SP por 3 a 0, na noite desta terça-feira, no Arruda. Com a vitória, a equipe coral chegou aos 34 pontos e subiu para a décima posição, mantendo ainda acesa a esperança do acesso à Série A. A partida marcou o retorno do lateral esquerdo Tiago Costa aos gramados, sete meses após sofrer séria lesão no joelho. Foi ele, inclusive, que sofreu o pênalti para o segundo gol coral.

Foram apenas dois treinos sob o comando de Oliveira Canindé, que viu que ainda terá bastante trabalho à frente do Tricolor. Afinal, apesar de ter vencido o Oeste com absoluta tranquilidade, o Santa Cruz voltou a demonstrar a mesma desorganização tática e problemas das últimas partidas. Pelo menos uma coisa já se pode dizer que mudou: a equipe não se afobou após abrir o placar e soube encaminhar a vitória com eficiência. O Santa Cruz agora irá a Belo Horizonte, onde enfrentará o lanterna da competição, o América-MG, às 16h10 deste próximo sábado.

O jogo
O primeiro tempo foi de um time só. Mesmo sem muita qualidade técnica e longe de fazer uma partida brilhante, o Santa Cruz soube aproveitar a fragilidade do oponente para imprimir seu ritmo de jogo. Na base da correria, mesmo de maneira desorganizada, fez uma boa etapa. A ponto de a vitória parcial por 1 a 0 ter sido pouco. Somente nos 20 minutos iniciais, o Tricolor teve pelo menos quatro chances claras de abrir o placar. Na principal delas, Danilo Pires mandou a bola na trave. 

Ao fim dos 45 minutos, os corais tiveram 12 finalizações. Por sua vez, com a defesa bez postada, o goleiro Tiago Cardoso foi um mero espectador. Apesar do maior volume de jogo e posse de bola, o Santa pecava na falta de velocidade. Com a partida inteira rondando a área do Oeste, os meias triclores não conseguiam fazer a bola penetrar a defesa adversária. Tanto que a maioria das oportunidades saiam de chutes de fora da área e de bolas alçadas na área. Quando conseguiu botar a bola no chão, fez o gol. Aos 42,  Danilo Pires avançou em velocidade pela direita e cruzou voltando para Léo Gamalho, que dominou e mandou para as redes.

No segundo tempo, a equipe paulista voltou mais ligada. Buscando o empate, começou a se lançar ao ataque. E arriscar. Aos 8, quase o empate. Roger Gaúcho recebeu a bola e ficou frente a frente Tiago Cardoso. Na conclusão, a bola passou raspando a trave. Colocando a bola no chão, o Santa equilibrou o jogo. A partida passou a ficar mais pegada. Foi quando, aos 23, Tiago Costa arrancou em jogada individual e sofreu pênalti. Léo Gamalho foi para a cobrança e não desperdiçou. Com a vitória quase consolidada, ainda houve tempo para Keno ampliar e fechar o placar: 3 a 0 a favor do Santa Cruz, com Oliveira Canindé vencendo em sua estreia.

Ficha do jogo

Santa Cruz 1
Tiago Cardoso; Tony, Renan Fonseca, Everton Sena e Julinho (Tiago Costa); Sandro Manoel, Bileu, Danilo Pires (Memo) e Wescley (Renatinho); Keno e Léo Gamalho. 
Técnico: Oliveira Canindé.

Oeste-SP 0
Anderson; Ezequiel, Cris, Halisson e Dênis; Leandro Melo, Kleber (Jacson Baiano), Roger Gaúcho (Wagninho) e Lelê; Dionísio e Fábio Santos (Pablo).
Técnico: Roberto Cavalo.

Local: Arruda. Árbitro: Fabio Filipus (PR). Assistentes: Rafael Trombeta (PR) e Moisés Aparecido de Souza (PR).Gols: Léo Gamalho (2), Keno (SCZ). Cartões amarelos: Bileu, Renan Fonseca (SCZ); Cris, Leandro Melo e Dionísio (OES). Público: 6.477. Renda: R$ 54.434,00.

.
 
 
 
eXTReMe Tracker