Página inicial
 
Mural de recados
28.04 | Anderson
Esse zagueiro Danilo parece ser um bom jogador para a nossa PATATIVA!!!! ...
28.04 | Gabriel
O Central precisa de um bom plano de marketing, filmar bastidores, como é a roti ...
28.04 | MARCOS LEITE
FALAM DO GRAMADO DO LACERDÃO NO BRASIL INTEIRO TEM GRAMADA ATÉ PIORES Q O LACERD ...
 
[Enviar] [Listar]
Esportes
Vídeos
CENTRAL de CARUARU
Clube Atlético do Porto
Sport Club do Recife
Santa Cruz Futebol Clube
Clube Náutico Capibaribe
Salgueiro Atlético Clube
Futebol Pernambucano
Futebol Nacional
Futebol Internacional
Opinião
Giros
Enquete
Não existe enquete no momento!
 
Publicidade
 
 
19/07/2014
11h16 | esportes - SÉRIE B
SÉRIE B > Santa Cruz perde para o lanterna Vila Nova e amarga segunda derrota consecutiva no Brasileiro
Clique e Confira.

 

Do Super Esportes 

ANDRÉ COSTA/COSTAPRESS/ESTADÃO CONTEÚDO

Enfrentar o lanterna da Série B parecia ideal para o Santa Cruz se recuperar. Parecia. O Tricolor se excedeu nas falhas defensivas. No segundo tempo, o ataque foi negligente. Os corais desperdiçaram diversas oportunidades de gol e viram o frágil Vila Nova/GO vencer o jogo por 3 a 2, neste sábado, no estádio Serra Dourada. Os pernambucanos amargam a segunda derrota consecutiva na Série B do Brasileiro após a série invicta antes da pausa para a Copa do Mundo. Revés para uma equipe que ainda não havia ganho na competição e tinha feito apenas dois gols até então. O Tricolor agora se distancia ainda mais do G4. Vê a pressão voltar ao Arruda. Vê o grupo sendo questionado sobre a sua capacidade de chegar ainda a um possível acesso neste ano.

Com apenas cinco minutos de jogo já era possível perceber graves erros no sistema defensivo do Santa. Foram duas entregadas de bola de Sandro Manoel. Erros na saída de jogo dos outros dois volantes e espaços gigantes dados aos goianos. Não demorou para o Vila Nova fazer o primeiro gol. Achado entre a defesa coral, Jheimy colocou no canto direito de Tiago Cardoso: 1 a 0.

O empate dos pernambucanos veio sem demora. Aos 15. Logo no primeiro ataque tricolor. Pingo fez de voleio. Era um primeiro indício também da grande fragilidade do adversário.  As ações ofensivas do time de Sérgio Guedes, no entanto, eram praticamente restringidas às duas laterais. Sem resultado. Com a teórica incumbência de construir as jogadas, Wescley foi omisso.

O Vila seguiu aproveitando-se das falhas defensivas do Santa. Em mais uma, conseguiu um pênalti para ficar novamente em vantagem no jogo. Radamés converteu a penalidade aos 28. A partir daí, porém, os tricolores começaram a se impor mais. Colocaram uma bola na trave, se queixaram de um pênalti e um gol anulado de Pingo. Até que Danilo Pires empatou aos 35 minutos. Entre erros e acertos dois dois lados, o 2 a 2 na etapa inicial acabou sendo justo.

Segundo tempo
O panorama da etapa inicial indicava que após o intervalo o corais precisavam ajeitar minimamente a defesa para conquistar a vitória. Embora sem tanta excelência, o desempenho da equipe do meio para a frente era capaz, por si só, de chegar a uma virada no placar mediante à fragilidade do Vila Nova. Bastava um pouco mais de avidez. Conseguiu. Foi menos inseguro atrás. Mais nocivo no ataque. Mas cansou de perder gols. Foram, pelo menos, cinco chances jogadas fora. O Vila fez quando pôde. Aos 31, Paulinho não desperdiçou: 3 a 2.

Vila Nova/GO
Cleber Alves; Léo Rodrigues, João Paulo (Gabriel), Vítor e Rafinha; Leonardo, Radamés, Nenê Bonilha (Júnior Xuxa) e Paulinho; Dimba (Evandro Paulista) e Jheimy. Técnico: Márcio Goiano.

Santa Cruz
Tiago Cardoso; Nininho, Everton Sena, Renan Fonseca e Renatinho; Sandro Manoel (Bileu), Memo, Danilo Pires e Wescley; Pingo e Léo Gamalho (Betinho). Técnico: Sérgio Guedes.

Estádio: Serra Dourada (Goiânia-GO)            
Árbitro: Antônio Neuricláudio Costa-AC
Assistentes: Rener Santos de Carvalho e Jean Carlos Rodrigues da Silva, ambos do AC
Gols: Jheimy (8’ do 1ºT, Vila), Pingo (15’ do 1ºT, Santa), Radamés (28’ do 1ºT, Vila), Danilo Pires (35’ do 1ºT, Santa) e Paulinho (31’ do 2ºT, Vila) 
Cartões amarelos: Nininho e Emerson Santos (Santa Cruz); Leonardo e Jheimy (Vila Nova) 
Público: 1.789

.
 
 
 
eXTReMe Tracker