Página inicial
 
Mural de recados
15.12 | Fabio
Sorteio da Copa do Brasil: Santos/AP x Sport Fluminense de Feira/BA x Santa ...
15.12 | Patativa
Foi no lacerdao hoje e fiquei impressionado com o péssima qualidade do gramado,m ...
15.12 | KLEO
CARLOS, TU ALÉM D SER PESSIMISTA, SÓ PENSA NEGATIVO, DIFERENTE DE MIM Q SOU OTIM ...
 
[Enviar] [Listar]
Esportes
Vídeos
CENTRAL de CARUARU
Clube Atlético do Porto
Sport Club do Recife
Santa Cruz Futebol Clube
Clube Náutico Capibaribe
Salgueiro Atlético Clube
Futebol Pernambucano
Futebol Nacional
Futebol Internacional
Opinião
Giros
Enquete
Não existe enquete no momento!
 
Publicidade
 
 
15/07/2014
07h04 | esportes - SÉRIE B
SÉRIE B > Santa Cruz é goleado pelo Vasco na Arena Pantanal em volta à Série B após pausa para a Copa: 4 a 1
Clique e Confira.
Apesar da goleada, a sensação é de que daria para ter conseguido algo melhor na Arena Pantanal, em Cuiabá. No reencontro com a Série B do Brasileiro após a pausa para a Copa do Mundo, o Santa Cruz enfrentou um Vasco sofrível na noite desta terça-feira. Os corais se impuseram em parte do jogo. Domínio aparente e não revertido em gols. De virada, os cruzmaltinos aplicaram 4 a 1. A derrota, que agora distancia do Tricolor do G4, foi a primeira da equipe na competição e nos seus últimos 12 jogos na temporada. A última havia sido ainda na semifinal do Campeonato Pernambuco, contra o Sport, em 13 de abril.

Depois de um início vagaroso, o Santa Cruz se impôs ao Vasco. O artifício foi o mesmo usado nas três vitórias consecutivas antes do intervalo no campeonato para a disputa do Mundial: Danilo Pires como elemento surpresa. Um falso meia. Um falso volante. Aproveitando-se de falhas de marcação e erros de passes dos cruzmaltinos no meio-campo, os corais abriram a contagem com um gol justamente dele, aos 18 da primeira etapa. Pires recebeu de Renatinho, cortou o lateral André Rocha e chutou de longe. O goleiro  Martín Silva só olhou a bola entrar. 

O time de Sérgio Guedes, contudo, não continuou utilizando o toque de bola e da consonância demonstrada inicialmente entre os seus jogadores para se sobrepor ao adversário.  Logo recuou. Excessivamente. E pagou caro. Chamou a equipe do Rio de Janeiro para o seu campo de defesa e, embora o Vasco não tenha chegado a efetivamente sufocar os pernambucanos, conseguiu a virada. Fabrício e Douglas Silva fizeram dois gols em seis minutos - aos 34 e 40. O primeiro, um chute de fora de área, foi mais fortuito. O segundo, no entanto, poderia ter sido facilmente evitado caso os corais tivessem mais atenção na marcação. Memo falhou ao não acompanhar Douglas. Fatal.

Segundo tempo
Vasco / Divulgação
O Santa voltou do intervalo bastante incisivo. Com seis minutos, já havia criado duas oportunidades claras para empater. Tinha espaço no meio-campo. Encurralava o Vasco e tocava a bola com certa facilidade. Aos 20, um lance capital. O Tricolor permitiu um contra-ataque pontual dos cariocas, que resultou em um pênalti. O estreante Kléber Gladiador cobrou e fez o terceiro. O 3 a 1 esmoreceu os recifenses. A partir daí, se perderam em campo.  Crispim, que acabara de entrar, aproveitou-se. Fez o quarto e colocou números finais no jogo. 


Vasco
Martín Silva; André Rocha (Carlos César), Luan, Douglas Silva e Diego Renan; Guiñazu, Fabrício, Pedro Ken e Dakson (Crispim); Thalles e Klébe (Edmílson)r. Técnico: Adílson Batista.

Santa Cruz

Tiago Cardoso; Nininho, Everton Sena, Renan Fonseca e Renatinho; Sandro Manoel, Memo, Danilo Pires (Wescley) e Carlos Alberto (Emerson Santos); Pingo (Keno) e Léo Gamalho. Técnico: Sérgio Guedes.

 

 

Estádio: Arena Pantanal (Cuiabá-MT)
Árbitro: Anderson Daronoco-RS (Fifa)
Assistentes: Marcelo Bertanha Barison e José Antônio Chaves Filho, ambos do RS
Gols: Danilo Pires (18’ do 1ºT, Santa Cruz); Fabrício (34’ do 1ºT. Vasco), Douglas Silva (40’ do 1ºT, Vasco) e Kléber (20’ do 2ºT, Vasco) e Crispim (28’ do 2ºT, Vasco)
Cartões amarelos: Carlos Alberto e Renan Fonseca (Santa Cruz); Pedro Ken e Carlos César (Vasco)
Público: 7.190
Renda: R$262.910,00 


...
 
 
 
eXTReMe Tracker