Página inicial
 
Mural de recados
19.10 | Antonio do Salgado
Respondento a Paulo. Meu chefe a diretoria é nova no clube, mais os funcionár ...
18.10 | MARCOS LEITE
É VERDADE PAULO RICARDO, DIRETORIA VAI ARRUMAR A KSA, ISSO NÃO PODE SER FEITO DA ...
18.10 | Paulo R
! Antônio, amigo a nova diretoria só faz 15 dias que assumiu o club e vc pergunt ...
 
[Enviar] [Listar]
Esportes
Vídeos
CENTRAL de CARUARU
Clube Atlético do Porto
Sport Club do Recife
Santa Cruz Futebol Clube
Clube Náutico Capibaribe
Salgueiro Atlético Clube
Futebol Pernambucano
Futebol Nacional
Futebol Internacional
Opinião
Giros
Enquete
Não existe enquete no momento!
 
Publicidade
 
 
09/05/2014
22h47 | esportes - SÉRIE B
SÉRIE B <> Santa Cruz fica no 0 a 0 com a Luverdense e empata o seu quarto jogo na Série B
Clique e Confira.

O empate em 0 a 0 com a Luverdense, neste sábado, na Arena Pernambuco, foi o quarto da equipe na competição. O retrospecto não tem como ser considerado bom, já que, desses quatro jogos, três foram em casa (com o mando de campo). 

O Santa Cruz começou jogando em velocidade e impondo uma forte pressão à Luverdense. Foi nesse início de jogo que surgiram as melhores oportunidades do Tricolor na partida, sendo uma cabeçada de Renan Fonseca na trave a principal delas. Aos poucos, porém, o adversário acertou a marcação, impondo dificuldade à saída de bola da equipe coral.

O grande problema do Santa Cruz era a falta de criatividade no meio campo. Sandro Manoel e Memo se limitavam a marcar, enquanto Luciano Sorriso estava apagado no jogo. Carlos Alberto até iniciou bem a partida, mas, sobrecarregado, não conseguia dar seguimento às jogadas. Mais à frente, Caça-Rato errou muitos passes e Léo Gamalho, isolado, sem receber nenhuma bola, mal apareceu.

Ainda em busca de uma formação ideal para o seu estilo, Sérgio Guedes não se furtou em mudar a equipe. Trocou Sorriso e Caça-Rato por Pingo e Danilo Pires, que fazia a sua estreia. E as mexidas foram corretas. Tirou as duas figuras que estavam travando o desenvolvimento do jogo do Santa Cruz. A expectativa era que o Tricolor atuasse com mais velocidade, como conseguiu fazer nos primeiros minutos de partida.

O time correspondeu. Pingo abriu pelo lado direito e Danilo Pires pelo esquerdo, dando um maior suporte a Carlos Alberto e Léo Gamalho no setor ofensivo. Renatinho também passou a aparecer mais, como deveria ter feito no primeiro tempo. A pressão voltou e as chances da equipe coral foram surgindo. O problema, agora, era furar a defesa da Luverdense e chegar ao gol. 

O tempo passava e o gol não saía. A torcida já demonstrava impaciência com o time, que sentia isso em campo, passando a cometer erros bobos. Para não ficar no empate pela quarta vez seguida nesta Série B, Sérgio Guedes colocou a equipe ainda mais no ataque, aos 30 minutos, trocando Memo por Betinho. Ele bancou o risco. Se expôs em busca da primeira vitória.

Mas não teve sucesso. Embora até partisse para uma pressão nos cinco minutos finais e nos três de acréscimos, o Santa Cruz não conseguiu furar o bloqueio do adversário, tendo que se contentar com apenas um ponto, mais uma vez.

Ficha do jogo

Santa Cruz

Tiago Cardoso; Nininho, Everton Sena, Renan Fonseca e Renatinho; Sandro Manoel, Luciano Sorriso (Pingo), Memo (Betinho) e Carlos Alberto; Flávio Caça-Rato (Danilo Pires) e Léo Gamalho. Técnico: Sérgio Guedes

Luverdense

Gabriel Leite; Raul, Renato, Braga e Samuel; Júlio Terceiro (Jean Patrick), Gilson, Rubinho e Washington; Lê e Misael (Léo). Técnico: Júnior Rocha

Local: Arena Pernambuco. Árbitro: Renan Roberto de Souza. Assistentes: Oberto da Silva Santos e José Maria de Lucena Netto; Gols: Cartões amarelos: Lê, Jean Patrick (L), Léo Gamalho, Danilo Pires e Betinho (SC). Público: 13.010. Renda: R$ 321.585.

Do Super Esportes 


...
 
 
 
eXTReMe Tracker