Página inicial
 
Mural de recados
20.08 | Jose Helio Pessoa
Bom dia centralinos, surge uma esperança na história do nosso querido Central de ...
19.08 | Gustavo
O Atletico do Acre conseguio o acesso pra serie C com uma folha salarial de 60 m ...
19.08 | Antonio do Salgado
Com certeza ja deram um ninha em Airton Junior, e sobre a outra chapa kd o Alexa ...
 
[Enviar] [Listar]
Esportes
Vídeos
CENTRAL de CARUARU
Clube Atlético do Porto
Sport Club do Recife
Santa Cruz Futebol Clube
Clube Náutico Capibaribe
Salgueiro Atlético Clube
Futebol Pernambucano
Futebol Nacional
Futebol Internacional
Opinião
Giros
Enquete
Não existe enquete no momento!
 
Publicidade
 
 
05/05/2014
16h33 | esportes - SANTA CRUZ
SANTA CRUZ <> Tricolor tenta derrubar punição do STJD para jogar no Arruda e com torcida
Clique e Confira.

Do globoesporte.com/PE 

O departamento jurídico do Santa Cruz vai tentar derrubar a decisão do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) para liberar o Arruda para o jogo desta quarta-feira contra o Lagarto-SE, pela Copa do Brasil. Após a morte do torcedor Paulo Ricardo Gomes da Silva, na última sexta-feira, o estádio foi interditado e o clube punido ainda com dois jogos sem torcedores. 

Além de jogar em casa, a diretoria tricolor acredita ainda que pode conseguir na justiça a liberação para realizar a partida com a entrada de torcedores. 

- Vamos nos fazer presentes no Rio de Janeiro (sede do STJD). Estamos indo hoje (segunda-feira) para lá para tentar revogar da decisão, pois até agora, não existe nenhum processo no STJD. Só existe uma ordem de despacho e nela diz que é baseado em informações jornalísticas, explicou Eduardo Lopes, advogado do clube.

departamento jurídico santa cruz (Foto: Aldo Carneiro / Pernambuco Press)Departamento jurídico Santa Cruz vai ao Rio tentar liberar o Arruda (Foto: Aldo Carneiro / Pernambuco Press)


Na noite do último domingo, o Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) puniu o Santa Cruz por causa da morte do torcedor após o jogo contra o Paraná. Segundo o documento do STJD, o clube jogará as próximas partidas de portões fechados, além do estádio do Arruda permanecer interditado.   

Porém, o próprio advogado Eduardo Lopes acredita ser difícil o Santa Cruz mudar o panorama para o jogo da próxima quarta-feira. Por isso, o estádio dos Aflitos é uma opção para abrigar a partida.   - Ainda não sabemos como vai ser. Isso ainda tem de ser visto com a Federação Pernambucana de Futebol, mas, por enquanto, estamos trabalhando com a hipótese do local ser mantido, explicou o advogado.

- Até porque nós estamos viajando hoje (segunda-feira) e a CBF só abre à tarde, enfim. Acho difícil mudarmos a medida preventiva do STJD já para quarta-feira. Para o jogo de sábado, contra o Luverdense, é diferente. Teremos mais tempo. Mas, quarta,  acho que jogaremos em outro local. Um local conveniente seria o estádio dos Aflitos, que não está sendo utilizado.

Antônio Luiz Neto presidente Santa Cruz (Foto: Aldo Carneiro / Pernambuco Press)Presidente passou nome de baderneiros para a polícia (Foto: Aldo Carneiro / Pernambuco Press)

O presidente do Santa Cruz, Antônio Luiz Neto, criticou a decisão do STJD e afirmou que clube está sendo usado como "bode expiatório" como resposta por conta da Copa do Mundo.

- A decisão (do STJD) prejudica muito. O Santa Cruz é um clube que está sendo administrado com muito sacrifício. Não ter a receita nos prejudica. Eles estão dando uma satisfação porque nós estamos diante da Copa do Mundo. Mas o problema tem que ser visto de uma maneira mais ampla. O Santa Cruz não pode ser bode expiatório de um problema maior. O problema está nos esportes, mas também na sociedade. Queremos uma ação mais forte em relação a isso.

Presidente identifica responsáveis por invasão do clube em abril

Em relação à invasão do clube por integrantes de uma torcida uniformizada, no dia 24 de abril, o presidente coral disse que fez um boletim de ocorrência para evitar que mais problemas acontecessem.   

- Eu disse que íamos tomar as medidas necessárias, como de fato tomamos contra a invasão e baderna que aconteceu aqui (no dia 24 de abril). Fizemos um BO e, inclusive, demos nomes dos possíveis autores daquela baderna e de pessoas que podiam ajudar a polícia a investigar aquilo.

Entenda o caso

Devido à morte de Paulo Ricardo Gomes da Silva, atingido por um vaso sanitário depois da partida entre Santa Cruz e Paraná, na última sexta-feira, o Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) puniu o clube pernambucano. O estádio do Arruda continua interditado para partidas e os dois próximos jogos do time - onde quer que seja - serão de portões fechados. Além disso, a principal uniformizada do clube não poderá frequentar nenhum estádio no Brasil até que o culpado seja identificado.

De acordo com o diretor de segurança do Santa Cruz, coronel Flávio Bione, o clube disponibilizou as imagens de 16 câmeras internas para a delegada Gleide Ângelo, do Departamento de Homicídios e de Proteção à Pessoa (DHPP). Bione revelou ainda que vem recebendo ligações anônimas com ameaças de morte por ter tomado a atitude de entregar as imagens à polícia.

Paulo Ricardo Gomes passava próximo ao portão seis do Arruda, destinado à torcida adversária, quando foi atingido por um vaso sanitário arremessado da arquibancada. O agressor não foi identificado. Não houve um detido sequer. Além da vítima fatal, outras três ficaram feridas, mas estão fora de perigo.

Torcedor do Sport e morador do bairro do Pina, zona sul do Recife, Paulo Ricardo, 26 anos, trabalhava como soldador na indústria naval do Cabo de Santo Agostinho, Região Metropolitana do Recife. Integrante de uma torcida uniformizada do Sport, saiu de casa com uma missão: tirar fotos da uniformizada do Paraná - uma prática comum entre torcidas aliadas em diferentes estados. Na câmera encontrada pelos bombeiros dentro da bolsa da vítima, havia vários registros do jogo.


...
 
 
 
eXTReMe Tracker